Como Funciona a Higienização de Carros Após Enchente

higienizacao de carros apos enchente limpeza partes internas

Esperamos que você nunca precise contar com um serviço de higienização de carros após enchente.

Mesmo que um automóvel seja apenas um bem material, a experiência de se ver preso no meio de um grande alagamento pode ser um tanto traumática.

Já pensou em ter de abandonar o veículo no meio de uma tempestade e precisar encarar uma forte torrente de água para procurar um abrigo seguro?

Depois, quando a água finalmente vai embora, vem uma penosa tarefa: fazer o inventário do que foi estragado pela enchente.

Se o carro está no meio dos bens danificados pela água e lama, é bastante doloroso.

Esse tipo de evento é comum em muitas cidades do Brasil, especialmente no verão.

Nessa época do ano, são comuns as chuvas que descarregam um grande volume de água em pouco tempo.

Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

A água acumula e, por conta de um planejamento urbano ineficiente, de lixo trancando os bueiros e de uma série de motivos, não escoa como deveria.

O resultado é que as ruas se transformam em rios, não lembrando em nada a beleza dos canais de Veneza.

Em vez de encantamento, desespero.

Não é raro encontrar pessoas se locomovendo, nesse cenário, em embarcações – improvisadas ou não –, transportando pertences para longe da água.

De qualquer maneira, um veículo que sofre por conta de intempéries desse tipo provavelmente precisará de um serviço de higienização de carros após enchente.

Isso se o motor também não for danificado, o que demandaria o trabalho de um mecânico para consertar o que estragou.

Vamos detalhar melhor essas possibilidades ao longo do texto.

Boa leitura!

 

É Possível Recuperar Carros Alagados?

higienizacao de carros apos enchente possivel recuperar alagados
Infelizmente, as enchentes costumam causar grandes danos aos automóveis

Se esse terrível inconveniente aconteceu com o seu veículo, tenha em mente que você não é o primeiro e nem será o último a sofrer com esse problema.

E é claro que nem todas as pessoas que passam por isso perdem seus veículos.

Portanto, é possível, sim, recuperar carros que sofreram danos em alagamentos.

Como se trata de uma situação que, infelizmente, é muito comum no Brasil, há empresas que são especialistas na recuperação de veículos afetados pela água e lama.

É claro que há casos e casos.

Alguns, como falamos, apenas precisam de alguém que faça a higienização de carros após enchente.

A complexidade desse serviço vai depender das particularidades do caso. Até onde foi a água, qual o material do estofamento e que tipo de sujeira entrou no veículo, por exemplo.

Na pior das hipóteses, será necessário trocar totalmente o estofamento, caso o odor ruim não suma de jeito nenhum.

Mas se for apenas isso – sujeira e mau cheiro –, comemore. Pois recuperar um automóvel que teve o motor danificado é mais complicado.

Um problema mecânico pode ser mais difícil de identificar e consertar.

Não são raros os casos em que o carro volta da oficina e, pouco tempo depois, volta a ter o mesmo problema.

Por outro lado, como a origem do defeito é conhecida – o fato de água ter entrado no motor – um bom mecânico já sabe o que pode ter estragado e como arrumar.

Então, a primeira dica é encontrar uma oficina de confiança.

Nunca precisou de uma?

É hora de conversar com amigos que já tiveram problemas com seus veículos e pedir recomendações.

Se você está lendo esse artigo para se prevenir, pois ainda (e tomara que isso nunca aconteça) teve o carro danificado pela água, a melhor dica que podemos dar é fazer um seguro cuja cobertura inclua as enchentes.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Os seguros com a chamada “cobertura compreensiva” costumam contemplar esse tipo de evento, que entra na categoria de fenômenos naturais (deslizamento de terra e granizo são outros exemplos).

É importante destacar, aqui, que há casos em que o estrago é tão grande que não vale a pena arrumar o veículo.

No caso do carro segurado, pode acontecer de ser declarada perda total.

Mas essa avaliação deve ser feita por um técnico da empresa seguradora.

Se houver conserto, você pode levar o veículo para uma oficina de sua preferência, desde que a seguradora libere, é claro.

Não tendo seguro com cobertura que contemple fenômenos naturais, apenas com um dano muito severo o automóvel será inutilizado.

A seguir, vamos explicar melhor quais os possíveis cenários.

 

O Que Fazer se Seu Carro Passou Por Uma Enchente

higienizacao de carros apos enchente o que fazer
Saiba como proceder se você precisou enfrentar uma enchente

Se o seu veículo ficou no meio de uma rua alagada, mesmo que a água da via já tenha escorrido, não tente ligá-lo e sair dirigindo.

