Parcelar Multa de Trânsito: Saiba Como

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!

Efetuar o pagamento de uma multa de trânsito não é a coisa mais agradável de se fazer, pois os valores podem ser altos e difíceis de caber no bolso. No entanto, uma solução mais viável é dividir o pagamento da penalidade, dessa forma, amenizando o impacto que aquele dinheiro terá.

Se você quer saber o que é necessário fazer para conseguir o parcelamento, continue lendo esse artigo, no qual irei explicar!

Valores das multas

Você sabia que, dependendo do quão grave sua infração é considerada, maior será o valor da multa?

Existem, inicialmente, 4 valores que as multas podem ter, variando por como elas se encaixam segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Essas categorias são:

  • Infração de natureza leve, resultando em 3 pontos na CNH e em multa no valor de R$ 88,38;
  • Infração de natureza média, resultando em 4 pontos na CNH e em multa no valor de R$ 130,16;
  • Infração de natureza grave, resultando em 5 pontos na CNH e em multa no valor de R$ 195,23;
  • Infração de natureza gravíssima, resultando em 7 pontos na CNH e em multa no valor de R$ 293,47.

Como você pôde ver, dependendo da infração cometida, o preço será bem salgado. Principalmente porque existem muitas infrações, comumente cometidas pelos motoristas, que se encaixam como gravíssimas, com o maior preço da multa. Vamos dar uma olhada em quais são essas abaixo!

Quais são as infrações gravíssimas, que resultam na maior multa de trânsito?

Existem diversas atitudes no trânsito que podem causar danos severos a você mesmo e àqueles ao redor, das quais são chamadas infrações gravíssimas. Segue abaixo algumas das mais comuns de se ver:

  • Levar crianças no carro sem o uso de cadeirinha especial ou cinto de segurança, conforme estabelecido pelo Código de trânsito Brasileiro;
  • Permitir que alguém sem CNH ou com a mesma vencida, cassada ou suspensa, dirija em um veículo que esteja em seu nome;
  • Estacionar o carro, moto ou outro em local reservado para deficientes, sem haver essa credencial;
  • Estacionar em locais que não são permitidos, mais especificamente em vias de trânsito rápido;
  • Usar o celular enquanto está dirigindo;
  • Não respeitar a sinalização, não parando quando o sinal fica vermelho.

Mas afinal, posso parcelar as multas recebidas?

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!

Sem grandes delongas, a resposta é, felizmente, sim! Você pode parcelar o valor da penalidade que receber. Porém, não é tão simples assim, e existem algumas regulamentações para que o processo se dê tranquilamente.

Primeiramente, existem algumas multas que não tem a opção do parcelamento disponível. Entretanto, se você recebeu uma infração leve, média, grave ou gravíssima recentemente, normalmente você poderá sim parcela-las.

Foi multado ou recebeu um processo administrativo? Não fique sem dirigir! Resolvemos seu problema em 24h, online e com garantia de satisfação de 100%. Clique aqui para uma consulta GRATUITA com o maior especialista no assunto.

Em que ocasiões não é possível parcelar o pagamento das multas?

Como mencionei acima, existem alguns casos que não serão possíveis de realizar as parcelas. Falarei cada um desses casos abaixo:

  • Se você levou uma multa em um estado diferente do qual o seu veículo está registrado;
  • Se o DETRAN do seu estado não permite o parcelamento;
  • Se você perdeu o prazo do pagamento da multa e ela está agora vencida;
  • Se o seu pagamento constar como cobrança administrativa também não será permitido a divisão do pagamento, sendo preciso pagar tudo de uma vez.

Como parcelar as multas de trânsito?

Se você não se encaixa nas exceções acima, que não têm a possibilidade de parcelar, então vem comigo para aprender como parcelar!

Banner Consulta Gratuita

Primeiramente, é importante dizer que você pode realizar esse processo de forma presencial e à distância, pela internet.

Se optar pela primeira opção, siga os próximos passos:

  • Vá até o DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) do seu estado;
  • Separe os documentos que precisa levar: Carteira Nacional de Habilitação; RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores), seu CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) e sua identidade;
  • Peça para a pessoa responsável pelo atendimento para ver as multas em seu nome e parcelá-las.

Caso opte pelo online, o processo é ainda mais simples, porém, um pouco diferente do supracitado.

  • Entre no site do Departamento Estadual de Trânsito do estado em que você habita;
  • Abra a parte de “multas” ou “débitos”;
  • Coloque seus dados para localizar as multas;
  • Verifique as multas em seu nome e vejam se podem ser parceladas de acordo com os requisitos mencionados acima;

Conclusão

Você leu nesse artigo todas as informações mais relevantes sobre o parcelamento de multas de trânsito.

Foi multado ou recebeu um processo administrativo? Não fique sem dirigir! Resolvemos seu problema em 24h, online e com garantia de satisfação de 100%. Clique aqui para uma consulta GRATUITA com o maior especialista no assunto.

Como você pôde ver, existem alguns estados que não adaptaram esse método ainda, tornando o pagamento mais difícil. Se esse for o seu caso, ou se mesmo parcelada a multa continuar pesada para o bolso, considere recorrer a multa. Com o auxílio da equipe Doutor Multas, você aumenta suas chances de ganhar o recurso.

Espero ter ajudado, se ainda houver outras dúvidas, não hesite em nos contatar!