Como Funciona um Carro Adaptado e Dicas Para Dirigir

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.

carro adaptado como funciona dicas dirigir

Encontrar um carro adaptado por um bom preço e nas características desejadas pode ser um desafio para pessoas com deficiência.

O mercado brasileiro de automóveis até oferece algumas opções, mas são infinitamente menores do que aquelas disponibilizadas para a população em geral.

E como esse é um público com necessidades especiais, não é qualquer veículo que atende as suas necessidades.

É por essa razão que, quando os preços de carros adaptados para pessoas com deficiências físicas assustam, pesquisar é a ordem.

Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

Como você vai ver neste artigo, existem diferentes tipos de carro adaptado, com características diversas.

Ao vasculhar o mercado e comparar as opções, você pode encontrar o seu e por um valor que cabe no bolso.

A propósito, pessoas com deficiência (PCD) podem comprar um carro zero quilômetro com isenção de impostos.

São eles:

  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);

  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);

  • IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros);

  • IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

É uma vantagem financeira importante.

No entanto, nem todos os carros adaptados para pessoas com deficiência saem de fábrica prontos para uso.

Apesar de o valor do veículo adaptado ser muito mais atraente, chegando a um desconto de 28% em alguns casos, ainda é preciso arcar com gastos para adequar o volante e os pedais.

Perceba com isso que, mais uma vez, a dica é analisar as opções com calma.

Mas o que são e como funcionam os veículos adaptados para pessoas com deficiências físicas?

Quais são os principais tipos e características dos modelos disponíveis?

Como comprar carros adaptados para cadeirantes?

Que cuidados especiais adotar ao dirigir?

Todas essas dúvidas serão sanadas a partir de agora.

Então, quer saber tudo sobre carro adaptado e o mercado para pessoas com deficiência?

Boa leitura!

 

Tipos de Carros Adaptados

carro adaptado tipos
Entenda um pouco mais sobre a variedade de carros adaptados

Para começar o nosso artigo sobre carro adaptado, nada melhor do que ir na origem do veículo e dos benefícios reservados ao seu público.

De acordo com a Lei n.º 8.989, de 24 de fevereiro de 1995, o portador de deficiência tem direito ao desconto do IPI, IOF, ICMS (para veículos de até R$ 70 mil) e IPVA, além de ser isento do rodízio municipal nas cidades onde a prática existe.

Existem três tipos de carros adaptados para pessoas com algum tipo de deficiência física:

  • Os que possuem câmbio automático de fábrica;

  • Os que já são equipados com embreagem automática de fábrica;

  • Os modelos de carro adaptado conforme a deficiência de cada indivíduo.

Não há dúvidas de que o veículo com câmbio automático é o mais fácil de dirigir e que oferece maior segurança e conforto para pessoas com deficiência.

Conforme o nível da lesão e do grau de comprometimento da força e dos movimentos, o portador de necessidades especiais precisará de outros equipamentos específicos para conseguir dirigir um automóvel.

Vem daí a origem do termo carro adaptado, pois ele recebe adequações personalizadas, conforme a exigência de cada caso.

 

Características

carro adaptado caracteristicas
Separamos as principais características presentes em carros adaptados

Qualquer tipo de carro pode ser adaptado, mas é claro que nem todos os modelos ficam do jeito que o proprietário gostaria – e necessita.

Essas alterações podem variar muito no preço e em tecnologia.

Pessoas com pouca força nas mãos e dedos necessitam de carros automáticos com direção hidráulica, além de comandos elétricos nas travas, vidros, espelhos, faróis e setas.

As adaptações utilizadas neste caso são:

  • Volante: é possível colocar um pomo giratório, uma alça para o encaixe das mãos ou de dois a três pinos para colocar o punho ou os dedos. Essas adaptações permitem que o condutor realize todas as manobras, uma vez que são presas ao volante, girando em torno do próprio eixo.

