Para-Brisa Trincado: Conserto, Troca e Multa Grave

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma consulta gratuita com o Doutor Multas!

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, rodar com o carro com o para-brisa trincado ou danificado é considerado infração grave com possibilidade de retenção do veículo mais multa no valor de R$195,23 e perda de cinco pontos na CNH.

Os imprevistos acontecem e por mais cuidado que tomemos precauções, estamos sujeitos às ações da natureza como uma chuva inesperada com granizo, ou situações como um cascalho que voa do pneu de um caminhão e atinge o para-brisa e até mesmo algum pequeno acidente.

Por este motivo é importante saber o que fazer quando acontece algum dano no seu para-brisa como uma trinca por exemplo, porque dependendo do tipo de rachadura é possível consertar sem precisar trocar a peça inteira.

Especialistas afirmam que é possível consertar o para-brisa se a trinca ou rachadura for menor que 10 cm. Se o tamanho ultrapassar essa medida é possível que o resultado do trabalho não seja satisfatório, por isso, nestes casos o serviço não terá garantia.

Outra observação que os especialistas fazem é que quanto antes o vidro no carro for levado para o conserto melhor será o efeito do conserto, porque com o tempo muitas sujeiras acumulam no espaço criando pela trinca ou rachadura e isso reduz o sucesso do trabalho.

Antes um técnico especializado irá avaliar cada tipo de trinca para ver se o reparo será possível ou não, porque dependendo do tamanho e da localização desta trinca o serviço de reparo não será feito. E nesses casos a recomendação será de trocar a peça inteira.

É extremamente importante procurar por locais confiáveis que prezam pela qualidade e transparência no serviço, que sigam as normas de segurança e que trabalhem com peças originais.

Qual o valor do conserto do para-brisa?

Muitas oficinas que trabalham com conserto de para-brisa automotivo possuem convênio com seguradoras, nesse caso é preciso verificar se está incluído no plano que você contratou.

Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita

Em comparação com a troca da peça toda, o valor do conserto é realmente mais econômico e assim como a troca o reparo também varia o preço conforme o modelo do carro.

O conserto do para-brisa em média poderá sair entre 100 reais e 250 reais e o preço da peça completa poderá ser quatro vezes mais cara que o valor do conserto.

Como é feito o conserto do para-brisa trincado?

O processo todo de conserto dura cerca de 40 minutos a uma hora e meia, primeiramente será feita a retirada a poeira e da umidade utilizando uma máquina de vácuo que faz a aspiração. Após é realizada a aplicação de resina. Essa resina será secada com uso de luz ultravioleta.

Se for feita a troca do vidro por completo geralmente o serviço dura até umas 4 horas.

Saiba que o reparo do para-brisa trincado realizado por oficinas especializadas e idôneas irá obedecer às normas estabelecidas pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) e preservará as características de segurança tanto do vidro quanto do automóvel.

Como evitar trinca no para-brisa?

Algumas ações de cuidado podem prevenir o trincamento dos vidros e para-brisa, mantendo e preservando eles como os demais componentes do veículo. Observando essas ações evitará que você venha a ter gastos com conserto, economizando dinheiro.

Evite que o carro fique exposto ao sol e à chuva e diminua gradativamente a temperatura do ar-condicionado, isso irá prevenir uma trinca por choque térmico.

Nos dias de chuva com granizo, coloque a palma da mão apoiada no centro do vidro, essa pressão provocará maior firmeza do vidro e evitará trincas, o mesmo se aplica para o caso de pedras e cascalhos que podem voar de caminhões.

Troque as palhetas uma vez por ano, pois o ressecamento pela exposição do sol e da chuva podem causar riscos no vidro.

Foi multado? Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma consulta gratuita com o Doutor Multas!

Os vidros do carro formam 30% da resistência estrutural dos veículos, um efeito chamado de “torção” é uma das principais causas de trincamento, ele acontece quando o veículo passa em alta velocidade em lombadas, quando sobe e desce de calçadas altas ou quando as portas são fechadas com muita força.

Quais perigos de andar com o carro com o para-brisa trincado?

Dirigir um carro com o para-brisa trincado pode provocar alguns riscos como o mesmo se soltar, o que pode comprometer a integridade estrutural do veículo. Com o tempo a trinca pode se transformar num estilhaço de buraco maior, pois devido às trepidações o vidro continuará trincando com o tempo.

Conclusão

Esteja atento aos cuidados que você pode tomar para manter a segurança do seu automóvel e de todos os passageiros e si próprio.

As trincas nos vidros, principalmente no para-brisa são muito comuns e todos os riscos mencionados podem acontecer se não houver conserto adequado.

Além de chegar ao ponto de ser necessária a troca completa do vidro o que exige um valor alto de investimento. Sem contar que é uma infração de trânsito grave circular com o vidro trincado, ocorrendo em multa e todos os transtornos relacionados. Por isso observe a conservação do seu veículo em geral.

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma consulta gratuita com o Doutor Multas!