Como Tunar Seu Carro Dentro da Lei em 2018

como tunar carro

Quando pensamos em carros turbinados, imaginamos sempre os supercarros do cinema, com suas velocidades acima do imaginável e suas altas potencialidades.

Se você é amante de automóveis e sonha em ter um veículo igualmente customizado, saiba que isso é possível.

No entanto, você deverá cumprir algumas regras apontadas pela legislação.

Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

Isso porque foram estabelecidas algumas normas para que, ao dar uma “nova cara” para seu carro, os motoristas não acabem colocando em risco a sua segurança.

Está pensando em modificar seu veículo em 2018?

Confira, aqui, quais as modificações que você pode fazer e os procedimentos para não infringir a legislação e não ser multado ao tunar seu veículo.

 

Você sabe as diferenças entre personalizar e customizar?

como tunar carro diferencas entre personalizar e customizar
Entenda as diferenças entre personalizar e customizar veículo

A arte de personalizar ou customizar veículos existe há muito tempo, desde os primeiros automóveis, no século XIX.

A ideia inicialmente era melhorar o funcionamento dos carros mais simples, aumentando seu desempenho, já que o automobilismo ainda engatinhava naquele período.

No decorrer dos anos, principalmente após o fim da Segunda Guerra Mundial, a prática foi ficando refinada, pois os jovens encontraram, na customização de carros, um meio para aplicarem as habilidades com mecânica que adquiriram nos campos de guerra.

Atualmente, essas modificações são bastante comuns entre os amantes de carros, e as novidades não param de chegar ao mercado.

Entretanto, é preciso que, primeiramente, o motorista saiba quais procedimentos deseja realizar, pois é necessário haver um planejamento.

Para começar, é importante conhecer as diferenças entre personalizar e customizar.

Personalizar o seu veículo é torná-lo pessoal.

Isto acontece, por exemplo, quando é realizada uma pintura diferenciada ou  quando um novo acessório é utilizado no veículo.

Já a customização é empregada quando o motorista faz uma adaptação no seu veículo.

É quando o carro é modificado em suas mais diferentes funcionalidades, sendo adaptado conforme os gostos e necessidades do dono.

São adquiridas novas peças e acessórios para que a potência do veículo em questão seja aumentada, por exemplo.

Entretanto, para realizar estas mudanças, é sempre indicado procurar ajuda especializada.

Isto porque para personalizar ou customizar, as opções de acessórios e novas peças e estilos são as mais variadas no mercado, o que pode causar algumas dúvidas entre os interessados.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
Mas esta diversidade é também bastante positiva, pois é possível que o motorista consiga imaginar vários estilos para adaptar seu veículo de acordo com o seu gosto.

Um dos estilos mais conhecidos de customização é o tuning. Você conhece ou já ouviu falar?

Esse tipo de customização ficou bastante conhecido no início dos anos 2000, com a franquia de filmes “Velozes e Furiosos”.

Quando o motorista resolve tunar o seu carro, ele normalmente está buscando aumentar o desempenho de seu automóvel e provavelmente realizará mudanças extremas no veículo.

Portanto, para ser considerado um carro tunado, é preciso muito mais do que apresentar modificações estéticas, mas também mecânicas.

Abaixo, apresentarei a você mais informações sobre o tuning e sobre qual a melhor forma de customizar seu veículo sem infringir a legislação.

 

As mudanças mais comuns e seus limites

como tunar carro mudancas mais comuns
Quais modificações você costuma encontrar por aí?

A compra de novos acessórios é muito comum entre os apaixonados por carros que desejam tunar seu veículo.

Buscando melhorar o desempenho do automóvel, mudanças no som automotivo, no motor, na suspensão, na iluminação e, claro, o rebaixamento de carros são as mais comuns entre as customizações.

Começarei apresentando as mudanças relativas ao coração do veículo, o motor.

Se você é um apaixonado por carros, já deve ter pensando em como seria bom aumentar o desempenho do motor de seu veículo, não é?

Saiba que essa, normalmente, é a primeira modificação realizada pelos donos de carros, já que potencializar o veículo é o principal anseio dos amantes do automobilismo.

Entretanto, é preciso que a empolgação tenha certo limite.

A legislação brasileira aponta que é possível aumentar em até 10% a potência do motor, pois o veículo deve ser capaz de aguentar a potência do equipamento.