  • Freio e acelerador: uma alavanca consegue realizar a função de acelerar o carro, quando empurrada para trás e de brecar o veículo quando colocada para frente. Em alguns casos, a alavanca pode ser alongada, para ficar mais próxima ao corpo.

  • Breque de mão: o breque pode ser acionado ao pinçar a alavanca ou apertar o botão. Em casos específicos, é colocada uma espécie de alça para o seu acionamento.

Pessoas com todos os movimentos e força nos braços, como o caso dos paraplégicos, podem dirigir veículos com ou sem câmbio automático e ainda com ou sem direção hidráulica.

Nos veículos com câmbio automático, a única adaptação importante é a alavanca para acelerar e frear.

Algumas pessoas preferem os aceleradores que ficam no volante, o que pode aumentar o custo final do carro.

Já nos automóveis com transmissão mecânica, a embreagem é acionada com um simples toque da mão no câmbio ou pressionamento do freio.

Dessa forma, o carro fica pronto para engatar ou desengatar as marchas.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Outras características de um carro adaptado

Existem ainda outras características nos carros adaptados.

Vamos entender um pouco mais sobre cada uma delas:

  • Abertura da porta do motorista: quanto maior o ângulo de abertura da porta, mais fácil realizar a entrada no carro.

  • Altura do veículo e do banco do motorista: para uma entrada segura e com maior facilidade, o ideal é que a altura do veículo seja próxima à altura da base da cadeira de rodas.

  • Largura das portas: dependendo do tamanho da porta, se for muito estreita, pode impedir a entrada da pessoa com deficiência.

  • Altura do volante: se o volante estiver muito baixo, pode atrapalhar a passagem das pernas e também complicar a instalação do freio e do acelerador.

  • Peso do volante e do freio: uma direção muito pesada torna difícil a dirigibilidade do carro, levando em consideração que, na maioria das vezes, uma mão fica no volante e a outra é utilizada para acelerar e frear.

  • Tamanho do porta malas: item muito importante, pois deve, no mínimo, acomodar a cadeira de rodas e equipamentos utilizados para a locomoção.

  • Elevador: ajuda na entrada no carro e pode ser acoplado ao automóvel.

  • Plataforma: espécie de elevador em que a pessoa sobe com a cadeira de rodas e consegue acionar um controle para subida ou descida. Nesse caso, o condutor não precisa sair da cadeira de rodas, que é encaixada no lugar do banco do motorista.

  • Rampa: facilita a entrada no veículo.

  • Bancos facilitadores de acesso: o banco se desloca para fora do carro, então, a pessoa se transfere para ele e depois o banco volta ao local de origem.

Agora que conhece as características e itens presentes em um carro adaptado, resta saber como isso tudo funciona, não é mesmo?

É sobre isso que iremos falar no próximo tópico.

 

Como Funciona um Carro Adaptado para Pessoa Com Deficiência

carro adaptado como funciona pessoa deficiencia
Entenda se há diferenças entre os modelos tradicionais e os adaptados

Dirigir um carro adaptado parece tarefa simples, e realmente é.

Por outro lado, exige um pouco mais de atenção, principalmente no início, até se acostumar com todas as suas características.

Na maioria dos carros para pessoa com deficiência, o volante possui uma adaptação.

Isso acontece para que ele seja movimentado com uma mão só, enquanto a outra fica livre para acionar o acelerador, freio e até mesmo o ar condicionado.

É preciso muita coordenação, principalmente para os destros, apesar de poder personalizar o carro e trocar os equipamentos para que sejam operados com a mão esquerda.

Para o conhecimento de todos, dirigir com uma mão só, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), seria considerado infração.

Mas não é, desde que a outra mão seja utilizada para acionar acessórios e equipamentos do automóvel.

Então, se você é uma pessoa com deficiência e tem receio da mão pesada da lei, fique tranquilo.

Você não pode ser multado por isso.

E se acabar sendo, por má fé ou desconhecimento do agente de trânsito, deve recorrer e cancelar a multa com tranquilidade.

