Ganhar Dinheiro Com Entregas Rápidas e Dentro da Lei é Possível?

Última atualização em

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH e economizar:  Clique AQUI para receber uma consulta gratuita do seu caso com o Doutor Multas.

Ganhar dinheiro trabalhando com entregas rápidas de maneira legal não só é possível, como pode ser muito lucrativo. Para começar essa atividade, é preciso definir o veículo mais adequado para as entregas, conforme a demanda e o tipo de serviço a ser realizado. Além disso, o condutor deve, obrigatoriamente, inserir a observação EAR (Exerce Atividade Remunerada) em sua CNH, para não ser multado.

Quem nunca pensou em ter um negócio próprio?

Apesar de parecer arriscado, a maioria dos brasileiros prefere trabalhar por conta própria do que fazer carreira em uma empresa.

Parece conversa fiada? Pois saiba que essa informação é confirmada por uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM).

De acordo com a pesquisa, somente 19,5% dos brasileiros têm interesse em ficar por bastante tempo em uma empresa, enquanto 31,7% têm planos de fazer algo diferente.

Nesse sentido, um dos serviços que tem se popularizado cada vez mais devido ao perfil exigente do consumidor brasileiro é o de entregas rápidas.

Hoje, a satisfação do cliente está bastante voltada para o imediatismo.

Além de esperar que seus produtos tenham boa qualidade e cheguem em segurança, o consumidor também quer tudo para ontem.

A rapidez é a alma dos negócios atualmente. E, querendo ou não, precisamos nos adequar aos novos perfis.

Na verdade, essa questão não costuma ser um empecilho.

O problema é que, para a maioria das pessoas, não é fácil colocar as ideias em prática; o que não significa, porém, que não seja possível.

Pensando em ajudá-lo a deixar as incertezas de lado e começar agora mesmo a se planejar para começar o seu negócio, preparei este artigo para você.

Nele, você verá as principais informações de que precisa para ganhar dinheiro com entregas rápidas dentro da lei.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Apresentarei a você 3 pontos essenciais para quem está pensando em fazer entregas expressas.

Além disso, também darei dicas para quem está pensando em terceirizar seu serviço de entrega.

Boa leitura!

 

Entregas Expressas: O Que é?

A entrega expressa é uma das modalidades de entrega de mercadoria

Você sabe o que é uma mercadoria expressa?

Basicamente, é uma encomenda que tem preferência sobre as demais, sendo a sua entrega a prioridade máxima.

A entrega expressa é uma modalidade ainda mais rápida de entrega de mercadoria, a qual acontece, normalmente, poucas horas ou poucos dias após a confirmação do pagamento.

O ideal é que esse prazo não ultrapasse 72 horas após a realização do pedido.

Se nos colocarmos na posição de consumidores, logo entenderemos a importância desse tipo de entrega.

Afinal, quem nunca precisou receber um produto com urgência?

Quando o produto se trata de um documento, por exemplo, mais do que nunca compreendemos o quanto esse mercado é promissor.

A justificativa está no fato de que esperar dias até que o documento chegue até nossas mãos pode significar um belo de um problema.

Afinal, se temos urgência é porque provavelmente o documento é imprescindível para que possamos fazer algo.

Por outro lado, justamente devido ao seu caráter urgente, esse tipo de entrega tem um custo maior, o que pode ser uma boa oportunidade de lucro para o entregador.

Portanto, você não está equivocado ao pensar que fazer entregas rápidas pode ser uma oportunidade de trabalho para você.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Mas você sabe como esse tipo de serviço funciona? Sabe a quais aspectos se atentar para manter os problemas longe do seu negócio?

Se quiser entender melhor, leia a próxima seção.

 

Por Que o Serviço de Entregas Rápidas Pode Ser Uma Oportunidade de Trabalho?

Em geral, as pessoas que sonham em ter seu próprio negócio são motivadas pelo desejo de independência.

Afinal, não é nada mal poder definir sua jornada de trabalho a fim de conciliar as horas trabalhadas e outras atividades diárias.

Na teoria, essa é uma ideia muito boa, que só tende a trazer benefícios.

Porém, alguns cuidados práticos podem fazer com que a sua ideia seja, além de boa, lucrativa e lícita.

Ainda que as entregas expressas não sejam sua principal fonte de renda, saiba que elas podem funcionar como um excelente complemento.

Afinal, o serviço de entrega em casa é uma das maiores tendências do mercado de vendas atual.

Hoje, os clientes virtuais têm expectativas bastante altas em relação ao serviço como um todo.

Isso pode ser confirmado por uma pesquisa realizada pela eBit, empresa que verifica a reputação de lojas virtuais.

