6 Fatores Que Deixam Seu Seguro Mais Caro

O seguro automotivo é um serviço importante para a proteção do seu carro, mas ele pode acabar saindo caro em algumas situações. Por isso, é fundamental conhecer formas de deixá-lo mais barato. Isso é possível tomando alguns cuidados, que serão abordados neste artigo. Para saber como funciona o seguro de carro, qual é a sua importância e, ainda, saber como não o tornar muito caro, leia este artigo até o final.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH e economizar:  Clique AQUI para receber uma consulta gratuita do seu caso com o Doutor Multas.

Quer proteger seu carro, mas não quer encarecer o seu seguro?

Muitas pessoas nutrem o sonho de adquirir um automóvel. No entanto, somente juntar o dinheiro para fazer a compra não basta.

Um carro pode até mesmo ser comparado a um filho, já que o veículo exige cuidados para que se mantenha “saudável”.

Diante disso, os proprietários de automóveis precisam investir uma quantia considerável em manutenções, reparos, e segurança do seu carro.

No quesito segurança, há muitas dúvidas sobre a necessidade de contratar um seguro automotivo, e sobre como fazer para que ele não pese no bolso.

A verdade é que existem muitas seguradoras, e uma série de serviços disponibilizados, mas é preciso conhecer bem cada um, para não gastar mais que o necessário.

Neste artigo, você vai conhecer 6 fatores que encarecem o seu seguro.

Além disso, vou explicar como funciona o seguro automotivo, por que ele é importante, e também falarei sobre a média de preço desse serviço.

Se você se interessa pelo assunto, não deixe de ler este artigo até o final.

Boa leitura!

 

Por Que o Seguro Automotivo é Importante

Ocorreu um acidente e você não tem seguro? Veja por que ele é importante
Ocorreu um acidente e você não tem seguro? Veja por que ele é importante

É óbvio que, quando o assunto envolve dinheiro, é importante ter planejamento para não gastar mais que o necessário.

O seguro automotivo não deve ser encarado como um gasto desnecessário, mas sim como um serviço indispensável para proteger seu veículo.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Ele deve ser entendido também como algo que serve para proteger você, em caso de incidentes que demandem gastos para recuperar seu veículo.

Contratar um seguro automotivo é uma forma de garantir maior tranquilidade, caso seu veículo sofra danos por causa de um acidente, ou caso ele seja roubado ou furtado.

O seguro de carro é importante para que você não perca seu veículo em uma das situações comentadas acima.

Imagine, por exemplo, que você sofre um acidente, e seu carro fica com a traseira destruída por causa do impacto.

Muitas vezes, o serviço pode sair caro, visto que os reparos podem demandar um trabalho minucioso do profissional envolvido na recuperação do seu automóvel.

Como acidentes nos pegam de surpresa, é possível que não se tenha o valor necessário para consertar o carro o quanto antes.

Por outro lado, se o seu seguro cobrir esse tipo de serviço, você poderá ficar tranquilo, e deixar que a seguradora assuma o conserto do veículo.

Com a criminalidade que tira o sossego dos brasileiros, um medo de quem tem carro é tê-lo roubado ou furtado por bandidos.

Por isso, ter um seguro que cubra casos de roubo e furto pode ser crucial, para que você não perca o seu patrimônio.

Dependendo da cobertura contratada, o seu seguro pode oferecer uma série de serviços, que podem salvá-lo em determinadas situações.

Por exemplo, caso você fique preso na estrada por causa de uma pane, muitas seguradoras oferecem serviço 24 horas.

Com esse serviço, você pode acionar a seguradora e pedir ajuda a qualquer hora, para não ficar na estrada até encontrar alguém que possa ajudar.

Como é possível notar, o seguro automotivo realmente serve para dar maior tranquilidade ao proprietário.

Mas, para que o seu seguro não lhe cause mais prejuízos do que benefícios, é importante conhecer bem esse serviço.

Por isso, na próxima seção deste artigo, vou comentar sobre o funcionamento do seguro de carro.

Como Funciona o Seguro Automotivo

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

O primeiro passo para contratar um seguro para o seu carro é entender como esse serviço funciona.