As modificações no sistema de suspensão são também muito comuns.

Responsáveis pela segurança do carro, as suspensões são consideradas uma parte delicada do veículo, portanto, é preciso ter muito cuidado ao fazer modificações nestes dispositivos.

Não é permitido que você, por exemplo, utilize suspensões com regulagem de altura, como as pneumáticas.

Também não é indicado cortar as suspensões já existentes, pois o mercado oferece kits de rebaixamentos feitos sob medida para todos os tipos de veículos.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
Mas a mais comum das mudanças, com certeza, é relativa à pintura do veículo.

Se você tem interesse neste tipo de modificação, saiba que muita coisa é permitida.

No entanto, fique atento: se mais da metade do carro for pintado, será preciso fazer a alteração na documentação do veículo, mudando a cor original.

Se você tiver como paixão não apenas o automobilismo, mas também a música, saiba que é possível unir essas duas paixões ao tunar seu veículo adicionando novos equipamentos de som.

Entretanto, você não deve sobrecarregar a parte elétrica do seu carro.

Além disso, deve respeitar o limite de decibéis estipulados pela Resolução 204 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que estipula como limite de altura do som do carro 80 decibéis, medidos a 7 metros do veículo.

Caso você desrespeite esta regra, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) aponta, estará cometendo infração grave e será penalizado com multa de R$ 195,23, 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e retenção do veículo para regularização.

 

Rodas, uma paixão mundial

como tunar carro rodas
Veja como modificar as rodas do seu veículo

Outro item que normalmente sofre modificações são as rodas, pois elas influenciam bastante no design do veículo, atribuindo a ele valor estético.

Este tipo de modificação pode ser feito sem muitas preocupações, desde que você respeite os limites do para-lamas de seu veículo.

Como você já deve ter percebido, é muito comum o uso de rodas iluminadas em veículos tunados, pois elas atribuem, ao carro, grande valor estético.

Para este tipo de mudança, o mercado fornece dois tipos de sistemas de iluminação.

A primeira oferece ao motorista a instalação de luzes de LED coloridas nos para-lamas.

Porém, para poder instalar as luzes, é preciso que você utilize rodas que sejam grandes e cromadas, para que o efeito seja notado.

Entretanto, caso opte por aumentar o aro das rodas, é necessário que reduza o perfil dos pneus, pois a soma dos dois não pode ser 3% maior do que o conjunto que veio de fábrica.

O segundo sistema oferecido pelo mercado é a aplicação das luzes na parte interna dos pneus.

Diferente do primeiro modelo, não é preciso que você utilize rodas cromadas, basta apenas fazer a instalação ou procurar ajuda de profissionais que possam orientá-lo nessas mudanças.

Fique atento! Ao fazer estas modificações, é preciso que você realize o balanceamento dos pneus.

Este procedimento vai equilibrar o conjunto de rodas, melhorando a estabilidade do veículo e sua dirigibilidade após as mudanças realizadas.

Ao tunar o seu carro, ainda é possível que você utilize calotas esportivas, pneus largos ou faça a coloração das rodas.

Mas, preste atenção, nenhuma mudança deve ser utilizada para intimidar outros condutores, pois intimidar outros motoristas com seu veículo é considerado infração gravíssima, conforme o art. 170 do CTB.

A penalidade para este tipo de conduta é multa, no valor de R$ 293,47, suspensão do direito de dirigir e, como medida administrativa, a retenção do veículo e recolhimento do documento de habilitação.

Portanto, faça as modificações que agradam você, mas entenda que ter um carro customizado deve ser uma diversão, um meio de você dar “sua cara” ao veículo e não de intimidar os demais.

 

Evite dores de cabeça

A cada artigo postado em nosso site, você já deve ter percebido que o Código de Trânsito Brasileiro apresenta diversas regras para orientar você, motorista, em diferentes situações.

Quanto às modificações em veículos, não é diferente.

A legislação brasileira é bastante criteriosa quando o assunto é a modificação em veículos, aplicando penalidades que podem até mesmo ocasionar a retenção de seu carro.

No art. 98, o Código estabelece que nenhum proprietário ou responsável por veículos deverá, sem avisar os órgãos responsáveis, fazer ou ordenar que sejam feitas, no veículo, modificações de suas características de fábrica.

