Seguro de Carro: Dicas Para Pagar Menos

seguro de carro como funciona

Como ter tranquilidade para dirigir sem um seguro de carro no Brasil?

Atualmente, os riscos de acidentes, assaltos ou desastres naturais fazem com que os proprietários de automóveis se sintam sob constante ameaça.

O seguro veicular é uma maneira de reduzir os riscos e permitir que as pessoas possam dirigir com maior tranquilidade.

Em outras palavras, é um produto que transmite maior segurança para o motorista. Mas, como tudo na vida, essa segurança tem um preço.

O seguro para automóvel no Brasil não é muito barato, e isso só reforça a necessidade de pesquisar as opções de seguradoras para encontrar o melhor custo-benefício. Por isso, busque seguradoras confiáveis.

Neste artigo, meu objetivo é ajudá-lo a escolher a melhor opção de seguro para você, de modo a economizar o máximo possível.

Para isso, elaborei esse guia, para ajuda-lo a garantir sua segurança e pagar menos ao fazer seguro de automóvel.

Você vai saber como ter acesso aos seguros de carros mais baratos e conferir sugestões práticas para proteger seu patrimônio.

Além disso, vou explicar como funcionam os seguros de automóvel, o que define uma boa seguradora, tirando, também, algumas dúvidas que você possa ter a respeito do seguro de carro e muito mais!

Ficou interessado? Então, leia este artigo até o final.

Boa leitura!

Como Funcionam os Seguros de Carros

seguro de carro pagar menos
Antes de definir o valor do seguro, é feita uma análise do perfil do motorista

Conhecer o funcionamento do seguro de carro no Brasil é uma forma de aprender como obter benefícios e pagar menos.

No momento em que você entra em contato com a seguradora de veículos ou com uma corretora, tem início uma verdadeira investigação.

A empresa busca informações sobre você, seus hábitos ao volante e sobre a sua rotina.

Uma série de fatores é levada em conta na hora de estipular o valor do seguro de carro.

É claro que o modelo e o ano do carro influenciam no preço do seguro, mas existem outros fatores que talvez você não conheça.

Posso citar, por exemplo, a faixa etária e o sexo do contratante do seguro, o endereço e, até mesmo, a incidência de multas de trânsito.

Sim, tudo isso tem um peso na sua apólice e no custo do serviço.

Quer um exemplo?

Se você possui uma garagem onde consegue estacionar o carro, menor será o risco de furtos.

Isso será levado em consideração pela seguradora e diminuirá o valor do seguro.

Além dessa questão, vou explicar agora por que jovens pagam mais e mulheres pagam menos na apólice de seguro.

Entenda o porquê dessa realidade.

Jovens pagam mais no seguro do veículo

Jovens na faixa dos 18 aos 29 anos pagam mais caro no seguro de carro.

E por quê? Porque eles estão mais propensos a se envolverem em acidentes de trânsito.

Também, muitos deles não possuem experiência no trânsito, por terem tirado há pouco tempo a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Estatísticas ainda reforçam que é na juventude que a maioria assume condutas perigosas ao volante, como dirigir sob a influência de bebidas alcoólicas ou participar de rachas.

Por conta desses riscos, as seguradoras cobram um preço mais alto dos jovens na hora de fazer o seguro.

Mulheres pagam menos no seguro

O fato de o condutor principal do veículo ser mulher favorece descontos no valor do seguro de carro.

Mas por que isso acontece?

De acordo com dados   em setembro de 2018, as mulheres representavam 34,4% dos motoristas brasileiros em 2017.

Esse dado revela que elas ainda são minoria ao volante, mas há provas de que elas são mais cuidadosas que os homens ao dirigir.

O número de mulheres que se envolveram em acidentes graves está na casa dos 6%, enquanto os homens representam cerca de 93% dos condutores envolvidos nesse tipo de situação.

Assim, o baixo índice de mulheres envolvidas em acidentes de trânsito explica o motivo de elas conseguirem preços mais interessantes no seguro.

Roubo de carros afeta o valor do seguro

Esse é outro motivo muito importante para o aumento do preço do seguro de carro. E, infelizmente, é uma realidade que está longe de ser alterada no Brasil.

O valor do seguro dos automóveis no País leva em consideração o índice de violência urbana.

Com isso, há lugares em que o valor do seguro será superior ao cobrado pelas seguradoras em outras localidades.

Para você entender melhor, vale mencionar uma   no Jornal do Carro, blog do Estadão.

De acordo com a notícia, publicada em setembro de 2019, o seguro veicular pode custar até 150% a mais no Rio de Janeiro quando comparado com o valor cobrado em São Paulo.