Quando você entra em contato com as seguradoras, essas empresas fazem uma série de perguntas, cujo objetivo é definir o seu perfil.

A partir do resultado dessa pesquisa feita sobre você, a seguradora terá em mãos informações que lhe possibilitarão entender os riscos aos quais seu veículo é mais exposto.

A cobertura do seu seguro deve ser adequada a sua situação, para garantir que ele poderá ajudá-lo se necessário.

É óbvio que esse é um serviço ao qual ninguém quer recorrer, mas faz muita diferença quando algum incidente acontece.

Muitas vezes, o proprietário do veículo percebe que precisaria de um seguro automotivo quando já é tarde demais.

Há seguradoras que procuram fazer uma vistoria antes de aceitar fornecer o serviço para o interessado.

Essa verificação serve para que a seguradora tome ciência do estado de conservação do veículo, bem como dos riscos aos quais ele é exposto.

Dentre os pontos analisados pela seguradora, estarão a forma como o carro é guardado, se fica em garagem ou em local aberto por exemplo.

Poderá ser analisado o local em que você mora, para saber se a incidência de roubos é muito alta, bem como se o modelo do seu carro é um dos mais visados.

Vários outros fatores podem ser levados em consideração na avaliação da seguradora.

Todos os dados levantados pela seguradora servirão para estabelecer qual tipo é mais adequado, e o preço a ser cobrado pelo serviço.

Questões pessoais, como idade e gênero do condutor são levadas em consideração para a definição do valor do seguro.

A seguir, vou apresentar para você os tipos de seguro de carro existentes no mercado.

Leia o próximo tópico e veja qual seria o tipo de seguro ideal para você.

Tipos de seguro

Conheça um pouco das coberturas oferecidas pelas seguradoras
Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Separei este tópico para apresentar os tipos de seguro que você pode encontrar quando fizer sua pesquisa.

Normalmente, as seguradoras dividem os serviços oferecidos em 2 grupos: cobertura básica e cobertura adicional.

A cobertura básica abrange os principais riscos aos quais os veículos estão expostos.

Existe a cobertura contra incêndio, roubo ou furto; e há também a cobertura compreensiva, que abrange a cobertura anterior, incluindo casos de colisão.

Ainda, é possível contratar cobertura para danos ao motorista e demais passageiros do automóvel.

Nesse caso, o seguro paga uma indenização se algum ocupante do veículo se machucar em um acidente.

Ainda falando sobre a proteção dos ocupantes do carro, há a possibilidade de contratar cobertura para caso de despesas médico-hospitalares, invalidez e morte.

Se você quiser, também pode contratar cobertura para danos a terceiros, ou seja, a pessoas que estiverem fora do veículo.

Contratando esse serviço, a seguradora assume o pagamento caso você seja obrigado a pagar indenização a alguma vítima de acidente, seja por dano material, moral ou físico.

A seguradora poderá arcar, inclusive, com gastos judiciais, até o valor contratado em seu seguro.

Dentro da cobertura adicional, é possível encontrar uma série de serviços extras.

Existe a já comentada assistência 24 horas, que oferece serviço de reboque, chaveiro, troca de pneus, entre outros serviços úteis.

Você pode contratar seguro que cubra a reposição ou o conserto dos vidros do seu carro, sejam eles do para-brisa, traseiro, laterais e até mesmo dos faróis, retrovisores e lanternas.

Perceba que são muitos os serviços oferecidos pelas seguradoras, e é importante que você também analise as suas necessidades para escolher a cobertura mais adequada.

Dependendo da cobertura e do seu perfil, o valor do seu seguro será mais alto ou mais baixo.

Imagino que você esteja se perguntando quanto custa o seguro de carro. É sobre isso que vou falar na próxima seção.

Por isso, siga a leitura.

 

Quanto Custa o Seguro de Carro

Veja o que é utilizado para o cálculo do valor do seu seguro

Caso a seguradora conclua que seu automóvel corre alto risco de roubo ou acidentes, o valor cobrado pelo seguro será mais elevado.

Desse modo, veículos que são expostos a riscos menores terão um seguro mais barato.

Na seção anterior, comentei que diversas questões influenciam para a definição do valor a ser cobrado pela cobertura.

