Carro Híbrido: Conheça Tudo Sobre a Categoria e Por que Ele é o Veículo Campeão em Economia

Última atualização em

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH e economizar:  Clique AQUI para receber uma consulta gratuita do seu caso com o Doutor Multas.

Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

Você já ouviu falar de carros híbridos? Se sim, sabe o que é esse tipo de veículo? Apesar de pensarmos que pode ser um carro diferenciado, uma espécie de cruza com dois tipos de veículos que dá origem a algo totalmente diferente, como um carro anfíbio, por exemplo, a caracterização “híbrido” refere-se à forma de alimentação do motor dos veículos.

Carros híbridos possibilitam utilizar dois tipos de fontes de energia para o funcionamento do motor, que podem ser de origens diferentes, como na maioria dos carros híbridos disponíveis no mercado automobilístico presentes em todos os países.

Carros híbridos podem ser pouco conhecidos pelo número pequeno de veículos dessa categoria.

No entanto, por uma série de fatores, as montadoras estão cada vez mais engajadas em projetos para lançarem tantos modelos híbridos quanto aqueles que já possuem a combustão.

Conheça, neste artigo, algumas características dos carros híbridos e quais as vantagens e desvantagens da categoria em relação aos carros a combustível.

De forma mais específica, fique sabendo por que o carro híbrido pode ser mais vantajoso até mesmo do que os veículos elétricos, categoria que também vem crescendo no setor automotivo.

Por último, apresentarei, a você, o modo como se dá o funcionamento conjunto dos motores do carro híbrido e o quanto é possível economizar em combustível ao utilizar um veículo da categoria em comparação a um veículo a combustão.

 

As Vantagens do Carro Híbrido

O carro híbrido, além de grande economia de combustível, diminui também os níveis de emissão de poluentes.

Como já expliquei a você, o carro híbrido é um veículo que pode ser abastecido por meio de duas fontes de energia para o funcionamento do motor. Isso não significa, no entanto, que você terá de gastar com duas fontes de combustível ao invés de uma, como acontece para os carros a combustão.

Ao apresentar dois motores, o carro propicia economia de gasolina, por exemplo, pois toda a força da qual o veículo depende para se locomover não vem apenas do motor a combustão.

Você pode estar se questionando, no entanto, sobre a necessidade de, além de abastecer com combustível, ter de carregar o veículo em fontes de energia elétrica e também ter gastos extras com essa questão.

Contudo, no caso dos carros híbridos, as baterias elétricas são recarregadas pela energia cinética gerada pela queima do combustível, não sendo necessária a recarga em algum posto de abastecimento elétrico, além do abastecimento com combustível.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

O carro híbrido pode ser visto, dessa forma, como um veículo sinônimo de economia. Além de não necessitar de recarga elétrica, ainda gera grande economia de combustível.

Uma viagem com o carro híbrido em rodovia, onde há maior estabilidade de velocidade, pode ser feita apenas com o motor elétrico, por exemplo. Nesse tipo de viagem, o motorista pode acionar o motor a combustão apenas em trechos nos quais o carro precise de maior potência.

Outra vantagem do carro híbrido está relacionada à poluição causada pelos veículos. Carros que possuem motores somente a combustão geram índices muito maiores de poluentes quando comparados a veículos que possuem também motores elétricos.

Ao utilizar o motor elétrico e a combustão de forma revezada e conforme a necessidade, o volume de gases poluentes emitidos por um veículo diminui significativamente em relação a um veículo movido somente a gasolina, por exemplo.

 

Por que o Carro Híbrido é Ainda Melhor do que o Carro Elétrico?

 

Os carros elétricos representam outra novidade que vem surgindo no mercado automobilístico nos últimos anos. Alguns países contam com essa tecnologia, juntamente com os carros híbridos, para substituir os veículos a combustão, que deverão ser extintos em alguns anos.

Algumas montadoras, como a Tesla, vêm se especializando na produção de carros elétricos, lançando modelos diversos no mercado automobilístico mundial.

Para que haja a circulação de veículos elétricos em um país, no entanto, é preciso que haja também adaptação para garantir o seu abastecimento. Assim, se torna necessária a criação de tantos postos de recarga de energia para as baterias desses veículos quanto há para o abastecimento de veículos a combustão.

Para que isso aconteça, ainda levará certo tempo, principalmente em países como o Brasil, em que não há a fabricação de veículos elétricos e todos os modelos de carros da categoria que estão em circulação são importados.

Nesse ponto, é possível avistar a vantagem do carro híbrido. Apesar de ainda consumir combustíveis fósseis, o carro híbrido é capaz de abastecer as baterias elétricas por meio da queima desses combustíveis.