Porém, os critérios citados até agora são apenas alguns dos que as seguradora utilizam para definir o preço a ser cobrado do proprietário do carro.

A seguir, veja o que mais as empresas consideram para definir o valor do seguro de carro.

O que as seguradoras avaliam

 

Antes de informar um orçamento ao cliente, as seguradoras fazem um estudo sobre ele, como já comentei.

Há uma série de informações sobre o cliente que são decisivas para definir o custo final do seu seguro.

Veja quais são as principais informações que as seguradoras levam em consideração:

  • nome completo do principal condutor,
  • CEP do local onde o veículo pernoita;
  • data de nascimento do principal condutor;
  • sexo e estado civil do principal condutor;
  • tempo de habilitação do principal condutor;
  • existe garagem ou estacionamento fechado para o carro no trabalho, residência, faculdade ou pós-graduação?;
  • o automóvel segurado possui dispositivo anti-furto, rastreador, bloqueador ou localizador instalado e ativado?;
  • o carro está no nome do condutor principal?;
  • qual a profissão do condutor principal?;
  • qual o número de carros na casa?

A partir do levantamento desses dados, a seguradora pode analisar as chances de o veículo ser envolvido em um acidente.

Com isso, quanto maiores forem essas chances, mais caro será o seguro do carro.

O mercado oferece várias opções de seguro veicular e, diante disso, às vezes fica difícil decidir qual a melhor para proteger o seu carro.

Portanto, para saber como escolher o melhor seguro para o seu veículo, não deixe de ler a seção a seguir.

 

Escolhendo o Melhor Seguro de Carro

seguro de carro escolhendo melhor
Qual o melhor seguro de carro?

Provavelmente, você deve pensar que o melhor seguro é aquele que combina melhor com o seu perfil.

Mas como acertar na escolha?

Essa é uma dúvida bastante comum entre os proprietários de veículos.

De forma geral, as pessoas pensam que precisarão do seguro somente em caso de acidentes de trânsito ou se o veículo for roubado.

Contudo, existem outras situações nas quais é possível acionar o seguro. Por exemplo, em casos de desastres naturais.

Também, quando o carro apresenta algum defeito na estrada e você aciona o guincho ou socorro mecânico. Esse é um tipo de benefício adicional que pode ser interessante.

Porém, é preciso conferir as regras, conforme indica o corretor Ragime Torii, em entrevista ao site do G1.

Segundo o corretor, é interessante ficar atento à quilometragem do guincho.

Caso o veículo de socorro não cubra a distância até onde onde seu carro quebrou, você não será atendido.

Ele alertou para o fato de que, se isso acontecer, você poderá ter que levar seu veículo à oficina mecânica mais próxima, na qual o serviço poderá não ser muito bem feito, caso percebam que você não é da região e decidam se aproveitar disso.

Portanto, fique de olho no contrato de seguro e em todas as suas cláusulas.

A questão é saber qual é o tipo de seguro que se adapta ao seu perfil de motorista e ao seu orçamento familiar.

Por exemplo, se você trabalha utilizando o carro todos os dias, ficar sem ele pode causar prejuízos consideráveis aos seus negócios.

Como amenizar o problema?

É uma excelente ideia contratar o seguro que contemple a possibilidade de usar um carro reserva.

Quer outro exemplo?

Se você mora em uma região na qual enchentes e desmoronamentos de terra são comuns em determinadas épocas do ano, contrate um seguro de carro que cubra catástrofes naturais.

Conheça o seu perfil de motorista e suas necessidades para não contratar um tipo de seguro que não contemple suas maiores necessidades.

As opções de pagamento variam de seguradora para seguradora. Pode haver parcelamento sem juros, inclusive.

Uma última dica: não minta ou omita dados na hora de contratar o seguro de carro.

Dê o endereço no qual você realmente reside e identifique corretamente o condutor principal.

Se a informação falsa não for identificada no momento de contratar o serviço, você ainda corre o risco de acionar o seguro em caso de necessidade e a informação legítima ser descoberta pela seguradora.

Imagine, exatamente quando você precisa do seguro, a informação ilegítima acaba por invalidar o seu investimento.

Para pagar menos na apólice de seguro, não é necessário criar nenhuma informação.

Para saber como diminuir o valor do seguro, leia a próxima seção deste artigo.

Como Pagar Menos no Seguro do Carro?

seguro de carro como pagar menos
Confira nossas dicas para economizar

É fato que todos os proprietários gostariam de pagar menos no seguro do carro. Mas, você sabia que isso está ao seu alcance?

Não me refiro a alguma premiação, desconto por ser bom motorista ou algo do tipo. São oportunidades reais de que todo condutor pode usufruir.

Neste tópico, fornecerei dicas sobre como economizar na hora de contratar o seguro veicular.