A pesquisa revelou que, além dos preços baixos, os consumidores levam em consideração para a compra também a facilidade no processo de entrega.

Pouco adianta, portanto, ganhar um frete grátis, por exemplo, mas ter de esperar 90 dias para receber a encomenda.

Em resumo, se o setor cresceu tanto nos últimos anos, foi devido à agilidade nas entregas.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Afinal, a maior parte dos clientes prefere pagar um valor adicional a ter que esperar mais tempo para ter seu pedido em mãos.

Algo que é interessante em relação a esse tipo de serviço é que você pode trabalhar tanto em uma empresa transportadora quanto por conta própria.

Não sabe como isso é possível?

Então continue a leitura!

 

Como Começar a Trabalhar Com Entregas Rápidas?

Se você não sabe por onde começar, mas quer atuar no mercado de entregas, as informações a seguir são valiosas.

Existem 3 pontos principais que devem ser considerados antes de dar início à logística de entregas rápidas.

Veja quais são a seguir.

Ponto n° 1: Fazer ou não parcerias?

Sua ideia é trabalhar sozinho?

Talvez seja uma boa repensar se essa é a melhor escolha a ser feita.

Isso é importante, pois há várias opções no mercado e o planejamento da sua logística de entrega dependerá da sua decisão.

Há 2 fatores que precisam ser levados em consideração: tempo de entrega e distância entre remetente e destinatário.

É importante lembrar-se de que, trabalhando sozinho, existe uma grande probabilidade de você não conseguir cumprir cada demanda em curto espaço de tempo.

Isso comprometerá o seu serviço, sobretudo o principal aspecto que o diferencia dos demais: a rapidez na entrega.

Uma alternativa para esse problema é encontrar parceiros que possam suprir a parte da demanda pendente.

Chamar outra pessoa para trabalhar com você pode solucionar a questão

Assim, você evita desapontar o destinatário e ainda perder sua confiança.

Outra possibilidade é trabalhar com a modalidade de entrega expressa de carga fracionada.

Basicamente, essa forma consiste em coletar encomendas em pequenos volumes de locais diversos, organizá-las no mesmo veículo e pré-estabelecer uma rota de entrega.

Dessa forma, você conseguirá poupar tempo, evitando os atrasos. Sem falar que o consumo de combustível também será menor, favorecendo consideravelmente seus ganhos.

Ainda, é possível unir-se a uma transportadora e ser entregador autônomo de pequenos pacotes na região onde você mora.

A ASAPLog – Soluções em Logística, por exemplo, é uma das opções de mercado nesse segmento. A startup trabalha com uma rede de entregadores autônomos, para a prestação de serviço de transporte.

A Loggi é mais uma opção interessante. Ambas permitem que você gerencie o seu tempo, decidindo em quais momentos do dia fará entregas.

Outro ponto positivo é que você tem liberdade para recusar ofertas de roteiros.

O único problema, nesse caso, é que, quanto maior for o seu índice de recusa, menor será o número de ofertas recebidas.

Quanto a outras transportadoras para as quais você pode prestar serviço de entrega, ressalto que há uma reclamação constante por parte de quem optou por essa alternativa.

Em geral, a transportadora acaba ficando com uma porcentagem alta do valor do frete.

Portanto, se você mesmo fizer o contato com o cliente, tendo alguém para ajudá-lo em uma eventualidade, ou até mesmo para dividir a demanda, seu lucro poderá ser maior.

Ponto n° 2: Pense a respeito do valor do frete

O segundo aspecto ao qual você deve estar atento é quanto ao cálculo do valor de frete.

É fundamental, para que você tenha sucesso nesse ramo, avaliar corretamente todas as possíveis entradas e saídas de dinheiro.

Para o cálculo, alguns itens devem obrigatoriamente ser levados em consideração. São eles:

  • prazo de entrega;
  • endereço de entrega em relação ao endereço de coleta (próximo ou distante);
  • tipo de veículo (moto, carro, utilitário etc.);
  • custos fixos do veículo (combustível, manutenção );
  • custos variáveis do veículo (perda ou roubo da mercadoria, acidentes).

Embora pareça ser algo para se pensar em um segundo momento, é importante ter em mente que o valor do frete, em geral, é determinante para a compra de um produto.

De acordo com uma pesquisa feita pelo ReclameAQUI, 64% das compras on-line não são finalizadas devido ao valor do frete.

Isso significa que o valor cobrado pelo frete pode ser decisivo para que você tenha clientes.