Você não sabe o tamanho do dano, então, pode ser que colocar os circuitos e o motor do veículo para funcionar agora seja uma péssima ideia e acabe em mais problemas.

Em vez disso, chame um guincho.

Caso o veículo esteja segurado, ligue para a central de atendimento da empresa e solicite o serviço para que o carro seja deslocado a uma oficina.

O mecânico fará a avaliação do grau de prejuízo que você teve.

Como mencionamos antes, só autorize o conserto com autorização da seguradora.

Na hipótese de o seu automóvel não ser segurado, você deverá procurar por um serviço privado de guincho e arcar com as despesas integrais da oficina.

Com ou sem seguro, a higienização de carros após enchente é apenas um dos serviços que podem ser necessários.

Conforme falamos no início do texto, será sorte se isso for tudo.

A seguir, falamos um pouco sobre as principais possibilidades.

 

Limpeza das Partes Internas

higienizacao de carros apos enchente como funciona1
Todas as partes do carro podem acabar sendo atingidas em caso de enchente

Quando o dono de um veículo vê que seu carro ficou cheio de água por dentro, o sentimento é de desespero.

Afinal, a parte onde o motorista e passageiros ficam acomodados deveria ser a área mais limpa de um automóvel.

No entanto, se apenas essa área interna, onde ficam os bancos, foi atingida, trata-se da manutenção mais simples e barata.

Você precisará encontrar uma empresa especializada na higienização de carros após enchente.

Atenção: se o nível da água chegou ao painel do automóvel, provavelmente a parte elétrica e, talvez, o motor sofreram danos.

Então, além da limpeza, você precisará de um mecânico.

Não sendo esse o caso, deixe o seu veículo sob os cuidados da empresa de higienização.

Eles farão uma avaliação para saber até onde a água chegou – e, assim, saber o que precisa e o que não precisa ser limpo.

Para a higienização de carros após enchente, as peças que necessitam da limpeza são desmontadas.

Todas as partes retiradas são não apenas lavadas, mas também desinfectadas. São utilizados produtos especiais, fungicidas e bactericidas, destinados a matar microrganismos.

Porque sabe-se lá que tipo de substância entrou no carro.

O custo do serviço depende muito do grau de sujeira.

Se você teve sorte e foi pouca coisa, pode ficar em torno de R$ 500,00 apenas.

Mas a higienização de carros após enchente também pode chegar a alguns milhares de reais.

Mesmo que seja mais cara do que concorrentes, o ideal é encontrar uma empresa com boas referências. Pois o trabalho não pode ser feito de qualquer maneira.

Bancos, carpete, forração, porta-malas e todos os pequenos componentes precisam ser muito bem higienizados.

Em alguns casos, há manchas e odores tão impregnados que, mesmo com a limpeza, fica algum resquício.

Cabe ao dono do veículo avaliar se é o caso de substituir o item (com um novo estofamento para o banco, por exemplo), o que torna o preço final da higienização muito mais alto.

Restauração da Lataria

Caso a parte externa, a lataria do veículo, tenha sido apenas atingida por água e lama, pode ser que uma simples limpeza e aplicação de produto para evitar a ferrugem sejam suficientes.

Assim, pode ser que a própria empresa especializada na higienização de carros após enchente faça também esse serviço.

Mas se a enchente acabou riscando, amassando ou causando outro tipo de dano na lataria, você precisará consultar uma oficina que faça o serviço de pintura e funilaria.

A pintura envolve a preparação da superfície, a tarefa de encontrar a tonalidade exata (que geralmente envolve a mistura de duas ou mais cores), a aplicação da tinta e da camada de verniz para uma proteção extra.

Isso tudo deve ser feito por um profissional, a não ser que você tenha muito conhecimento do que está sendo feito.

Principalmente porque a pintura precisa ser feita em um ambiente 100% livre de sujeira.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Qualquer grão de poeira que entre enquanto o trabalho está sendo feito pode pôr tudo a perder.

Além disso, um profissional sabe exatamente quais os tempos de secagem e proporção de diluição dos materiais usados no serviço.

O preço do serviço varia muito.

Se você quiser aproveitar para pintar o veículo inteiro, é claro que sairá muito mais caro.

No caso de apenas uma pequena área ter sido danificada, a pintura não precisa ser completa, e o preço diminui.

O custo também depende bastante do tipo de pintura escolhido.

A mais barata é a pintura sólida, oferecida nas cores preta, branca ou vermelha.

Sua característica é a ausência de brilho.

Já a pintura metálica é mais cara, mas deixa o veículo com uma cor muito mais viva, que reflete mais a luz.

