O Que é Permitido na Hora de Customizar Motos Dentro da Lei

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.

customizar motos o que e permitido dentro lei

Para quem deseja customizar motos, o primeiro compromisso é com a lei.

Sim, antes de qualquer coisa, é preciso conhecer as regras e segui-las.

É a única forma de você andar tranquilo com sua moto customizada, sem medo de ser multado.

Com tudo certinho, é só aproveitar. Afinal, motos customizadas se destacam pelo seu visual arrojado e moderno.

É impossível esquecer a imagem de um belo veículo como esse trafegando em uma rodovia.

Mas como personalizar minha moto?

Rodas, cores, iluminação… Visite uma oficina de customização de motos para se apaixonar. Elas são o sonho de consumo de muitas pessoas.

Inclusive, é possível gastar uma verdadeira fortuna com a personalização de motos.

Para quem tem boas condições financeiras, o céu é o limite, como costumam dizer os aficionados por motocicletas.

Customizar motos significa fazer alterações no modelo original de fábrica.

Em outras palavras, ela é fruto do trabalho de pessoas que são apaixonadas e que realizam as adaptações necessárias para criar algo diferenciado.

E será um modelo único, já que são várias as mudanças que você pode fazer.

Imagine pilotar um veículo que reflete a sua personalidade.

É o que move muitos daqueles que decidem customizar motos no Brasil ou comprar um veículo já modificado.

Mas seja qual for o caso, só não dá para esquecer de legalizar moto customizada.

E é sobre isso que falaremos neste artigo.

Vamos trazer curiosidades sobre o assunto, explicar o que está previsto na legislação sobre customizar motos e qual o valor e a penalidade da multa se você não estiver com o veículo regularizado.

Aproveite o conhecimento que está adquirindo a partir de agora para planejar seu sonho.

Dentro das regras, é claro.

Boa leitura!

 

Customização de Motos no Brasil

customizar motos brasil
O mercado de customização de motos tem crescido exponencialmente no país

A customização de motos pode envolver uma variedade de alterações no veículo.

Por exemplo, podem ser mudados os bancos, retrovisores, pneus traseiros, manoplas, entre outras peças e componentes.

Isso sem contar a cor da moto. É um mundo de possibilidades.

No Brasil, podemos dizer até que é uma paixão entre motociclistas, que adoram deixar o veículo com seu jeito, sua cara.

Este artigo do site ManiaMoto, por exemplo, cita diferentes tipos de motos customizadas, são elas. Veja só:

●     Scrambler;

●     Cafe Racer;

●     Tracker;

●     Brat-Bob;

●     Brat;

●     Chopper;

●     American Bobber;

●     European Bobber.

Você conhece alguma delas?

Por exemplo, você sabe o que é uma moto customizada Scrambler?

De acordo com o site Old Dog Cycles, o termo surgiu na década de 50 e refere-se a motos adaptadas para corridas de enduro.

Ou seja, elas têm pneus para terra, escapamento alto e guidão largo, além de uma barra que evitava que o guidão entortasse nas quedas off-road.

Perceba, portanto, que a moto Scrambler é mais tradicional.

Como recorrer sua multa de trânsito

Customizar Motos Em Alta Por Aqui

Nos últimos anos, a customização de motos no Brasil sofreu uma expansão considerável.

Até mesmo pessoas com pouco dinheiro investem na customização de motos.

Por outro lado, aqueles que possuem maior poder aquisitivo é que não param de investir na customização de motos nem na crise.

Você sabia que alguns profissionais que trabalham na área começaram sem querer no ramo.

De acordo com esta reportagem do site G1, o ex-piloto de Fórmula 1, Tarso Marques, começou a customizar motos para ele.

Após um tempo, passou a produzir para os amigos e depois transformou em negócio.

Como é possível perceber, a customização de motos não é apenas um trabalho qualquer.

É um trabalho que envolve paixão e profissionalismo e também facilita a criação de laços de amizade.

Muitas vezes, o cliente se torna amigo do profissional de customização porque possuem o mesmo interesse.

 

Quanto Custa Para Personalizar Motos

customizar motos quanto custa
O preço da personalização de motos costuma ser alto

Agora que falamos um pouco sobre motos customizadas, você deve estar se perguntando qual é a média de preços, não é mesmo?

Pois saiba que os valores variam bastante.

Em primeiro lugar, precisamos dividir o assunto em dois: comprar moto já customizada ou customizar a sua, ok?

Compra De Moto Customizada

Pode ser uma longa tarefa pesquisar na internet e em lojas especializadas aquele modelo de moto tão desejado.

Ou você pode comprar uma moto que se pareça com aquela que você quer e customizá-la.

Vamos dar um exemplo.

