Carburador: Entenda Como Funciona e Quais Problemas Pode Apresentar

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.

carburador entenda como funciona

Você sabe o que é um carburador?

Talvez sim, pois essa não é uma pergunta tão complexa.

Mas você sabe como ele funciona? Aí a coisa já complica um pouco, não é mesmo?

E qual a diferença entre um carburador de carro e um de moto? Será que são a mesma coisa? Ou será que não?

E quais são os tipos de carburadores que existem?

Além disso, quais defeitos um carburador pode apresentar e como é feita a manutenção preventiva dele?

Perguntas e mais perguntas.

Essas são algumas das dúvidas comuns quando o assunto é carburador.

Neste artigo, esclarecerei tudo para você.

A proposta é que você adquira mais conhecimentos e possa cuidar melhor da mecânica do seu carro.

E se você precisar trocar o carburador, vai saber identificar os sinais e descobrir qual o custo para comprar um novo.

Até o final da leitura, você vai saber tudo o que precisa sobre essa peça tão fundamental para seu carro ou moto.

E lembre-se: se você gostar deste artigo, compartilhe com os amigos e familiares.

 

O Que é o Carburador?

carburador o que e
Como falamos antes, essa parece uma pergunta fácil de ser respondida, mas acredite: muita gente não sabe

Para acabar com as dúvidas, trouxemos a resposta sobre o que é carburador para você.

Basicamente, o carburador é a peça responsável pela alimentação de um motor de combustão.

Mas o que isso significa?

Quer dizer que ele é quem realiza a mistura de ar com combustível.

Além disso, regula a dosagem correta de cada uma delas.

Mas o que acontece se a dosagem estiver errada?

Se houver menos ar que o necessário, o carro irá afogar pelo excesso de combustível. E se houver mais ar que o necessário, não haverá tanta potência.

Ambas as opções prejudicam o motor e aumentam o consumo de combustível.

Por isso, essa peça é tão fundamental quando se fala de motor carburado.

Ela irá fazer com que seja liberada a dose correta de cada elemento.

Por exemplo: em um carro movido a gasolina, é necessário que o carburador libere 14 doses de ar para cada dose de combustível.

Já em um motor que funciona a etanol, serão 9 doses de ar para cada dose de combustível.

Ou seja, em um veículo com um motor preparado para determinado combustível, não é aconselhável usar outro, pois o funcionamento e a quantidade de doses irão variar para garantir o desempenho.

Hoje em dia, vários motores já não utilizam essa tecnologia, sendo ela praticamente coisa do passado, ou de colecionadores que pretendem manter os motores de seus carros antigos em perfeito estado.

Mas o carburador não desapareceu por completo. Muitos motoristas têm paixão por carros mais antigos, como Chevettes, Kombis e Fuscas.

E isso só reforça o interesse por esse tipo de componente.

Mas como saber se o seu carro tem carburador ou não?

Bem simples: ele tem injeção eletrônica? Se sim, o motor do seu veículo não é carburado.

Se não, bem provavelmente ele seja.

Vale ressaltar que, com o tempo, os carburadores foram substituídos pela injeção eletrônica.

Aliás, você sabia que os carburadores foram criados no fim do século XIX?

Por incrível que pareça, essa tecnologia acompanhou os automóveis por muito tempo.

Mas você sabe como funciona um carburador? Leia o próximo tópico e entenda!

Como Funciona um Carburador

carburador como funciona
Você sabe como ocorre o funcionamento do carburador?

Como é uma peça criada há muito tempo, o funcionamento do carburador é todo mecânico. Ou seja, apesar de eficaz, não tem nada de moderno.

Para você entender como funciona o carburador, explicarei passo a passo.

Primeiramente, o ar é aspirado pelo pistão. Na sequência, ele passa em alta velocidade pelo difusor.

Mas o que é um difusor? É um estreitamento de passagem, ou seja, o metal reduz de tamanho nesse ponto.

Quando o ar passa pelo difusor, ele arrasta uma porção de combustível de um reservatório interno chamado “cuba”.

Mas como é dosado quanto ar irá passar?

Quando o motorista pisa no acelerador, ele aciona a “borboleta”, que é instalada na base do carburador.

Quanto mais você pisar no acelerador, mais irá abrir a borboleta.

Em outras palavras, quanto mais você acelerar, mais será liberada a mistura necessária para o funcionamento do motor.

Nesse momento, uma bomba injeta uma quantidade de combustível da cuba diretamente pelo difusor.