Dessa forma, ele não conta com postos de abastecimento de baterias para estar em funcionamento.

Você deve saber também que a maioria dos veículos elétricos projetados até então e que possuem preços mais acessíveis não é capaz de percorrer longas distâncias com uma carga completa de suas baterias.

Assim, ou o veículo elétrico poderia ser utilizado somente em viagens mais curtas ou haveria a necessidade de serem implantados diversos postos de recarga de baterias ao longo das rodovias.

E, conforme já dito, o uso do motor a combustão é reduzido significativamente no momento em que há outro motor, movido a eletricidade e não-poluente.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Com o surgimento de diversos modelos de carros elétricos e com a exigência da extinção, em alguns países, dos motores a combustão, certamente deverá acontecer uma grande adaptação no sistema de abastecimento de veículos para que esses carros possam circular normalmente.

No entanto, para países como o Brasil, em que o uso de combustíveis fósseis ainda é permitido para o abastecimento de veículos e no qual uma adaptação para atender veículos de motor elétrico seria mais custosa, investir em um veículo híbrido é uma escolha vantajosa.

 

Quanto Posso Economizar em Combustível Tendo um Carro Híbrido?

A economia de combustível gerada pelos automóveis híbridos representa menos da metade do consumo de um carro a combustão.

 

Um dos principais pontos positivos dos carros híbridos, ressaltado nos tópicos anteriores, é a economia de combustível. Tendo em vista que um dos objetivos dos veículos híbridos é diminuir os índices de poluição gerados por carros, a diminuição na quantidade de combustível por quilômetro rodado realmente deve acontecer.

Assim, podemos tomar como exemplo o Prius, indicado como o carro mais econômico do Brasil.

Para exemplificar a economia de combustível dos veículos híbridos, podemos comparar o seu consumo ao de um outro veículo a combustão bastante vendido no Brasil.

O HB20 1.6, da Hyundai, carro que está entre os mais vendidos no Brasil em 2017, percorre cerca de 8 quilômetros por litro de combustível em trajeto urbano. Em estrada, o trajeto percorrido por litro foi de 11,3 quilômetros.

O funcionamento dos motores do carro híbrido é diferente do funcionamento de um motor a combustão sozinho. Por isso, o consumo de um automóvel híbrido em trajeto urbano é maior do que em rodovias, ao contrário dos veículos a combustão.

Como já descrevi, o motor a combustão é responsável por auxiliar o motor elétrico em trajetos em que há a necessidade de maior tração, o que acontece geralmente em rodovias.

Assim, em área urbana, o carro é capaz de circular somente com o motor elétrico na maioria do trajeto e, por isso, há a economia de combustível.

Então, ao fazer o comparativo de consumo entre um veículo híbrido e um veículo a combustão, pode ser que a diferença de consumo em trajeto rodoviário não seja tão diferente.

Contudo, nos centros urbanos, a diferença certamente é bastante visível, visto que um veículo a combustão tem maior consumo para esse tipo de trajeto e o carro híbrido acaba gastando pequena quantidade de combustível ao circular em áreas urbanas.

Conhecendo o consumo do veículo a combustão tomado a exemplo, o HB20, observe, agora, o consumo do Prius em rodovias e centros urbanos.

Na cidade, o Prius gasta um litro de combustível a cada 23,3 quilômetros rodados, de acordo com a Quatro Rodas. Em rodovias, o consumo é de 18,2 quilômetros por litro.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Comparando os consumos dos dois veículos em área urbana, tem-se um aumento de 15 quilômetros rodados a cada litro de combustível consumido.

Para que você entenda melhor, vou apresentar uma média, em dinheiro, gasta mensalmente em combustível por um veículo a combustão, usando como exemplo um veículo que circula, de segunda a sexta, 20 quilômetros por dia em área urbana.

Um veículo híbrido, como o Prius ou outro modelo que tenha consumo semelhante ao carro, não chegará a gastar um litro de combustível por dia. Sendo mais exato, seu consumo será de cerca de 850ml de combustível por dia.

Em uma semana, o veículo terá gasto 4,25 litros e, em um mês, 17 litros. Tomando por base o valor atual em reais do litro da gasolina comum, cerca de R$4,20, o valor gasto em combustível pelo Prius, ao fim do mês, será de, mais ou menos, R$ 70,00.

Fazendo o cálculo, agora, para o HB20, o consumo diário, percorrendo 20 quilômetros, é de 2,5 litros de gasolina. O consumo semanal do HB20 será de 12,5 litros e, mensal, de 50 litros.

O valor consumido em combustível mensalmente pelo HB20 será, portanto, de R$210,00.