Dicas para economizar

Uma dica importante antes de procurar corretoras de seguro é fazer uma lista com suas maiores necessidades como motorista.

Sabe por quê?

Alguns itens do contrato de seguro podem ser eliminados se você não precisa deles.

São coberturas que estão na apólice como adicionais. Ao abrir mão do que não vai usar, o valor pago será menor.

Quer um exemplo?

Se você acha que não é necessário ter um carro reserva à disposição, não contrate esse serviço.

Assim, não será preciso pagar por um serviço do qual você não pretende usufruir.

Outra dica é instalar um sistema anti-furto no automóvel, pois isso será levado em consideração na hora da definição do valor do seguro, deixando o preço mais baixo.

Além disso, o histórico do motorista também é levado em conta. Isso inclui o tempo de carteira de habilitação e o registro de infrações de trânsito.

Já no momento da renovação, se você não acionou o seguro no ano anterior, terá mais um abatimento no valor.

E, como você contrata o seguro com a expectativa de não precisar usar, nada mais justo do que pagar menos quando isso acontece.

Faz todo sentido, não é mesmo?

Mas, para alcançar a máxima economia, é importante saber o que é essencial na cobertura do seu seguro de carro.

Sobre isso, falo melhor na próxima seção deste artigo.

 

Benefícios Essenciais

Antes de contratar o seguro para o seu carro, é essencial saber quais serão os benefícios da cobertura. Afinal, o seguro de carro não é barato.

Mas, então, do que não se pode abrir mão?

Se deseja uma resposta rápida, o seguro sem cobertura contra roubo, furto e sinistros não é uma boa opção.

Dessa forma, começarei com um exemplo clássico.

Imagine que o seu carro foi roubado e você não possui seguro.

Nesse caso, só resta torcer para que a polícia o encontre inteiro, ou você terá que arcar com todo o prejuízo.

No entanto, se você tiver o seguro de carro, basta acioná-lo.

Se o carro não for recuperado (ele pode ter ido parar em um desmanche, por exemplo), você receberá o valor integral estipulado na apólice do seguro assinado.

É claro que esse processo é burocrático e pode demorar um bom tempo para ser finalizado, mas você perceberá o valor do serviço se precisar dele e ele não estiver disponível.

Outro benefício é acionar o seguro de carro em caso de sinistro, os quais existem em duas modalidades no Brasil: o sinistro parcial e o integral.

Você sabe qual é a diferença entre eles?

O sinistro parcial recebe esse nome quando os reparos no veículo não chegam a 75%.

Quando isso ocorre, a seguradora paga apenas a diferença do valor do conserto se ele superar a franquia.

Já o sinistro integral ocorre quando é impossível consertar o carro depois da ocorrência de um acidente. Ou seja, os danos foram maiores do que 75% do valor total do carro.

Em caso de sinistro integral, a seguradora deverá pagar o valor do carro para o segurado.

Agora que você já entende a diferença entre as duas modalidades de sinistro, é útil conhecer, a seguir, outros benefícios interessantes em seu seguro veicular.

Cobertura internacional

Se você costuma viajar a lazer ou a trabalho com frequência para países vizinhos, contar com um seguro de carro nesses locais é um benefício e tanto.

Mas, é possível contratar esse tipo de modalidade?

É, sim. Só depende da seguradora escolhida e do que consta na apólice.

Verifique se a sua apólice abrange outros países na hora de fazer a cotação do seguro.

 

Carro reserva

seguro de carro reserva
Imagine ficar sem carro próprio por dias

Já comentei sobre o carro reserva anteriormente, mas, vale pensar sobre essa necessidade.

Se você não tem com quem contar em uma emergência ou depende do carro para o exercício da sua profissão, não pode abrir mão dessa facilidade.

Reparo por vidros quebrados

Um vidro quebrado pode ser um problema com origens diversas. Pode ser ocasionado tanto por uma batida, como por uma ação criminosa ou por choque com algum objeto.

Seja o que for, há modalidades que incluem, na apólice, a cobertura do reparo de vidros.

O benefício é evidente, mas vale pesquisar valores e fazer as contas.

Até agora, você viu alguns benefícios que podem ser muito úteis em sua apólice de seguro, dependendo de sua necessidade.

No entanto, é importante saber, ainda, quais aspectos definem uma boa seguradora.

Na seção a seguir, falo sobre isso.

 

O Que Define Uma Boa Seguradora?

Quem não gostaria de contratar o melhor seguro, pelo menor preço e com a proteção mais completa?

Muitos proprietários não conseguem reunir tantos benefícios em uma única apólice.