E se você não estiver pisando no acelerador, como o carro se manterá ligado em ponto morto?

Uma agulha de mistura controla a entrada de ar e combustível quando a borboleta está fechada.

Veja pela lógica: a borboleta abre quando você pisa no acelerador. Logo, se você não estiver pisando nele, ela estará fechada.

O difusor também pode ser chamado de “venturi”, e é nele que se cria o vácuo.

Como a cuba mantém o nível correto de combustível? Através de um sistema de agulha e boia. Como você deve imaginar, um sistema bem simples.

E para que serve o afogador? A função dele é enriquecer a mistura de ar e combustível no momento da partida.

É muito útil quando o carro está frio, principalmente para carros antigos movidos a etanol.

Isso porque esse combustível tem uma queima um pouco mais difícil do que a da gasolina.

Quando você puxa a alavanca, a válvula do afogador fecha e diminui o fluxo de ar na entrada do carburador.

Ou seja, as proporções, que falamos antes, são alteradas no momento da partida.

Após o motor estar aquecido, é importante empurrar a alavanca de volta e desligar o afogador.

Mas o que acontece se o afogador não for desligado?

O consumo de combustível será maior e, a longo prazo, seu motor será prejudicado.

Os motores não foram feitos para ficarem rodando com uma proporção de ar e combustível que não a citada anteriormente.

Simples, não?

Mas quanto ao carburador do carro, ele tem alguma especificidade?

Descubra no próximo tópico.

Carburador de Carro

Como você viu, o carburador é uma peça simples, mas é fundamental para o bom funcionamento do carro. Se estiver desregulada, prejudica e muito o motor e o consumo de combustível.

Algumas dicas são bem básicas, por exemplo, lembrar de desligar o afogador quando o motor já estiver quente.

Além disso, sempre levar seu veículo em um mecânico da sua confiança e que seja especialista para regular o carburador.

Isso melhorará o desempenho do seu carro e diminuirá o consumo de combustível.

Você sabe qual foi o último carro carburado produzido no Brasil?

VW Kombi. E sabe em que ano?

Em 1998, exatamente há 19 anos.

Bastante tempo, não? Mas e as motocicletas? Ainda existem motos com carburador?

Carburador de Moto

carburador moto
Diferente dos carros que tiveram a fabricação de motores carburados encerrada há bastante tempo, as motos continuam

Conforme esta matéria do site G1, no ano passado, a Honda parou de produzir motos com motores carburados, aderindo totalmente aos motores com injeção eletrônica.

Então, se você é fã desse tipo de motor, temos uma notícia ruim para você: os motores carburados estão com os dias contados nas motos novas.

Uma questão que você precisa saber é: quanto mais cilindradas a moto tiver, maior será o carburador.

Pode parecer óbvio, mas acredite, não é.

Você sabe por que isso?

Para que sua moto tenha mais potência, é preciso que ela libere mais ar e, para isso, ela necessita de um carburador maior.

Lembra quando falei que existe uma proporção entre ar e combustível? E que quanto mais se acelera, mais se abre a borboleta, permitindo uma passagem maior dessa mistura?

Então, motos mais potentes precisam de carburadores que comportem e permitam essa potência maior.

Ou seja, eles devem permitir que entre a quantidade de ar e combustível necessária para uma combustão maior, ou seja, que permita o desenvolvimento de toda a potência da moto.

Contudo, nem sempre carburadores maiores são melhores.

Em alguns casos, os carburadores são feitos de maneiras tão inteligentes pelas empresas, que mesmo menores permitem uma queima, logo uma potência, maior para a moto.

Por isso, se for mexer no carburador de sua moto ou comprar um novo, fique atento à potência que ele consegue produzir.

Leve sua moto em um mecânico da sua confiança e que seja especialista nisso.

Afinal, ninguém quer ter o funcionamento de sua moto prejudicado porque levou em um profissional que não sabia direito como fazer o serviço, correto?

Por exemplo, existe o sistema Power Jet, que ajuda a enriquecer a mistura.

Motos com essa tecnologia tem um desempenho melhor mesmo tendo um carburador menor.

Caso você queira aumentar a potência da sua moto, aconselhamos um carburador um pouco maior. Procure seu mecânico para saber qual o ideal para o seu modelo de moto.

O Power Jet também ajuda a moto a ter uma resposta mais rápida.

Mas cuidado para não aumentar demais o tamanho, pois isso pode enfraquecer sua moto. E ao invés de ajudar, vai diminuir a vida útil dela.

Dois milímetros a mais já é uma boa medida.