Assim, comparando o consumo das duas categorias de automóveis, você pode ver uma economia mensal de R$140,00, ou seja, o modelo híbrido, que serviu de base para o cálculo, gera um terço dos gastos que o veículo a combustão geraria.

Como você pode observar, a economia gerada por um carro híbrido é bastante notável. Essa categoria, portanto, cumpre muito bem com o propósito de redução de consumo de combustível, o que é positivo tanto para a questão financeira quanto para o meio ambiente.

 

Pontos Negativos do Carro Híbrido

Por mais vantagens que uma categoria de veículos venha a apresentar, sempre haverá pontos negativos, os quais você deverá observar antes de adquirir um veículo.

Um dos primeiros, do qual você já deve suspeitar, é o valor. Veículos a combustão sempre serão mais baratos do que veículos elétricos ou híbridos.

Além de ser uma tecnologia recente, os carros híbridos não possuem fabricação nacional, por exemplo. Por isso, para o condutor brasileiro, um carro que é movido tanto a combustível quanto a energia elétrica pode ter um valor muito superior aos dos carros populares.

O carro híbrido de valor mais acessível disponível no mercado atualmente é o Toyota Prius. Mesmo sendo o mais barato, seu valor de compra circula entre R$100.000,00, que é três vezes o valor de diversos carros populares disponíveis no mercado automobilístico brasileiro.

Um aspecto curioso do carro híbrido mais barato é que ele foi o primeiro da categoria a ser lançado, em 1997. Seu lançamento ocorreu no Japão e o veículo atingiu o pódio de carro híbrido mais vendido até então.

Observando o valor do Prius, você pode ver que, para que possa haver economia posterior no combustível, primeiramente é necessário investir em um veículo de alto valor.

 

Carros Híbridos Disponíveis no Mercado Automobilístico

Se você fizer uma breve pesquisa, verá que há diversos modelos de carros híbridos disponíveis no mercado automobilístico mundial. Inúmeras montadoras, como a Mercedes, a Toyota, a Honda, a Hyundai e a Ford, disponibilizam modelos que podem ser abastecidos por combustíveis fósseis e por energia elétrica.

Os preços, como você já deve imaginar, variam muito, dada a quantidade de opções. Alguns deles alcançam meio milhão de reais, encaixando-se na categoria de carros de luxo.

Como exemplos de veículos híbridos no mercado automobilístico, citarei, para você, alguns que se destacam pelos seus valores – bastante altos ou bastante acessíveis para a categoria – ou por terem um grande percentual de vendas.

O primeiro deles, modelo que está entre os híbridos mais caros, no ano de 2014 poderia ser adquirido por R$ 434.505,00 de acordo com a tabela FIPE. Estou falando do BMW ActiveHybrid 7.

O modelo foi lançado pela Mercedes em 2008 e começou a ser produzido massivamente em 2009. O ActiveHybrid 7 foi um dos primeiros modelos de carros movidos a combustível e a baterias elétricas lançados pela montadora.

Um outro modelo que gostaria de citar é o Toyota Prius. Algumas versões dele estão disponíveis no mercado automobilístico brasileiro e seu valor médio fica entre R$100.000,00 e R$120,000,00.

O Toyota Prius é um dos automóveis ícone da categoria de carros híbridos, sendo considerado um dos carros que mais contribui para a redução da emissão de gases poluentes originados da queima de combustíveis fósseis.

A primeira versão do Prius foi lançada há quase 20 anos, em 1997, no Japão. Posteriormente, no ano de 2001, o automóvel começou a ser produzido para estar disponível no mercado automobilístico internacional.

Além de ser referência na categoria de híbridos, o Prius possui um preço bastante acessível quando comparado ao modelo citado anteriormente, por exemplo.

Um terceiro veículo que pode ser incluído na lista é o Lexus GS 450H. A Lexus volta sua produção para veículos de luxo e, por isso, o valor do GS 450H também está entre um dos mais altos da categoria. Seu valor, em 2012, quando foi lançado, era de cerca de 74.750 euros, o que equivalia a R$312.290,00.

Desde o lançamento, seu valor deve ter sido alterado, mas, como você já pode esperar, a alteração não faz com que seu valor se aproxime do preço dos veículos híbridos mais baratos.

Um último modelo que gostaria de destacar é o Fusion Hybrid, da Ford. A última versão foi lançada em 2016, com um valor de venda de R$159.500,00. O modelo Fusion também é produzido a combustão e tem, hoje, um valor de R$119.900,00.

