Manual Completo da Suspensão do Carro: Componentes, Quando, Como Trocar

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.

suspensao do carro componentes quando com trocar

Você sabe quais são os componentes da suspensão do carro?

Sabe para que ela serve e quais os cuidados que devem ser tomados com ela?

Costuma-se dizer que o brasileiro é “apaixonado por carro”, mas se considerarmos a falta de conhecimento que muitos proprietários têm sobre seus veículos, podemos concluir o contrário.

É claro que, para ter um automóvel, não é preciso ser um especialista em mecânica.

Conhecer em detalhes o seu funcionamento é tarefa de um profissional da área.

Mas saber o básico é importante para qualquer um, para que seja dedicado ao carro o cuidado que ele merece e precisa.

Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

Os veículos automotores são máquinas complexas que, com o passar dos anos, vão se deteriorando.

Para que eles continuem transportando motoristas e passageiros com segurança, é preciso fazer revisões constantemente, para checar se todos os seus sistemas ainda estão funcionando bem.

A suspensão do carro está entre esses sistemas que devem ser revisados.

Trata-se de uma das partes mais importantes de um automóvel.

Um dano na suspensão pode custar muito caro ao proprietário, às vezes até representar um caso de perda total.

Em vez de deixar isso acontecer, previna-se.

O primeiro passo é buscar informações.

Entender como funciona a suspensão do carro e quais são os possíveis problemas.

É justamente isso que vamos apresentar aqui.

Boa leitura!

 

O Que é Suspensão de Carro?

A suspensão do carro é o conjunto de peças que servem para sustentar o automóvel.

Em um veículo, o chassi é a estrutura que serve de base para o motor e para que todos os sistemas se conectem. A carroceria é a estrutura que envolve o carro, encaixada sobre o chassi.

Essas duas partes ficam suspensas no ar, pois o contato com o solo é feito nas bandas de rodagem dos pneus, acoplados às rodas.

Falta alguma coisa para conectar as rodas ao chassi, não é?

Esse papel é cumprido pela suspensão do carro.

O sistema de suspensão é composto principalmente pelos amortecedores e molas, mas também por outros componentes, como braços, barra estabilizadora, pivôs, bandejas, buchas e bielas.

Mais adiante, detalharemos melhor o que são e para que servem os principais componentes da suspensão do carro.

Você pode estar estranhando o fato de o sistema ter tantos itens se ele serve apenas para suspender o chassi, motor e carroceria.

Na realidade, a importância da suspensão vai muito além disso.

Ela precisa dessa complexidade para garantir que andar de carro não seja o mesmo que se locomover em uma carroça mais rápida.

A suspensão torna um simples passeio ou uma longa viagem de carro agradável ao ponto de o passageiro quase não perceber que está se locomovendo em alta velocidade.

No tópico seguinte você entenderá.

 

Para Que Serve a Suspensão do Seu Carro

suspensao do carro pra que serve
Você já passou em um buraco bem grande e o carro amorteceu o impacto?

Além de ligar as rodas ao chassi do carro e, por conta disso, garantir a sua sustentação, o sistema de suspensão proporciona estabilidade, conforto e controle.

A suspensão do carro também absorve a energia gerada em cada irregularidade no terreno, para que o motorista ou passageiro não sinta os trancos e solavancos.

Ao passar em um buraco, por exemplo.

A não ser que ele seja enorme, quem está dentro do carro sente pouco, quase nada.

E não é por conta dos bancos confortáveis, e sim graças ao sistema de suspensão, que amortece o impacto.

Ao mesmo tempo que assegura uma experiência mais confortável ao usuário, a suspensão precisa garantir que a aderência do veículo à pista seja a maior possível.

O sistema precisa, portanto, aliviar as vibrações da roda aos ocupantes e garantir a estabilidade do automóvel em curvas, freadas e irregularidades do terreno.

Para que tudo isso seja possível, as fabricantes gastam milhões em pesquisa.

O desenvolvimento é conduzido por engenheiros de automóveis, que têm de estar muito afiados no estudo da dinâmica veicular.

A matéria engloba princípios como o isolamento do solo, que absorve a energia dos obstáculos da pista; a adesão ao solo, que trata-se minimizar a transferência de peso de um lado para o outro para dar maior estabilidade; e capacidade de curva, que transfere o peso do carro para o lado mais alto do carro em uma curva.

 

Tipos de Suspensão de Carros

suspensao do carro tipos
A tecnologia dos sistemas dos veículos foi se aperfeiçoando com o tempo

Hoje, existem vários tipos de suspensão do carro.

Eles se dividem em dois grupos.

Um deles é o da suspensão dependente, ou suspensão com eixo rígido.

Essa categoria contempla as suspensões em que as rodas da direita e da esquerda estão ligadas diretamente por um único eixo.