Além disso, no art. 230, o CTB estabelece, ao condutor que conduzir o veículo com a cor ou características alteradas sem ter avisado as autoridades responsáveis, multa no valor de R$ 195,23, mais 5 pontos na CNH, pois classifica como infração grave esse tipo de conduta.

Portanto, para que você não tenha dores de cabeça ao realizar as mudanças, é preciso seguir os passos que a legislação estabeleceu para que as modificações sejam feitas dentro da lei.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
Primeiramente, você deve solicitar uma autorização de alteração no Departamento de Trânsito (Detran) do seu estado, antes de começar as modificações.

Com base no CTB, o Detran realizará uma análise para perceber se as mudanças que você pretende realizar estão de acordo com as normas apresentadas na Portaria nº 159, anexadas na Resolução 292 do  Contran.

Nesta resolução, o Conselho estabeleceu uma série de regras para que a customização ou personalização dos automóveis sejam realizadas de forma segura.

Após esta análise do Detran, você estará preparado para fazer as modificações.

Mas, para isso, é sempre bom que você procure ajuda especializada.

Atualmente, existem diversos profissionais que realizam este tipo de serviço no Brasil, e cada vez mais novos estilos e culturas automotivas estão surgindo, fazendo com que este tipo de estilo cresça no mercado nacional.

É o caso de empresas como a Tuning parts, especializada em acessórios para carros.

É possível que você confira o trabalho desenvolvido por pela Tuning no canal do Youtube, que é atualizado com o trabalho feito pela empresa, presente em diversas capitais do Brasil.

 

Cada veículo exige um tipo de customização

como tunar carro tipos
Cada veículo requer diferentes tipos de cuidado

Saiba que nem todas as modificações que você vê em outros veículos podem ser aplicadas no seu carro, pois cada um exige e requer diferentes tipos de cuidado.

Portanto, é importante que você, caso não tenha muito conhecimento sobre o assunto, busque profissionais que possam ajudar com as mudanças.

Isso fará com que seu veículo não seja apenas personalizado, mas também seguro para circular.

Após realizar as mudanças, a inspeção fica por conta do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que faz a análise das modificações, conferindo itens de segurança, pneus, estepe, chave de roda, iluminação, entre outros.

Se por acaso houver modificações referentes à potência do motor, também serão realizados testes de emissões de poluentes.

Caso as modificações realizadas não estejam enquadradas na lei, você receberá um relatório sobre quais pontos precisa revisar e terá até 30 dias para retornar e fazer novamente a revisão, sem nenhuma taxa adicional.

Se tudo estiver dentro do estipulado pela legislação, você deverá retornar ao Detran para que seja emitido um Certificado de Segurança Veicular (CSV).

A partir de então ficará registrado, no Certificado de Registro do Veículo (CRV) e no Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLV), as modificações realizadas por você, que poderá circular com seu carro modificado sem nenhum problema.

 

E o seguro do veículo, como fica?

É importante que, antes de fazer as modificações, você converse com a sua seguradora, informando sobre as modificações que pretende realizar no veículo.

Isso porque algumas empresas deste ramo acreditam que um veículo tunado tem mais chances de se envolver em acidentes, por conta dos novos acessórios e, muitas vezes, não cobrem as novas mudanças.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
Entretanto, o mais comum de acontecer é a própria seguradora realizar uma vistoria para avaliar os possíveis riscos e decidir se conseguirá continuar mantendo o seu seguro.

Estando tudo acertado, resta apenas uma opção: circular por aí com o seu “novo” carro!

Mas, não esqueça, a prudência deve ser mantida, sempre.

 

Conclusão

como tunar carro conclusao
Modifique seu veículo dentro da lei e evite problemas

Neste artigo, apresentei para você quais as modificações mais comuns em automóveis tunados.

Também informei quais são as penalidades caso você não cumpra com o que aponta a Resolução 292 do Contran.

Customizar ou personalizar o seu veículo deve ser divertido, e não uma forma de intimidar os demais motoristas e pedestres.

Você também deve procurar os órgãos responsáveis para se informar e receber a autorização necessária e, assim, não ser pego desprevenido ao circular com seu veículo de forma irregular.

Ficou interessado em tunning? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato pelos comentários, terei prazer em responder você!

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
 

Como Tunar Seu Carro Dentro da Lei em 2018
5 (100%) 1 vote