A opção mais custosa é a pintura perolizada, que utiliza uma tinta que possui pó de pérola e partículas de pigmento mineral.

Com ela, a tonalidade do veículo muda conforme o ponto de vista do observador.

Vale lembrar que a mudança de cor é considerada uma alteração nas características do veículo.

Por isso, é necessário expedido um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV), como manda o artigo 123, inciso III, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Desrespeitar essa determinação é uma infração grave, conforme o artigo 230 do código, inciso VII:

“Art. 230. Conduzir o veículo:

(…)

VII – com a cor ou característica alterada;

(…)

Infração – grave;

Penalidade – multa;

Medida administrativa – retenção do veículo para regularização;”

A multa é de R$ 195,23, e o proprietário do veículo receberá cinco pontos na sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Danos na Parte Elétrica

O principal critério para a seguradora considerar que houve perda total em um veículo atingido pela enchente é quando o nível da água ultrapassa o painel.

Afinal, isso significa que alguns dos componentes mais sensíveis do carro foram afetados, e tentar arrumar, muitas vezes, é inútil.

Atrás do painel, há circuitos fundamentais para o funcionamento de um automóvel moderno. São sistemas que servem para dar maior segurança ao motorista e até ajudar no comando do veículo.

Mesmo que a quantidade de água no painel tenha sido pouca e já esteja tudo seco, apenas a umidade que fica no local é o suficiente para gerar vários prejuízos.

Isso porque ocorre a oxidação, que ocasiona o zinabre, ou azinhavre, quando uma crosta se forma em ligas que contêm cobre.

O resultado é que a transmissão de informações pelos circuitos começa a apresentar defeitos.

Uma das maneiras de checar se a água chegou nesses circuitos é, quando o veículo estiver seco, dobrar os fios que estão abaixo do painel.

Caso eles tenham sido molhados pela enchente, estarão frágeis como pequenos galhos.

Outra maneira é girar a chave da ignição (sem ligar o motor do carro) apenas para checar se as luzes do painel se acendem.

Calço Hidráulico

O motor de um automóvel funciona a partir da compressão do combustível com oxigênio. Ao ligar o veículo, é originada uma faísca na vela, o que gera a combustão.

Mas é a mistura e compressão de que falamos, que acontece dentro dos cilindros, que gera a força que faz as rodas do veículo entrarem em movimento.

O calço hidráulico é um problema que ocorre quando entra, no cilindro, algum tipo de líquido estranho, que não aquele utilizado como combustível.

O resultado é que essa substância que entrou no cilindro não tem o mesmo potencial de compressão da mistura entre combustível e ar.

Assim, o pistão não conseguirá executar o movimento completo dentro do cilindro.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

A biela, por sua vez, não conseguirá fazer o seu movimento circular.

A consequência do travamento abrupto da biela é que ela pode empenar ou romper.

Eis o grande perigo do tão temido calço hidráulico, uma possibilidade real quando um veículo é atingido por uma enchente e a água entra no motor.

O mais comum é que o calço hidráulico aconteça quando um motorista tenta atravessar uma região alagada e força o motor mesmo com a água a um nível muito alto.

Estar com o motor funcionando nessa condição aumenta muito a chance de ocorrerem danos graves, às vezes até irreversíveis.

Pois as bielas do pistão continuam sendo forçadas.

Com isso, o cárter ou os cabeçotes do motor também podem acabar danificados e até os rolamentos serem destruídos.

Em situações mais extremas, o calço hidráulico origina até rachaduras no bloco do motor. O que, é claro, também resulta em perda total.

É por isso que, em determinadas circunstâncias, a pior coisa a ser feita é tentar atravessar uma enchente.

Resumindo o que acontece em palavras mais simples, o calço hidráulico ocorre porque a água entra, é aspirada para o cilindro e trava o motor.

Se ele continuar sendo forçado, acontece a deformação dos componentes do motor.

Quanto à cobertura do seguro, tome cuidado porque existe a possibilidade de você ter problemas caso tenha agravado o risco.

Por exemplo, se houve uma chuva torrencial e você não teve como escapar, o dano foi causado por um fenômeno natural.

Por outro lado, se o veículo estava no seco e você tentou, deliberadamente, atravessar uma poça com grande profundidade, assumiu o risco de danificá-lo por uso inadequado e, por isso, talvez não receba indenização do seguro.

 

Como Funciona a Higienização de Carros Após Enchente

higienizacao de carros apos enchente como funciona
Existem variadas opções de higienização para os veículos que passaram por enchentes

Agora que você viu quais são todas as possibilidades, convenceu-se de que precisar apenas de um serviço de higienização de carros após enchente é o melhor dos cenários?