Dessa forma, quando uma se movimenta, isso afeta diretamente o movimento da outra. É um sistema muito robusto e barato de produzir.

Ainda é usado em caminhões e no eixo traseiro de automóveis mais acessíveis de alguns fabricantes.

Afinal como um veículo possui dois eixos com duas rodas, cada um pode ter um tipo de suspensão diferente.

A grande desvantagem da suspensão com eixo rígido é que ela não oferece a mesma estabilidade e conforto do outro tipo.

Essa outra categoria é a suspensão independente.

Os automóveis modernos sempre utilizam esse tipo de suspensão no eixo dianteiro.

Ela permite que as rodas da esquerda e da direita se movam individualmente.

O resultado é uma eficácia muito maior ao passar em pisos irregulares.

Existem vários tipos de suspensão independente, sendo que os principais – e suas respectivas características – são os seguintes:

MacPherson

É a mais simples.

Criada pelo americano Earle Steele McPherson na década de 1940, é formada por um braço transversal, mola helicoidal, amortecedor e barra estabilizadora.

Como ela distribui bem os esforços, permite que sejam empregadas estruturas mais leves.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Duplo A

É um tipo de suspensão do carro em que há dois braços triangulares, um acima do outro, atrelados ao chassi com buchas silenciosas.

Essa solução permite o movimento vertical dos braços aos quais a roda é atrelada.

É mais complexa e, por isso, mais pesada que a suspensão MacPherson.

Multilink

Outro tipo de suspensão independente é a Multilink, que de certa forma é uma evolução do sistema duplo A.

A peça que sustenta a roda é ligada à estrutura do carro por vários braços.

Assim, o engenheiro que projeta o veículo tem maiores possibilidades para determinar a geometria da suspensão.

Geralmente, é mais cara.

 

Componentes Do Sistema de Suspensão Automotiva

suspensao do carro componentes sistema
Entenda um pouco mais sobre as partes quem compõem uma suspensão automotiva

Como já falamos anteriormente, o sistema de suspensão do carro é formado por vários componentes.

Cada um tem uma função específica, sempre com o objetivo final de entregar estabilidade e conforto.

A seguir, conheça os principais itens que compõem a suspensão do carro e para serve que cada uma dessas partes.

Amortecedores

Os amortecedores servem para controlar o efeito da mola, de modo que o veículo permaneça estável e não quicando à menor irregularidade da pista.

Um possível defeito em um amortecedor pode resultar em um desgaste prematuro das demais peças da suspensão.

Molas

Atuam em conjunto com os amortecedores para reduzir o impacto dos obstáculos que o veículo enfrenta na pista.

Existem molas do tipo feixe e helicoidais. Todas têm como característica serem bastante flexíveis.

Braço Oscilante

Também conhecido como bandeja de suspensão, o braço oscilante é fundamental pois une a coluna da suspensão do carro ao chassi.

Pivô de Suspensão

Em conjunto com as buchas, o pivô serve para fixar a coluna de suspensão ao chassi.

Sua característica é auxiliar o movimento de sobe e desce na coluna de suspensão, além de permitir que ela gire em seu próprio eixo.

Batente

Também conhecido como coxim, essa peça é encaixada na haste do amortecedor. Ela serve para ligar o conjunto de amortecedor e molas à carroceria do veículo.

Barra Estabilizadora

Por fim, temos também a barra estabilizadora, componente que liga as colunas de suspensão.

Ela é presa também na carroceria, e tem a função de aumentar a estabilidade em altas velocidades.

 

Quando Trocar a Suspensão do Carro

suspensao do carro quando trocar
A troca de peças da suspensão é algo estritamente necessário de tempos em tempos; entenda

Quando alguém fala em trocar a suspensão do carro, na realidade costuma se referir não ao sistema inteiro, mas a algumas peças.

E as principais são os amortecedores.

Com o tempo, eles vão se desgastando e deixam de funcionar bem.

Trafegar com amortecedores desgastados representa um grande risco, pois é aumentada a distância de frenagem.

A estabilidade do veículo, claro, também é comprometida, pois diminuirá o atrito do veículo com o piso.

O resultado pode ser a capotagem em uma curva acentuada ou manobra brusca.

Para se prevenir contra esse problema, devem ser feitas revisões periódicas na suspensão do carro, para avaliar a situação dos amortecedores e de outros componentes, como os pivôs e buchas.

Costuma-se falar em uma média de 40 mil quilômetros rodados para cada revisão nesses itens.

Mas não se trata de nenhuma regra, já que o desgaste dos amortecedores depende muito do uso que se faz do veículo.

Quem não toma cuidado ao passar por lombadas (quebra-molas), por exemplo, está forçando demais a suspensão, e a tendência é que os danos apareçam mais cedo.

O mesmo acontece em veículos que costumam andar por terrenos acidentados ou irregulares.