Como você pode ver, ao comparar os valores da versão híbrida com a versão mais recente do modelo a combustão, não há muita variação, o que torna o Fusion Hybrid um modelo de valor bastante acessível entre os demais da categoria.

 

Sistema de Motores do Carro Híbrido: Como Ele Funciona?

Para conciliar tamanha economia com bom desempenho, os veículos híbridos possuem um sistema de motores bastante diferenciado.

Como você já viu nos tópicos anteriores, os motores de um carro híbrido trabalham em cooperação mútua: o motor a combustão gera energia cinética para alimentar as baterias elétricas quando é acionado para que elas sejam capazes de movimentar o veículo pela maior parte do trajeto, evitando o constante consumo do combustível.

Neste tópico, gostaria de detalhar um pouco mais para você como se dá esse processo. Assim, não haverá dúvidas, se você for investir em um carro híbrido, sobre como funciona esse sistema tão diferenciado de motores.

O primeiro aspecto que podemos apontar é que os carros híbridos costumam ter o tamanho do seu motor reduzido, não sendo projetados para alcançarem alta potência, já que são auxiliados pelo desempenho do motor elétrico.

Todos os motores a combustão contam com um processo de compressão e de expansão, que constituem um ciclo. É no processo de compressão que há a “explosão” que impulsiona o seu funcionamento.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Motores de carros híbridos têm um tempo curto de compressão, o que faz com que haja redução no consumo do combustível.

O motor elétrico também é projetado para resgatar e economizar o máximo de energia possível. Como já expliquei anteriormente e de forma breve, a desaceleração é recuperada pelo motor elétrico como energia.

Assim, toda vez que há uma redução na aceleração do veículo, a energia dessa aceleração é transmitida para o motor elétrico, recarregando-o.

O modo conjunto de funcionamento dos motores é que coopera para que o carro híbrido seja tão econômico e, mesmo assim, alcance um desempenho tão bom quanto ou ainda melhor do que o de um veículo com motor a combustão.

Os motores híbridos podem, ainda, apresentar funcionamentos distintos, sendo eles em série, paralelo ou misto.

O funcionamento em série acontece quando o motor a combustão e o elétrico funcionam em sequência. Nesse modo de funcionamento, a saída de energia de uma fonte alimenta a outra.

É no funcionamento em série que os motores a combustão geralmente têm um único papel, que é alimentar o motor elétrico. Assim, a energia para movimentação das rodas é de responsabilidade do motor alimentado por eletricidade.

O funcionamento paralelo, como o próprio nome já diz, acontece quando os motores funcionam juntos, na medida em que o veículo necessitar de um aumento em seu desempenho.

É esse tipo de motor que pode “salvar” uma viagem que exija melhor desempenho do veículo, pois, quando o motor elétrico não apresentar força suficiente para o tipo de trajeto, ele pode ser auxiliado pelo motor a combustão.

O modo de funcionamento misto é quando não há uma ordem de funcionamento ou uma necessidade específica para que um ou outro motor seja responsável pela tração do veículo.

Dessa forma, o sistema do veículo interpreta quando um motor está ocupado com determinada função e aciona o outro, para que cubra a falta. Por exemplo, quando um motor estiver trabalhando na geração de energia, o sistema atribuirá a responsabilidade pela tração do veículo ao outro.

Diversos modelos de carros híbridos, inclusive muitos dos que estão disponíveis no Brasil, utilizam esse sistema no funcionamento dos seus motores.

Conclusão

Os carros híbridos, que cada vez mais dominam o mercado automotivo, são a solução para o consumo excessivo de combustível e para a poluição gerada pelos veículos automotores.

Como você pôde saber neste artigo, os carros híbridos estão cada vez mais presentes no mercado automotivo mundial. Os valores ainda são um pouco superiores aos valores apresentados pelos veículos a combustão.

Porém, como você pôde ver também, essa categoria de veículo gera uma grande economia no consumo de combustível, além de ser favorável à redução dos índices de poluição.

Conforme apresentei a você, o valor que um carro híbrido economiza mensalmente em combustível pode chegar a 70% do que seria gasto por um carro a combustão, o que representa uma grande economia para quem depende do veículo para se deslocar diariamente.

Por isso, apesar de representar um investimento um pouco maior, o resultado de adquirir um carro híbrido é sinônimo de economia e cooperação para a conservação do meio ambiente.

Referências:

  1. https://quatrorodas.abril.com.br/tudo-sobre/carros-hibridos/
  2. https://www.icarros.com.br/noticias/top-10/os-carros-hibridos-mais-economicos-do-brasil-em-2019/26530.html
Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH e economizar:  Clique AQUI para receber uma consulta gratuita do seu caso com o Doutor Multas.