Imagine que você procure uma motocicleta Shadow 600 Bobber. Ela é o seu sonho de consumo.

Com certeza uma moto extraordinária.

No site do Mercado Livre, você encontra uma variedade de preços.

Eles variam entre R$ 15.000 e R$ 21.500.

Já no site Busca Acelerada, os valores variam entre R$ 15.000 e R$ 26.800.

É possível comprar a moto por um preço mais baixo, customizá-la e depois colocá-la à venda com uma boa margem de lucro.

A paixão por motos não é barata no Brasil.

Quanto Custa Customizar Sua Moto

Nós já vimos que comprar uma moto customizada pode sair caro.

Nem todos os bolsos comportam o investimento. Mas e na hora de fazer as suas próprias modificações?

O preço varia, mas antes dele, a questão principal envolve o assunto segurança.

Customizar motos é um trabalho especializado, porque altera o projeto original da moto.

E como tal, para a sua execução, é cobrado um valor de mercado que varia conforme a complexidade.

Como recorrer sua multa de trânsito

Como é possível realizar diversas alterações no visual da moto, é preciso que você tenha uma ideia de como quer o resultado final.

Os valores variam conforme as mudanças que você deseja realizar.

Mas dá para ter uma base e saber que você pode começar com pouco.

Nesta reportagem do site Gazeta do Povo, é citado que o serviço começa em R$ 1,5 mil. A partir desse valor, a conta final irá variar conforme a imaginação do dono da moto.

Fica a dica: economize dinheiro ao customizar a sua moto em vez de comprar uma nova já customizada.

Mas é bom pegar leve e ter um bom plano.

Se não colocar um limite nos gastos, pode acabar exagerando na dose.

Mas quanto seria um exagero gastar na hora de customizar motos?

De acordo com o blog Zelão Racing, há pessoas que gastam mais de R$ 300 mil na customização, colocando até ouro nas rodas.

Não dá pra negar que, em um caso desses a, moto se torna a joia da pessoa.

Mas não é para qualquer um, certo?

Perceba que customizar motos pode ser uma experiência cara.

Já imaginou ser o dono de uma moto customizada com ouro nas rodas?

Uma ostentação para quem pode, mas com certeza uma modificação interessante.

Tudo depende do tipo de moto que você vai gostar de pilotar e do dinheiro que está disposto a gastar para realizar seu sonho.

O céu realmente é o limite para os apreciadores de motos customizadas.

 

Customizar Motos Oferece Riscos?

customizar motos oferece riscos
Alterações não permitidas em motos podem causar acidentes

Existem perigos na hora de pilotar uma moto por causa de sua customização?

Sim, existem casos de acidentes provocados por mudanças radicais que não deveriam ter sido feitas na moto.

O site G1 fez uma reportagem sobre isso. Entre os exemplos apresentados, é citado um guidão altíssimo, no estilo “seca-sovaco”, que tende a comprometer a manobrabilidade da moto.

Em caso de uma emergência, esse seria um grande problema.

Do mesmo jeito, um guidão estreito, curto e baixo, também gera a mesma situação de risco.

Por isso, procure sempre uma oficina que seja especializada em customização de motos.

Dê preferência a locais que tenham um profissional que poderá lhe instruir sobre como customizar sua moto sem prejudicar a sua segurança.

Mas lembre: não é somente com o guidão que é preciso tomar cuidado.

Todos sabemos que motos exigem total atenção, pois qualquer descuido pode ocasionar um grave acidente.

Não basta o motorista ser cuidadoso.

A moto precisa estar em ótimas condições de uso e não somente customizada.

É importante que freios, embreagem e câmbio sejam acessíveis e funcionais como nos modelos que saem da fábrica.

De nada adianta você ter uma moto linda que põe a sua vida e a de seus familiares em risco.

Não arrisque sua vida em busca da moto dos sonhos. A segurança deve vir sempre em primeiro lugar.

 

Como Customizar Motos Dentro da Lei

customizar motos como
Você já sabe o que deseja de resultado final?

Uma dica dos aficionados por motos customizadas é fazer um projeto de como você imagina o resultado final.

Se você possui facilidade em desenhar, pode elaborar esboços do que imagina ser a moto perfeita.

Ou pode pesquisar os diferentes tipos de customização e selecionar aquele que mais lhe agrada.

Mas atenção: muitas vezes, algumas ideias são impraticáveis porque colocam em risco a estabilidade da moto e seu funcionamento mecânico.

E sabemos que com segurança no trânsito não se brinca, não é mesmo?

Veremos agora o que pode e o que não pode ser customizado nas motos que trafegam no Brasil.

O Que Pode

  • É possível mudar a cor da moto. Mas cuidado ao alterar totalmente a pintura.