Ou também os que trafegam constantemente com excesso de carga.

Quanto à troca dos componentes, vai depender da avaliação que o mecânico fizer do seu estado.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
É o que acabamos de falar: se a suspensão é pouco exigida, pois o carro só anda em asfalto em boas condições, demorará muito mais para que os amortecedores tenham de ser substituídos.

Você também pode ter uma referência no manual do proprietário.

Veja se, nele, consta a recomendação de periodicidade da troca do amortecedor.

Outra maneira de identificar o desgaste no componente é aguçar os sentidos.

Fique atento a ruídos estranhos e a oscilações anormais.

Normalmente, o carro que está com defeito no amortecedor costuma balançar bastante.

Uma última dica nesse assunto: caso você leve o automóvel para um mecânico e ele recomende a troca do amortecedor apenas por conta da quilometragem, talvez seja uma boa ideia levá-lo a outra oficina.

Isso porque esse é um item cuja troca deve ser preditiva, um meio termo entre a manutenção preventiva e corretiva.

O que isso quer dizer é que o item não precisa ser substituído sem nenhum sinal de desgaste.

Mas também não deve ser trocado quando quebra.

A substituição deve ser feita depois que a peça apresentou sinais de que sua eficiência já não é mais a mesma.

 

Como Fazer Isso

suspensao do carro como fazer isso troca
A recomendação é buscar um serviço de um especialista

Em primeiro lugar, tenha em mente que o recomendável é trocar os pares de amortecedores de cada eixo, e não apenas em um lado.

Mesmo que o nível de desgaste não seja o mesmo nos dois.

Caso contrário, haverá um desequilíbrio entre os dois lados do eixo.

Comprou um kit de amortecedores e está pensando em trocá-los por conta própria?

Pense bem no que está prestes a fazer. Será necessário remover a roda, linha de freio, parafusos e pinos para, enfim, retirar o amortecedor gasto.

O passo seguinte é instalar o amortecedor novo e colocar tudo isso no lugar novamente.

Será que você tem o conhecimento e habilidade para fazer esse serviço?

E as ferramentas – sem uma chave pneumática, por exemplo, fica bem mais difícil.

Um pequeno erro em qualquer uma das etapas pode causar uma dor de cabeça enorme.

O legítimo barato que sai caro.

Por isso, recomendamos deixar o trabalho para quem entende: um mecânico de confiança.

 

Preços Médios da Suspensão do Carro

suspensao do carro precos medios
Pesquise bem os preços de suspensões; confira abaixo uma média

Se você optar por deixar seu veículo aos cuidados de uma oficina mecânica, que é o mais recomendável, terá duas despesas: com as peças e com a mão de obra do mecânico.

O custo final dependerá, além do valor que a oficina cobrará pela mão de obra, das peças utilizadas.

Um carro importado ou de luxo, por exemplo, terá peças mais caras, então, o proprietário gastará mais para trocar os amortecedores.

E há diferença de preço entre marcas compatíveis no mesmo veículo.

Geralmente, o custo total para trocar os amortecedores fica entre R$ 250 e R$ 600.

Quem optar por trocar outras peças do sistema de suspensão do carro pagará mais.

A substituição de molas, buchas e batentes, além dos já referidos amortecedores, poderá custar de R$ 800 a R$ 1,2 mil.

Se o seu carro já rodou bastante e está ficando “velhinho”, essa manutenção completa pode valer a pena, pois aumentará a vida útil do automóvel.

Muita gente, afinal de contas, não tem condições de trocar de carro com frequência.

Ou simplesmente gostam do seu veículo e, por isso, preferem investir nele do que comprar um novo.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis

Existe Conserto Para a Suspensão do Carro?

suspensao do carro existe conserto
Tudo depende do nível do dano

Pode acontecer de uma revisão feita tardiamente revelar um dano na suspensão muito maior do que o simples desgaste nos amortecedores.

Nessas situações, será que há o que fazer?

A resposta dependerá muito do nível do estrago.

Uma batida forte, por exemplo, pode entortar o eixo do carro.

Se isso acontece no eixo traseiro, em veículos nos quais ele é fixo, trata-se de um grande problema que pode até resultar em perda total.

Não apenas porque o conserto seria caro, mas também porque o carro nunca mais seria o mesmo.

Ele teria a estabilidade comprometida.

Casos mais brandos, porém, como um amortecedor ou mola quebrados, sempre têm solução.

É importante, se você sentiu que esse tipo de dano aconteceu – ao passar por um buraco, por exemplo –, não insistir em conduzir o automóvel nessas condições.

Leve-o direto para uma oficina para que o problema não resulte em danos mais severos no sistema de suspensão.