Você também já deve ter ouvido falar da limpeza do carburador, não é?

Mas lembre-se: só faça essa limpeza e desmonte as peças se você tiver certeza.

Na dúvida, leve no seu mecânico: é mais garantido.

Muitas vezes, algumas peças pequenas terão que ser substituídas para melhorar o funcionamento dele.

Veja, no próximo tópico, quais são os tipos de carburadores que você pode encontrar.

 

Tipos de Carburadores

carburador tipos
Vamos separar em dois tipos de carburadores: comuns e eletrônicos

Começando pelo eletrônico, que usa um sensor para operar.

Ele foi um dos últimos tipos de motores carburados criados.

Devido ao sensor, ele mantém uma melhor proporção de ar e combustível, o que melhora o desempenho e a economia do veículo.

Quanto ao carburador comum, é possível separá-lo também em dois tipos: simples e duplo.

O simples como o próprio nome indica, é que ele possui um único duto por onde passa o ar. Ou seja, ele possui um único venturi.

Já o carburador duplo possui dois venturis.

Mas como funciona o carburador duplo?

A ideia é aumentar a potência do veículo usando um venturi extra, o que proporciona um vácuo maior.

O carburador duplo também possui duas borboletas.

Normalmente, ele abre em dois estágios: o primeiro em pequenas velocidades, e o segundo quando se exige mais do motor.

Também existem casos em que eles são simultâneos, ou seja, não importa a velocidade, os dois acionam em conjunto.

Existe vantagem de um modelo em relação a outro?

Sim, os carburadores duplos permitem uma maior explosão por parte do motor, logo, uma maior potência.

Obviamente, muitas vezes, isso significa um consumo maior de combustível para dar conta dessa demanda.

E quais defeitos o carburador pode dar?

Descubra no próximo tópico!

Quais Defeitos o Carburador Pode Dar

carburador quais defeitos pode dar
Os carburadores podem apresentar inúmeros defeitos; entenda

Um dos defeitos mais comuns é o motor engasgar em marcha lenta e em alta velocidade.

Com certeza, isso já deve ter acontecido com você, correto?

Parece muitas vezes até que o combustível está “batizado”, mas não é isso. Na verdade, seu carburador pode estar vazando.

Mas o que fazer nesse caso? Você vai precisar examinar o parafuso de mistura de marcha lenta e da mistura principal.

Além disso, verifique a vedação do carburador.

Muitas vezes, devido à ação do tempo, ele pode ficar com rachaduras, apresentando ressecamento e danos.

Nesse caso, procure seu mecânico e veja se é possível fazer uma correção ou se já está na hora de trocar o seu carburador.

Outro problema é quando o motor não dá partida.

Sabe quando ele falha na marcha lenta ou fica sem potência em alta velocidade?

Pois bem, isso ocorre quando o carburador está fora de regulagem.

E o que se faz em um caso desses?

Basta ajustar o parafuso de mistura do carburador.

Algumas vezes, você não vai conseguir ajustar o parafuso.

Se isso acontecer, pode ser que alguma das peças do parafuso esteja danificada. Nesse caso, será preciso trocar essas peças.

Quando o motor não ficar em marcha lenta e a rotação estiver muito alta, verifique o afogador do carburador e as placas de aceleração.

Normalmente, é necessária a substituição de alguma dessas peças.

Quando o carro não arranca ou não mantém a alimentação de combustível em altas velocidades, você vai precisar ajustar o cabo ou linha de controle de aceleração.

Sabe o cabo que sai da borboleta? Esse mesmo.

E quando o motor acelera demais? Nesse caso, limpe o carburador. Quando o carburador estiver afogando e o motor pedindo combustível em velocidades altas, verifique a agulha do carburador, a boia.

Em geral, verifique se as peças relacionadas ao combustível estão bem ajustadas e instaladas corretamente.

Afinal, se a boia estiver marcando errado, você terá problema em relação a proporção de ar e combustível.

Quando o motor tiver acelerações irregulares, verifique a vedação do sistema de alimentação do veículo e do cabeçote.

Aqui, o problema pode ser um pouco pior.

Pode ser vazamento no cabeçote.

Nesse caso, é recomendado você procurar um mecânico da sua confiança.

Outras vezes, o motor não mantém a marcha lenta e não tem potência em velocidades mais altas, tendo acelerações irregulares só em alta velocidade.

Se isso ocorrer, basta ajustar o limitador de velocidade do seu motor.