 

Dicas Para Dirigir Um Carro Adaptado

carro adaptado dicas dirigir
Uma das dicas mais importantes é treinar os reflexos!

Como já destacado, não há segredos para dirigir bem um carro adaptado, com características voltadas ao conforto e segurança da pessoa com deficiência.

A principal diferença do carro adaptado para o comum é o acionamento do acelerador e do freio feitos com a mão.

A alavanca mais popular, conhecida como puxa-empurra, requer suavidade no uso, pois ela é muito sensível.

Sendo assim, é importante que o motorista, principalmente o condutor de primeira viagem, treine os reflexos e aperfeiçoe essa parte cada vez mais.

É essencial para não se confundir ao puxar (acelerar) ou empurrar (frear) a alavanca.

Outra dica é deixar o encosto do banco mais ereto.

Isso facilita o manejo da alavanca e outros movimentos, como ligar a seta ou os faróis.

Conforme você dirige, tudo isso vai se tornando mais fácil e prático no dia a dia.

É algo que tira de letra, certamente.

Muito ajuda se você acertar na compra de um carro adaptado, que é o assunto sobre o qual falaremos no próximo tópico.

 

Como Comprar um Carro Adaptado

Como já destacado, é verdade que a variedade de modelos de veículos adaptados a pessoas com deficiência é menor.

Mas isso não significa que o mercado não seja bem atendido.

Basta observar os números para entender.

Se, por um lado, a venda de carros novos se mostra em declínio, o mercado de carros adaptados não para de crescer.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
De acordo com o presidente da Abridef (Associação Brasileira de Indústria, Comércio e Serviço de tecnologia Assistida), Rodrigo Rosso, em todo o ano de 2016, foram vendidos 139 mil carros adaptados.

Somente no primeiro semestre de 2017, esse número já alcançou 130 mil unidades.

Nota-se, portanto, uma preocupação da indústria com o público PCD.

Quem sabe não é a hora certa de você investir em um novo automóvel?

Para comprar um carro adaptado é preciso um pouco de paciência, pois o processo costuma ser lento e burocrático.

O primeiro passo é tirar uma carteira de habilitação específica.

No documento, devem constar as necessidades do condutor e as adaptações necessárias a realizar no veículo.

Depois, um médico credenciado ao SUS (Sistema Único de Saúde) deverá atestar a deficiência e a incapacidade de dirigir veículos comuns.

Feito isso, o portador de necessidades especiais deve ir até a Receita Federal para pedir a isenção dos impostos, além de tirar uma Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Federais.

Caso o condutor tenha disponibilidade, ele deverá preencher os requerimentos e apresentar o laudo e toda a documentação.

Por outro lado, se possuir uma deficiência mental severa, deficiência visual ou física ou autismo, um representante legal pode realizar esse procedimento.

Com a liberação da isenção do IPI em mãos, emitida pela Receita Federal, você pode ir até uma concessionária escolher o modelo desejado.

A loja, então, entregará uma carta com o modelo definido.

Para conseguir a isenção do ICMS (para carros de até R$ 70 mil), o motorista deve levar a carta da concessionária até a Secretaria da Fazenda.

Quase desistindo? Não desanime!

Depois de todo esse processo, finalmente é chegada a hora de comprar o veículo.

A última etapa é retornar ao Detran, o Departamento Estadual de Trânsito, para que o documento do carro conste como intransferível e tenha a isenção do IPVA.

Se a pessoa morar na cidade de São Paulo, pode ainda ir até a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) para pedir a isenção de multas referentes ao rodízio.

Informações importantes para a compra

Apesar de toda essa burocracia, a boa notícia é que, devido ao crescimento nas vendas de carros adaptados, muitas concessionárias estão oferecendo atendimento diferenciado para os portadores de deficiência.

Vale ressaltar que:

  • O prazo máximo para o comprador adquirir o veículo, após a permissão da autoridade fiscal, é de 270 dias.