Por isso, é importante pesquisar as seguradoras, para encontrar a que contemple os melhores benefícios, pelo preço mais interessante.

Mas, como considerar que uma seguradora é boa?

Para isso, analise alguns quesitos, que incluem desde a organização do site da seguradora e o call center até a cobertura oferecida, obviamente.

Outro ponto importante a ser analisado é a clareza nos contratos. Por exemplo, veja quais são as condições para desconto na renovação do contrato.

Desse modo, verifique se o contrato apresentado pela seguradora menciona esse desconto para o caso de renovação.

Em resumo, preste atenção aos pequenos detalhes da negociação, para decidir qual empresa mais se adequa as suas expectativas.

Você ainda tem dúvidas em relação ao seguro de carro? Então, não deixe de ler a próxima seção, pois vou trazer respostas a algumas perguntas frequentes.

Dúvidas Comuns Sobre Seguro do Carro

seguro de carro duvidas comuns
Chegou a hora de tirar todas as suas dúvidas

Se você ainda tem dúvidas sobre seguro de carro, preparei algumas perguntas e respostas para ajudá-lo.

Vamos lá?

1) Seguro cobre danos por tempestades?

Imagine que você chega de noite e estaciona o seu carro dentro da garagem da sua casa.

No meio da madrugada, um vendaval atinge o seu bairro. Uma árvore cai em cima do seu veículo. Os danos são grandes.

Como não foi um acidente de trânsito, o seguro vai cobrir o dano causado pelo vendaval?

Existem seguros de carro que cobrem catástrofes naturais, como inundações e vendavais.

Tudo depende do tipo de seguro que você contratou.

2) Vale a pena fazer seguro de carros antigos?

Por incrível que pareça, os carros com maior quilometragem são visados pelos ladrões porque as peças são mais caras e mais difíceis de serem encontradas.

Mesmo se o seu veículo for antigo, vale a pena usar o seguro para proteger sua propriedade.

3) Investir o dinheiro ou fazer um seguro?

Essa é uma dúvida comum para quem paga um preço alto pelo seguro, lembrando que o custo costuma acompanhar o valor de mercado do automóvel.

De acordo com Samy Dana, professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), se o seguro for de 30% do valor do veículo, em três anos, o valor investido quase paga outro carro.

Por isso, ele destaca que o proprietário do carro até pode fazer uma aplicação no valor investido no seguro e arriscar não fazer seguro.

No entanto, tudo depende de como ele lida com riscos.

4) Para as seguradoras, o que significa bônus?

De acordo com o site da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), o bônus é uma espécie de critério que a seguradora usa para reduzir o valor do prêmio se o segurado passar alguns anos sem sinistros.

Não há regras definidas para sua aplicação ou suspensão. Portanto, o bônus é estipulado na proposta e na apólice do seguro.

5) O seguro cobre o furto de objetos que estavam dentro do carro?

Não. O seguro cobre o veículo e não objetos particulares (computadores, celulares etc).

Existem seguros específicos para esse tipo de objetos. Normalmente, eles custam 22% do valor do aparelho e precisam ser renovados anualmente.

Para quem possui notebooks ou smartphones caros, essa é uma boa dica. Além de cobrirem furto e roubo, esses seguros também cobrem danos sofridos, como uma tela quebrada ou a necessidade de trocar alguma peça.

Uma dica é nunca deixar esses objetos à mostra dentro do carro.

Se você tiver mais alguma dúvida sobre seguro de carro, deixe-a nos comentários, para que eu possa respondê-la.

 

Conclusão

seguro de carro acidente prevencao
Preze pela segurança e conforto da sua família sempre!

Neste artigo, falei sobre um assunto de interesse de todos os motoristas: o seguro de carro.

Você deve conhecer pessoas que possuem automóveis e que realizam anualmente a contratação do produto.

O seguro de carro é útil porque nunca sabemos o que pode acontecer conosco.

Procurei explicar como funciona o seguro veicular, bem como alguns detalhes sobre os valores cobrados na apólice, como o fato de jovens pagarem mais, e mulheres menos.

Espero ter ajudado a tirar suas dúvidas e a decidir sobre a melhor opção de seguro para você.

Seguindo as dicas trazidas neste texto, você poderá pagar menos no seguro do seu carro.

Não se esqueça de que, se você contratou o seguro e não o utilizou, poderá ganhar um desconto na próxima vez que for renová-lo.

Deixe seu comentário abaixo e, se gostou do artigo, compartilhe-o com seus amigos, para que eles também possam economizar com o seguro de carro.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.
Você já possui seguro? Proteja seu patrimônio e dirija tranquilo. É muito mais barato do que você imagina: Clique aqui e cote seu seguro GRATUITAMENTE em 2 minutos.