Quando o motor engasga na marcha lenta ou alta, e não mantém a marcha lenta, o carburador afoga e o motor fica pedindo combustível em alta velocidade.

Nesse caso, é preciso ajustar a boia do carburador.

É um ajuste bem simples, mas se você não souber fazer, leve seu veículo em um mecânico especializado.

Quando o motor falha em marcha lenta ou alta, não mantém a lenta, o carburador afoga e o motor não dá partida, além da marcha lenta ter alta rotação e não ter potência em alta velocidade, é preciso checar o diafragma.

Também é importante verificar outras partes de borracha e plástico para ver se não existem rachaduras nem distorções.

Muitas vezes, com o passar do tempo e do uso, algumas peças perdem o seu vigor original.

Nesses casos, é aconselhado trocar essas peças.

E como você deve fazer a manutenção do carburador?

Leia o próximo tópico e descubra!

Manutenção do Carburador

carburador manutencao
Para manter seu carburador sempre em dia, é importante verificar se não há rachaduras nas peças

Uma boa limpeza ajuda a manter a conservação de todas as peças.

Mas como falamos, só faça isso se você tiver certeza que vai conseguir ajustar tudo novamente depois.

De nada adianta você deixar o carburador do seu veículo limpinho se não souber como ajustar a borboleta para ele não ficar acelerado, ou o parafuso para que o funcionamento fique perfeito.

Mas o que precisa ser feito?

Como Fazer

Como falamos, é importante que você verifique todas as peças, a fim de ver se há algum dano, trincas ou rachaduras.

Se o dano for pouco, é possível em alguns casos arrumar as peças, mas normalmente não compensa.

Muitas vezes, o custo para fazer o reparo é maior do que a peça nova.

Então, compare e veja se vale a pena.  O mais indicado é trocar a peça e colocar uma sem danos.

E quando você deve trocar o carburador?

Vamos descobrir agora!

Quando Trocar o Carburador

carburador quando trocar
A melhor dica que podemos dar é: quando não valer a pena fazer o reparo

Assim como com as peças, existem reparos que são mais caros que um carburador novo.

Ou seja, entre ficar com um carburador que pode dar problemas futuramente, ou colocar um novo, vale muito mais a pena colocar o novo.

Isso é aconselhado principalmente quando os problemas apresentados são na estrutura principal, nos dutos metálicos.

Muitas vezes, um duto entorta, ou racha, e o reparo é bem mais difícil de ser feito e bem oneroso para o bolso.

 

Qual o Preço Médio

Como qualquer peça ou componente automotivo, é importante pesquisar para encontrar os menores valores por um carburador novo.

Mas não se esqueça de fazer essa busca em estabelecimentos confiáveis.

Em um automóvel, o barato se torna caro com facilidade.

Ainda assim, pela internet, você consegue ter uma boa ideia sobre valores. No Mercado Livre, por exemplo, você acha carburadores de R$ 140 a R$ 5 mil.

Tudo varia conforme o modelo e o desempenho que você deseja. Muitos motoristas querem também aumentar a potência do veículo.

Nesses casos, as peças são bem mais caras.

Lembre-se de pedir dicas para o seu mecânico e analisar junto com ele o que vale a pena ou não. Na média, os preços variam de R$ 300,00 a R$ 1.200,00.

 

Conclusão

carburador funcionamento moto carro
Tome os cuidados devidos e evite transtornos com peças

Agora você sabe como funciona um carburador e conhece os tipos de carburadores de moto e de carro.

Já sabe o que fazer se quiser melhorar a potência do carburador do seu veículo e possíveis problemas que os carburadores podem apresentar.

Além disso, você viu que existem os carburadores simples e os duplos (com acionamento separado e simultâneo).

Também viu que existem os carburadores eletrônicos, uma tecnologia que antecedeu a injeção eletrônica.

Você conferiu a importância dessa peça para o bom funcionamento do seu veículo. Ela que faz o percentual de ar e combustível ser o correto, fazendo o carro “beber” menos combustível.

Além disso, aprendeu que quando essa peça está mal regulada, o consumo aumenta e isso pode prejudicar o motor.

Você descobriu quando é aconselhado trocar o carburador e qual o preço médio de um carburador novo. O valor pode chegar a mais de R$ 5 mil, dependendo do modelo.

Agora que você sabe tudo sobre carburadores, basta você decidir o que deve fazer com o seu.

Se você gostou deste artigo, divulgue-o para os seus amigos e familiares. Fazendo isso, mais pessoas saberão como cuidar bem dos carburadores.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.