 

Dicas Para Fazer uma Boa Manutenção da Suspensão Automotiva

suspensao do carro dicas boa manutencao
Manter uma boa manutenção do seu veículo é muito importante para evitar prejuízos

Nunca é demais repetir que toda manutenção no seu carro, seja na suspensão ou em qualquer outro sistema, deve ficar nas mãos de profissionais de confiança.

Se você nunca precisou dos serviços de um mecânico, a melhor maneira de encontrar um de qualidade é pedindo indicações e referências.

Lembre-se de que, se ele recomendar a troca dos amortecedores apenas baseando-se na quilometragem e não em sinais de desgaste, é de se desconfiar da sua honestidade.

Caso o mecânico dê a opção de usar peças recondicionadas, por serem mais baratas, jamais aceite.

É mais um exemplo do barato que sai caro. Elas duram menos e poderão expor você a sérios riscos.

Por fim, tenha em mente que a prevenção é sempre a melhor alternativa.

Então, adore um estilo de direção que preserve o seu carro das irregularidades das vias.

Fique sempre muito atento aos buracos da pista.

Se não for possível desviar, passe por eles em baixa velocidade.

Para passar por um buraco, deve-se pisar no freio antes, e não enquanto estiver nele.

Se você deseja saber como funciona para receber indenização por prejuízos causados por um buraco na rua, confira as dicas do vídeo abaixo:

O mesmo vale para transpor uma lombada.

Se o obstáculo for uma valeta comprida, passe de lado, com uma roda de cada vez.

Por fim, só carregue peso extra no veículo quando for necessário.

Esse é outro fator que diminui a vida útil das peças da suspensão.

 

Outras Manutenções Importantes

Os amortecedores e outros itens da suspensão do carro estão longe de ser os únicos itens do carro que precisam ser checados de vez em quando.

Vale a pena fazer uma revisão geral a cada seis meses para garantir que tudo está nos conformes.

Nela, o mecânico poderá conferir o seguinte:

Se você pretende encarar uma viagem de carro, a manutenção preventiva é ainda mais importante.

Já pensou ter um problema no carro no meio do caminho?

Isso seria um desastre para as suas férias.

 

Não Fique Empenhado

Com o veículo revisado, a chance do seu veículo estragar diminuem.

Mas claro que ainda existem.

Se isso acontecer, você deve parar no acostamento e, antes de qualquer coisa, sinalizar com o triângulo.

Ele deve ser fixado a uma distância mínima de 30 metros do veículo, para os demais motoristas enxerguem com a antecedência necessária.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
Deixar que o reparo seja feito em uma rodovia é uma infração segundo o artigo 179 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB):

“Art. 179. Fazer ou deixar que se faça reparo em veículo na via pública, salvo nos casos de impedimento absoluto de sua remoção e em que o veículo esteja devidamente sinalizado:

I – em pista de rolamento de rodovias e vias de trânsito rápido:

Infração – grave;

Penalidade – multa;

Medida administrativa – remoção do veículo;

II – nas demais vias:

Infração – leve;

Penalidade – multa.”

Note que, além da multa de R$ 195,23 (valor da multa grave segundo o artigo 258 do CTB), o veículo é removido pela autoridade de trânsito a depósito.

 

Conclusão

suspensao do carro conclusao
Tudo certo com a suspensão do seu veículo?

Embora tenhamos reunido uma grande quantidade de informações nesse texto, é claro que ele não tornará você um expert em suspensão do carro.

Apenas a prática constante torna alguém um verdadeiro especialista no assunto.

Mas não é necessário ser nenhum mecânico para aprender a dirigir com cuidado e, assim, proporcionar aos componentes do sistema uma vida útil mais longa.

Ao andar com frequência acima da velocidade máxima permitida, por exemplo, a tendência é que seja exigido muito mais da suspensão, pois o carro passará direto pelas irregularidades da pista, de maneira nada suave.

E sabemos que, infelizmente, as condições das rodovias brasileiras não costumam ser boas.

Na cidade, acontece a mesma coisa.

É comum que os buracos completem aniversários sem que o poder público demonstre a preocupação de tapá-los.

Então, fique sempre muito atento, procure respeitar o limite de velocidade e passe devagar pelos buracos, isso se não for possível desviar.

Além de conservar a suspensão do carro, você estará contribuindo para um trânsito mais seguro.

Para você e para os demais motoristas, passageiros e pedestres.

E também evitará receber multas por excesso de velocidade ou por não dirigir com a devida atenção ou cuidado.

Mas se você for multado e achar que a autuação foi injusta, podemos lhe ajudar. Entre em contato conosco e saiba como recorrer.

Ainda tem dúvida sobre o sistema de suspensão do carro ou assunto relacionado?

Utilize a caixa de comentários abaixo. Ficaremos felizes em poder ajudar.

Recorra sua multa de trânsito

Baixe o PDF grátis
 

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.