  • O comprador deve permanecer com o automóvel por, no mínimo, dois anos;

  • Para conseguir a isenção do IPI, ICMS e também do IOF, o carro deve ter potência máxima de 129 cv.

 

Quem Pode Comprar um Carro Adaptado?

carro adaptado quem pode comprar
Essa é outra questão importante; entenda

Você talvez possa comprar um carro adaptado e não sabia.

Aliás, isso é comum entre muitos brasileiros, que acabam não dando a devida atenção às leis.

No Brasil, veja quais são as patologias que garantem ao seu portador o benefício de aquisição de um veículo adaptado:

  • Ausência ou má formação de membro: nanismo, mastectomia, quadrantectomia (retirada de parte da mama), amputação e encurtamento de membros (e familiares);

  • Problemas de coluna (graves ou crônicos): escoliose acentuada, espondilite anquilosante e hérnia de disco (e familiares);

  • Doença que afete braços e ombros: túnel do carpo, bursites, tendinite e manguito do rotador (e familiares);

  • Doença neurológica ou degenerativa: mal de Parkinson, Síndrome de Down, AVC (Acidente Vascular Cerebral), paralisia cerebral, AVE (Acidente vascular Encefálico), esclerose múltipla, usuário de talidomida e ostomia (e familiares);

  • Portadores de patologias: diabetes, hepatite C, HIV+, renais crônicos (com fístula), hemofílicos, cânceres, cardiopatia e linfomas (e familiares);

  • Paralisias: triplegia, triparesia, monoplegia, monoparesia, paraplegia, tetraplegia, tetraparesia, hemiplegia (e familiares);

  • Nervos e ossos: artrite reumatóide, artrose, artrodese, lesões por esforços repetitivos, próteses internas e externas (quadril, joelho, coluna, entre outras) e poliomielite (e familiares);

  • Visual: acuidade visual menor que 20/200 (índice de Snellen) no melhor olho, campo visual menor que 20º ou ambos (e familiares).

De acordo com a deficiência diagnosticada, o médico que emite o laudo poderá impor algumas restrições.

Veja exemplos:

  • Uso de lentes corretivas (A);

  • Uso de prótese auditiva (B);

  • Uso de acelerador à esquerda (C);

  • Uso de carro com transmissão automática (D);

  • Uso de empunhadura/manopla/pômo no volante (E);

  • Uso de veículo com direção hidráulica (F);

  • Uso de embreagem manual ou com automação de embreagem ou com transmissão automática (G);

  • Uso de acelerador e freio manual (H);

  • Uso de adaptação dos comandos de painel ao volante (I);

  • Uso de adaptação dos comandos de painel para os membros inferiores e/ou outras partes do corpo (J);

  • Uso de veículo com prolongamento da alavanca de câmbio e/ou almofadas fixas de compensação de altura e/ou profundidade (K);

  • Uso de veículos com prolongadores de pedais e elevação do assoalho e/ou almofadas fixas de compensação de altura ou profundidade (L);

  • Vedado dirigir em rodovias e via de trânsito rápido (T);

  • Vedado dirigir após o pôr do sol (U);

  • Aposentado por invalidez (W);

  • Outras restrições (X);

  • Deficiente auditivo (Y);

  • Visão monocular (Z).

Caso a pessoa não seja capaz de dirigir um veículo ou seja menor de idade, a compra pode ser feita em nome de um responsável e ele ainda pode indicar até três pessoas para guiar o carro.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Média de Preços

carro adaptado media precos
Confira a tabela com os valores com e sem desconto

Os valores dos carros adaptados variam muito de acordo com cada montadora e também com a motorização.

Na tabela abaixo, você pode conferir o valor original de alguns veículos – de acordo com a tabela Fipe – e o preço para pessoas de deficiência.

Confira!