Uma informação que deixa muitas pessoas em dúvida, mas que é verdadeira, diz respeito ao fato de que mulheres e idosos pagarem mais pelo seguro automotivo.

Antes de contratar o seu seguro, é preciso fazer uma cotação junto a uma seguradora que você julgue ser de confiança.

A cotação serve para que você tenha uma prévia de como será sua cobertura e quanto será preciso pagar por ela.

Quando você estiver fazendo a cotação, é fundamental que as informações fornecidas à seguradora sejam fiéis à realidade, para que você tenha uma cobertura adequada se um dia precisar.

No que se refere ao valor que você terá de pagar para proteger seu veículo, é importante saber que não existe uma tabela fixa de valores de seguro.

Porém, para que você tenha uma ideia de quanto costuma ser cobrado, vou mencionar dados apresentados pelo blog da seguradora Smartia, que elencou os valores cobrados em alguns estados brasileiros em 2019.

Portanto, veja alguns exemplos retirados da pesquisa, que você pode conferir na íntegra clicando  .

  • São Paulo (SP): SANDERO Expression Flex 1.0 12V 5p 2019 – R$ 1.490,00.
  • Brasília (DF): SANDERO vibe Flex 1.0 12V 5p 2019 – R$ 1.740,00.
  • Salvador (BA): SANDERO vibe Flex 1.0 12V 5p 2019 – R$ 1.950,00.
  • Curitiba (PR): SANDERO vibe Flex 1.0 12V 5p 2019 – R$ 2.130,00.

Selecionei apenas alguns dados referentes ao seguro para o Renault Sandero 2019 em determinados estados do país.

Acredito que seja possível notar que a sua localização influenciará no valor que será cobrado pelo seguro do seu carro.

Na tabela utilizada como fonte, encontrei informações a respeito de vários modelos de carro em outros estados, mas creio que a ilustração feita aqui já seja suficiente.

É interessante fazer cotação com mais de uma seguradora, de modo a comparar os valores cobrados e os serviços oferecidos.

Quando você receber as cotações, compare a franquia, que é o valor a ser cobrado quando você acionar o seguro quando ocorrer algum sinistro.

A franquia só precisa ser paga quando o dano ao veículo não atinge 75% do valor do seu automóvel.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

A tabela Fipe do seu carro também deve ser levada em consideração antes de contratar o seguro.

Isso porque existe a possibilidade de a cobertura ser maior, menor ou igual ao valor do seu carro na tabela.

Quanto maior for o percentual de indenização, mais caro será o valor do seu seguro.

Esteja atento, ainda, quanto às condições de pagamento oferecidas pelas seguradoras.

Em muitos casos, é possível pagar de forma parcelada, e sem juros dependendo do número de parcelas.

No final das contas, escolha aquele que melhor atender as suas necessidades.

Coloque na balança o valor do seguro, mas também o quanto ele cobrirá caso você se envolva em algum acidente ou perca seu veículo devido a outros fatores.

O fato é que há formas de não encarecer demais o seu seguro. Basta, para isso, seguir algumas dicas que separei e vou apresentar na seção a seguir.

Por isso, continue com a leitura deste artigo.

 

6 Fatores Que Deixam o Seu Seguro Mais Caro

Chegou a hora de conhecer 6 fatores que encarecem o seu seguro

Chegou a hora de você conhecer alguns fatores que contribuem para o aumento do valor do seu seguro.

Essa seção é muito importante, pois proteger seu carro é fundamental, mas não significa que você precise gastar todo o seu dinheiro com o seguro.

E a boa notícia é que há, sim, formas de deixar o seu seguro mais barato.

O segredo para manter o valor do seu seguro mais baixo é conhecer as seguradoras e as coberturas que elas oferecem.

Para que você descubra exatamente o que fazer para não encarecer o seu seguro, acompanhe as dicas a seguir, separadas pela equipe da SeguroAuto.

1 – Evite cometer infrações de trânsito

Anteriormente, comentei que as seguradoras fazem uma espécie de pesquisa sobre você, para formar um perfil que será utilizado como base para o cálculo do seu prêmio.