Se isso acontecer, é obrigatório avisar a mudança ao Detran, o Departamento Estadual de Trânsito. Se você mudar a cor em menos de 50%, não é necessário noticiar o Detran.

  • Muita atenção se você desejar transformar o escapamento original num modelo mais esportivo.

De acordo com o site Motonline, é contra a lei ser multado por dirigir uma moto que tenha mudanças:

“A multa só será justa se o escapamento não-original apresentar problemas ao desenvolver a sua função, que é transportar os gases gerados pela queima de combustível para fora do veículo, permitindo seu funcionamento.”

Mas o motociclista também pode ser multado por causa do barulho do escapamento.

Se o barulho – que é medido em decibéis – for excessivo, a multa será válida.

Fique de olho (e ouvidos atentos) para não ser multado.

  • Mudanças que visam dar um visual mais arrojado para as motos customizadas podem ser realizadas sem maiores problemas. Por exemplo, se você quiser mudar o banco ou as manoplas da moto.

O Que Não Pode

Tão importante quanto saber o que pode ser customizado na moto, é saber o que não pode.

Por exemplo, você sabia que as leis de trânsito proíbem a customização com farol de xenon?

Preste atenção: é totalmente proibido utilizar farol de xenon em qualquer veículo nas estradas brasileiras.

Como recorrer sua multa de trânsito

Mas não existem exceções?

Sim, duas exceções.

Nos casos em que os veículos com farol de xenon vierem de fábrica ou se já ocorreu a regularização no órgão de trânsito antes da proibição.

Em outras palavras: se você não anda com a moto com farol de xenon regularizado, pode ser multado.

Resolução 384 do Contran, de 2 de junho de 2011, é que proíbe o uso de xenon em veículos.

Qual é a gravidade da multa por trafegar com um veículo com farol de xênon?

É uma multa grave, no valor de R$ 195,23.

E o pior para o proprietário da moto: a medida administrativa é a remoção da moto até a regularização do farol.

Mas em qual artigo do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) fala sobre alterações no veículo?

É o artigo 230, VII:

“Conduzir o veículo com a cor ou característica alterada.”

Mas porque alguns proprietários de veículos utilizam o farol de xenon?

Boa parte assim o faz por uma questão estética.

As motos com farol de xenon emitem uma luz diferenciada que se destaca das demais.

Mas outros donos de motos usam por outro motivo que não envolve questões estéticas.

Os faróis de xenon têm uma potência maior que os normais.

Ou seja, iluminam mais, o que facilita muito para andar a noite de moto, principalmente em locais muito escuros.

Ele melhora a visão ao dirigir à noite, o que é muito bom para o motorista, mas também pode ser muito, mas muito, perigoso.

Imagine uma moto trafegando de madrugada com o farol de xenon totalmente desregulado.

A luz emitida é tão forte que pode cegar momentaneamente o motorista do veículo da frente e causar um acidente muito sério.

Por isso, existe uma legislação de trânsito para proteger as pessoas.

 

Multa por Customizar Moto

customizar motos multa
Há multas que são aplicadas a proprietários que fazem alterações não permitidas

Como já vimos, as motos customizadas não são originais de fábrica.

Também já falamos que há previsão legal para modificações, mas com limites.

Você não pode realizar todo tipo de alteração no veículo.

Imagine que uma mudança possa colocar em risco a segurança do condutor ou de todos no trânsito.

Em outras palavras, existem leis que os proprietários de motos customizadas devem obedecer para não receberem multas.

Já falamos do farol de xenon, mas esse foi apenas um exemplo.

A punição para os proprietários que cometem excessos na hora de customizar motos é de multa no valor de R$ 195,23

Além disso, o motorista recebe cinco pontos na Carteira de Habilitação (CNH).

Lembrando que, se as modificações forem regularizadas no Detran, você não será multado, pois terá licença para circular com elas.

Por isso, se você for customizar sua moto, faça pelo meio formal, dentro da lei.

Consulte antes os órgãos competentes para saber se as alterações que deseja promover na motocicleta são legalmente permitidas.

Se forem, aí é só adequar no seu orçamento e dar asas à sua imaginação.

No próximo tópico, vamos falar sobre as mudanças mais recentes na lei sobre motos customizadas.

 

Mudanças Recentes na Lei

customizar motos mudancas recentes lei
Fique por dentro das mudanças na legislação!

Se você gostar de motos customizadas, é importante ficar muito atento, porque ocorreram mudanças na lei.

Para conhecer todas elas, vale dar uma olhada na Portaria nº 60/2017 do Denatran, o Departamento Nacional de Trânsito.

Ela substitui o anexo da Portaria Denatran nº 60/2016, que estabelece a Tabela Anexo da Resolução Contran nº 292/2008, que por sua vez trata das modificações permitidas em veículos.