Modelo Valor sem desconto Valor com desconto
Chevrolet Onix LTZ 1.4 AT R$ 60.950 R$ 42.853
Hyundai Creta 1.6 Attitude R$ 69.000 R$ 53.893
Toyota Etios Sedã XLS 1.5 AT R$ 64.190 R$ 50.076
Peugeot 2008 1.6 Allure AT R$ 69.990 R$ 49.990
Jeep renegade 1.8 Flex AT R$ 69.990 R$ 54.655
Toyota Corolla 1.8 GLi R$ 69.990 R$ 54.654
Honda HR-V EX 1.8 CVT R$ 94.200 R$ 84.172
Toyota Corolla XEi 2.0 CVT R$ 96.990 R$ 87.301
Audi A3 Sedã 1.4 TSI Ambition R$ 148.190 R$ 118.872

Esses valores com desconto se referem ao carro ainda sem adaptação.

O dono do veículo deve ter em mente que será preciso gastar posteriormente à compra para realizar alterações.

É importante lembrar ainda que carros acima de R$ 70 mil não possuem isenção de ICMS, apenas de IPI.

Levando esses aspectos em conta, dá para fazer uma boa compra.

Mas não custa repetir: pesquisar é preciso.

 

Cuidados Com Carro Adaptado

Os cuidados com carro adaptado começam a partir da sua escolha.

De nada adianta ter um veículo com grande acessibilidade interna se ele não possui um design adequado para as suas necessidades.

O ideal é avaliar o interior do automóvel, mas também levar em conta a abertura de portas e do porta-malas, principalmente para as pessoas com deficiência que usam cadeira de rodas.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
Alguns recursos também são importantes para facilitar seu dia a dia.

Entre eles, piloto automático, direção elétrica e estacionamento automático.

Dependendo da patologia do condutor, esses itens podem ser indispensáveis.

Outro ponto que merece destaque, ao comprar um carro adaptado, é o seguro.

Muitas seguradoras aplicam um desconto sobre o prêmio.

Elas assim o fazem devido ao valor dos impostos que o segurado deixou de pagar quando adquiriu o automóvel.

 

Conclusão

carro adaptado conclusao
Redobre sua atenção e siga nossas dicas ao comprar um veículo adaptado

Comprar um carro adaptado pode ser uma ótima oportunidade para quem se enquadra nesse perfil.

É possível economizar até 28% no preço do veículo.

Porém, é preciso ter paciência para fazer a escolha certa e também para realizar todos os trâmites necessários para confirmar a aquisição.

A procura por carros adaptados cresce cada dia mais, mas a burocracia não diminui.

Como vimos neste artigo, é exigido da pessoa com deficiência (ou seu representante legal) uma verdadeira peregrinação por órgãos diferentes.

Entre autorizações daqui e dali, não esqueça de ter atenção redobrada na hora da compra.

É de extrema importância que o modelo escolhido atenda às necessidades.

Isso não significa apenas adaptações internas, mas também o design do veículo deve favorecer a entrada da pessoa para o carro, principalmente para quem usa cadeira de rodas.

A grande diferença do carro adaptado está na forma como o condutor acelera e freia o carro.

Isso acontece através de uma alavanca, além da utilização de alças ou pomos conectados ao volante para facilitar a realização das manobras.

Tudo isso gera um desconforto inicial, já que é uma modo de dirigir até então desconhecido.

Por outro lado, com a prática, tudo se torna fácil.

Aproveite as dicas que conferiu neste artigo para fazer um bom negócio e ter em casa um automóvel que realmente faça a diferença na sua vida.

Vale a pena ter um carro adaptado, por mais cansativo que seja o processo.

Ficou com alguma dúvida?

Deixe seu comentário abaixo ou fale com nossa equipe de consultores especialistas na área administrativa de direito de trânsito.

Doutor Multas está ao seu dispor.

A empresa trabalha duro e os membros da equipe estão aqui para você a qualquer momento.

Respondemos a todos os e-mails, chamadas e solicitações.

São mais de 40 pessoas a seu alcance e chamada.

Faça contato conosco. Será um prazer atendê-lo.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
 

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.