Uma das informações que as seguradoras poderão requerer é seu histórico como condutor, ou seja, se você possui multas registradas em seu nome.

Esse dado informa à seguradora sobre sua postura no trânsito, fazendo com que ela entenda se você expõe seu carro a maiores ou menores riscos de acidentes.

Algumas seguradoras, inclusive, fazem programas de descontos para bons motoristas, fazendo com que o seguro se torne mais barato.

2 – Não contrate coberturas desnecessárias

Você viu que as seguradoras oferecem muitas coberturas, e que, dentre elas, existem coberturas adicionais.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Mas, antes de contratá-las, é importante analisar se realmente essas coberturas extras serão necessárias.

Lembre-se de que, quanto mais coberturas forem adicionadas ao seguro, mais caro ele ficará.

3 – Faça pesquisas antes de contratar

Pesquise até encontrar a melhor opção para você

Essa dica já foi dada no decorrer deste artigo, mas nunca é demais reforçar.

Por exemplo, se você fosse comprar uma peça de roupa, entraria na primeira loja e levaria a primeira que encontrasse?

Com o seguro não pode ser diferente, já que não existe apenas uma seguradora disponível no mercado.

Por isso, não poupe esforços em sua pesquisa, pois há casos em que a diferença de preços pode ser de até 50%.

4 – Fale somente a verdade para a seguradora

Alguns proprietários de veículos decidem fornecer informações falsas, ou omitir certos dados, para não encarecer o seguro.

Porém, essa alteração de informações pode gerar prejuízos, por mais que possa servir para diminuir o valor a ser pago pelo seguro.

Isso porque, caso seu automóvel sofra algum dano, a seguradora poderá fazer nova verificação antes de intervir.

Caso ela descubra que informações falsas foram fornecidas, é possível que a indenização seja recusada, aumentando ainda mais o seu prejuízo.

5 – Avalie o valor da franquia

De acordo com o valor da franquia, é possível reduzir ou aumentar o valor do prêmio.

Se você considera que corre baixo risco de sofrer um acidente, por exemplo, talvez seja mais interessante optar por uma franquia maior e diminuir o prêmio.

Por outro lado, se sua rotina pode envolver riscos, a melhor opção é aumentar o prêmio e diminuir a franquia.

Assim, caso seja necessário acionar o seguro, você não precisará desembolsar um valor muito elevado de uma só vez.

6 – Preste atenção às vendas casadas

Evite contratar seguros para além do que você necessita

Você deve saber que não existe seguro somente para carro, mas também seguro residencial e de vida, entre outros.

Acontece que algumas seguradoras tentam vender o seguro automotivo junto com outros tipos de seguro, fazendo as famosas vendas casadas.

Por mais que a proposta pareça interessante, é importante que você saiba que a venda casada é expressamente proibida pelo Código de Defesa do Consumidor, constituindo inclusive crime contra as relações de consumo.

É preciso estar atento a esse tipo de prática, pra não ser enganado e adquirir gastos desnecessários.

Caso você adicione um serviço do qual não necessita, poderá se arrepender de acabar gastando dinheiro em algo desnecessário.

Seguindo as 6 dicas apresentadas neste artigo, acredito que você conseguirá economizar no valor do seu seguro.

Por isso, lembre-se delas antes assinar o contrato com a seguradora que você escolher.

 

Conclusão

Agora você está preparado para economizar no valor do seu seguro!

Neste artigo, você pôde aprender mais sobre seguro de carro.

Procurei explicar a importância do seguro automotivo e como é o funcionamento desse serviço, que é muito importante para proteger seu patrimônio.

Espero que você tenha entendido os tipos de seguro, e, também, como se chega ao valor cobrado pelas seguradoras.

O que você achou das dicas separadas pela SeguroAuto?

Com elas, você poderá evitar que o seguro do seu veículo se torne muito caro.

Ficou com alguma dúvida?

Escreva um comentário, para que eu o ajude a solucioná-la.

Se este artigo foi útil, compartilhe-o com seus amigos, para que eles também conheçam essas 6 dicas para não encarecer o seguro.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH e economizar:  Clique AQUI para receber uma consulta gratuita do seu caso com o Doutor Multas.