A sujeira na lataria, no carpete, nos bancos e outras partes do veículo é o menor dos problemas.

O carro pode até ficar com um cheiro estranho, mas pelo menos ele continuará funcionando.

Se você resgatou o veículo após uma enchente, não saia dirigindo-o antes de se certificar se entrou ou não água no motor.

Uma das maneiras de averiguar isso é checando a vareta do óleo.

Se ela ficar com uma cor acinzentada, é sinal de que a água entrou no cárter.

Aí, é melhor não arriscar: chame um guincho.

Peça referências de empresas que fazem a higienização de carros após enchente, deixe o automóvel lá e solicite um orçamento.

Os profissionais irão avaliar o tamanho do estrago e saberão precisar a dificuldade do trabalho e o custo do serviço.

Na higienização de carros após enchente, todos os componentes são desmontados para a limpeza e desinfectação.

Ao receber o veículo de volta, além de observar a sujeita, manchas e cheiro, confira se todos os componentes foram instalados de volta da maneira correta.

Depois da limpeza, é bom deixar o carro um par de dias aberto, secando ao sol.

Então, torça para que haja tempo bom após a tempestade.

 

Dicas e Cuidados

higienizacao de carros apos enchente dicas cuidados
Acompanhe algumas orientações e cuidados para evitar danos maiores

É claro que está fora do nosso alcance controlar os fenômenos naturais.

Se chove demais e o rio da cidade transborda, alagando as ruas, não podemos fazer nada para impedir.

Mas algumas atitudes que o motorista toma podem agravar a situação.

Então, é importante saber exatamente o que fazer na hora de atravessar uma área alagada.

Em primeiro lugar, há o perigo de acabar ficando preso com o carro no meio da enchente.

Caso você não tenha medo disso, pense no que falamos sobre o calço hidráulico.

Tentar encarar uma rua com um nível de água muito alto é uma das causas mais comuns para esse problema.

Lembre-se que forçar o carro com água dentro do cilindro pode resultar em danos graves na biela, cabeçote ou até mesmo gerar rachaduras no bloco do motor.

Então, se você não sabe qual é a altura da área alagada que está à frente, não tente atravessá-la.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Observe se outros veículos passam por ali.

Se a água ultrapassou a metade da roda, mesmo que eles, aparentemente, tenham passado sem nenhum problema, não os siga.

Caso o nível não esteja tão alto e seja realmente importante seguir em frente, avance, mas com muito cuidado.

Vá na primeira marcha e mantenha aceleração constante.

Mas não entre na área com uma velocidade muito alta, caso contrário poderá formar marolinhas, que são perigosas.

Por esse mesmo motivo – escapar das pequenas ondas – tente manter uma boa distância dos demais veículos.

Tente trafegar, se possível, pela área central da pista, que é sempre a parte mais alta e, portanto, onde a água tem a menor profundidade.

Não troque de marcha, não pare o veículo e jamais dê marcha à ré. Se o carro enguiçar, o melhor a fazer é abandoná-lo e, se possível, empurrá-lo para um local seco.

 

Conclusão

higienizacao de carros apos enchente dirigir na chuva
Está preparado para lidar com fenômenos naturais como enchentes, bastante comuns no verão?

Você vive em uma cidade onde costumam acontecer enchentes por conta do excesso de chuvas?

Então, agora que o verão se aproxima, redobrar os cuidados é fundamental.

Se o mau tempo se aproxima, o ideal é nem sair com o carro de casa.

Assim, talvez você nunca precise contar com um serviço de higienização de carros após enchente.

Mesmo que você não tenha o azar de passar por áreas alagadas, dirigir na chuva também inspira muitos cuidados.

Apenas respeitar o limite de velocidade, por exemplo, pode não ser o suficiente. O ideal é andar ainda mais devagar.

Isso porque, com a pista molhada, o carro demora mais para parar totalmente depois de uma freada. Então, além da velocidade menor, mantenha uma distância maior para o veículo da frente.

E tenha um cuidado especial, é claro, na hora de fazer uma curva, pois a aderência dos pneus é menor.

Em vez de frear no meio da curva, que é um erro, reduza a velocidade antes, de modo a poder fazer o traçado acelerando, para ter uma tração maior.

Caso você tenha o veículo danificado por conta da enchente, não hesite em levá-lo para uma empresa que faz o serviço de higienização de carros após enchente.

Ou então, em casos mais graves, para uma oficina mecânica de confiança.

Ainda tem dúvidas sobre a higienização de carros após enchente?

Entre em contato conosco ou deixe um comentário abaixo.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

 

Como Funciona a Higienização de Carros Após Enchente
5 (100%) 1 vote