É interessante observar que as novas regras restringem bastante a customização em motos.

Cor, pneus, rodas e sistema de sinalização e iluminação estão liberados.

Outras modificações incluem alteração de combustível (exceto GNV), inclusão ou exclusão de dispositivo para transporte de carga, inclusão ou retirada de Sidecar, além de alterações para ambulância ou adequações a pessoas com deficiência.

Uma reportagem do site Uol abordou o descontentamento de motociclistas com as novas regras. Para algumas pessoas, inclusive, a lei pode acabar com a prática de customizar motos no Brasil.

Um dos problemas destacados é o fato de qualquer alteração estar sujeita ao julgamento e interpretação de uma autoridade de trânsito, que não necessariamente possui  conhecimento técnico.

Assim, poderia vir a ter dificuldades para diferenciar personalização de customização, por exemplo.

Isso significa que você pode tomar uma multa por uma avaliação equivocada do agente de trânsito.

Não parece nada justo, não é mesmo?

Mas nem tudo está perdido.

É possível se precaver e evitar esse problema com a autoridade de trânsito.

Mas como fazer isso?

“Tenha sempre em mãos os documentos atualizados da moto, inclusive o laudo de Vistoria de Identificação Veicular Móvel, expedido pelo Detran”, recomenda Bruno Salviano, customizador da Pavani Motorcycles, na mesma reportagem do Uol.

Ou seja, se sua moto estiver regularizada, ninguém pode multar e você pode transitar bem tranquilo com sua customização.

Então, fique atento para não ser multado de forma injusta.

Sempre mantenha atualizados os documentos da moto.

Como Regularizar A Customização

As leis são claras: a customização da moto está condicionada à documentação expedida pelos órgãos de trânsito competentes.

Se você quer customizar sua moto, o primeiro passo é ir a um posto do Detran em seu Estado e pedir uma autorização.

Se o órgão concordar com as mudanças que você deseja fazer na moto, você recebe a autorização.

Dependendo das alterações, você deverá pedir inspeções uma sede das Instituições Técnicas Licenciadas (ITLs).

Oficinas especializadas também podem lhe dizer o que você poderá executar sem gerar problemas.

Como recorrer sua multa de trânsito

Lembrando que a moto somente poderá circular depois de receber o Certificado de Segurança Veicular (CSV), o qual é emitido após ser feita a inspeção.

Após todo o processo para se adequar ao que diz a lei, o proprietário da moto receberá o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e o Certificado de Registro de Veículo (CRV) com as especificações do CSV.

Complicado, não é mesmo?

Ainda assim, siga a lei para não se incomodar no futuro.

Você pode ter uma moto linda apreendida e que só será liberada após serem recolocadas as peças originais.

Nesse caso, além do custo da multa, e de fazer a customização, você terá que gastar para deixá-la original novamente.

Caso você seja pego dirigindo uma moto customizada que ainda não foi legalizada, você deve entrar com o pedido da regulamentação dela.

E se você não quiser esquentar a cabeça com recurso de multa, entre em contato conosco.

Nós do Doutor Multas lidamos diariamente com diversos casos semelhantes.

Ou seja, nós lhe ajudaremos você a pilotar seu sonho de uma forma legal, sem cometer nenhuma infração ou colocar qualquer pessoa em risco.

Temos a melhor solução para ajudar você a ganhar recursos de multas, com a maior taxa de vitória para os clientes.

 

Conclusão

customizar motos infracoes
Siga dentro da lei e evite problemas no futuro!

Vimos neste artigo que customizar motos é uma tradição que atravessa gerações de motociclistas em todo o mundo.

Reiteramos que, na hora de customizar motos, você procure profissionais que possam realizar um trabalho que não coloque a sua vida em risco no trânsito.

Demonstramos que é possível customizar motos de forma a evitar infrações de trânsito.

Imagine que situação desagradável ser multado após gastar dinheiro customizando sua moto.

Mas se você leu nosso artigo com atenção, sabe como customizar motos de forma legal.

Também abordamos as recentes mudanças na lei sobre a customização que causou uma reação muito forte dos aficionados por motos.

Você pode não concordar com ela, mas é sua obrigação como cidadão segui-la.

Afinal, você não quer ter problemas com multas, não é mesmo?

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo?

Então entre em contato com a nossa equipe e responderemos a todas suas dúvidas.

E caso precise entrar com recurso por ter sido multado, fale conosco que ajudaremos no seu caso.

Nós fazemos o trabalho duro para você, para que não precise mais se preocupar com suas multas.

Você pode contar conosco.

Se gostou do artigo, lembre de compartilhá-lo.

Outros aficionados por motos customizadas com certeza vão gostar de acessar esse material.

Como recorrer sua multa de trânsito

 

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.