Ponto n° 3: Insira a observação EAR na CNH

Entenda por que você deve inserir o EAR

Por fim, o terceiro e último ponto sobre o qual preciso comentar com você diz respeito à observação EAR. Sabe do que se trata?

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Caso ainda não, saiba que, para trabalhar utilizando o seu veículo, você precisará inseri-la na sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

A sigla EAR significa “Exerce Atividade Remunerada”. Sua inclusão na CNH, dessa forma, indica que o motorista trabalha com transporte de carga ou de pessoas.

Todo condutor que recebe um pagamento para exercer uma atividade, ainda que temporária, por meio de um veículo, deve, obrigatoriamente, ter essa informação na CNH.

E essa obrigatoriedade é válida, além de para quem trabalha com carteira assinada, também para quem exerce atividades informais.

Essa determinação é prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em seu art. 147, § 5º.

Independentemente da sua categoria de habilitação – A, B, C, D ou E –, antes de começar a fazer entregas rápidas, é imprescindível que, à sua CNH, seja incluída a sigla EAR.

A inclusão da sigla é obrigatória também para os condutores com PPD (Permissão Para Dirigir) – mais conhecida como habilitação provisória.

Sabendo disso, o próximo passo é entender como fazer para regularizar a sua CNH a fim de não ter problemas futuramente.

Por isso, a seguir, explicarei exatamente o que deve ser feito.

 

Procedimentos Para Adicionar EAR à CNH

Antes de mostrar a você o que deve ser feito, considero importante destacar que a inserção da sigla EAR não é meramente uma exigência do CTB.

Ela é importante, sobretudo, para que as autoridades de trânsito possam fiscalizar com mais rigor motoristas que transportam cargas e pessoas.

É justamente por esse motivo que, para adicionar essa observação à CNH, o condutor deve ser submetido a 2 importantes exames:

  • Exame de Aptidão Física e Mental
  • Avaliação Psicológica (nos parâmetros destacados pelos parágrafos 2º e 3º do art. 147 do CTB)

Essa informação consta na Resolução nº 168/04, art. 4º, § 1º do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito).

O interessante é que a solicitação pode ser feita a qualquer momento da vigência da habilitação.

Desse modo, você não precisa esperar até que a validade da CNH chegue ao fim.

Outro ponto que facilitará a sua vida é não precisar se dirigir até o DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) para solicitar esse serviço. Poderá fazer isso pelo site do órgão do seu estado.

Há 3 etapas a serem cumpridas para a regularização da sua CNH.

●      Etapa 1

O agendamento é a primeira das duas etapas a serem cumpridas. Para tanto, você precisará dos seus dados de identificação, como o CPF e o número do DUDA pago.

●      Etapa 2

A segunda consiste em passar pela avaliação psicológica, física e mental, em laboratórios credenciados ao DETRAN.

Clique AQUI e baixe grátis o PDF de como recorrer de multas de trânsito em 2020

Para tanto, você também precisará do RG, CPF e CNH, originais e cópias, e de um comprovante de residência.

Por esse serviço, uma taxa deverá ser cobrada, cujo valor varia dependendo do estado.

●      Etapa 3

Por fim, se você for aprovado nas avaliações, é só retirar a sua CNH, com o registro de EAR, no local, dia e hora marcados pelo departamento do seu estado.

E, antes de finalizar este assunto, não posso deixar de esclarecer algo importante.

A EAR deve ser incluída na sua CNH mesmo que você opte por trabalhar por meio de um aplicativo de entregas, seja utilizando moto ou carro.

Agora que você já sabe como fazer entregas rápidas dentro da lei utilizando seu veículo, é hora de escolher o veículo mais adequado para essa finalidade.

Qual Veículo Escolher Para Fazer Entregas Rápidas?

Ainda não sabe qual a melhor opção?

Uma coisa é certa: todos os veículos têm vantagens e desvantagens, seja para uso no dia a dia, seja para uso a trabalho.

Portanto, o ideal é que a sua decisão seja tomada de acordo com a sua necessidade, ou, então, que a sua modalidade de entrega se adeque ao veículo que você tem à disposição.

Veículo para entregas expressas: moto, kombi, caminhão?

Quais produtos você pensa em transportar? Essa pergunta é chave para acertar na escolha do transporte.

Com uma motocicleta, por exemplo, você conseguirá transportar apenas mercadorias pequenas, devido ao espaço limitado.

Alguns itens que podem ser transportados de moto: pacote de documentos, roupas, calçados, itens de decoração, ou perecíveis, como comida, medicamentos, flores etc.

Essa pode ser uma desvantagem. Por outro lado, a motocicleta é mais veloz, o que garantirá que você consiga fazer a entrega em muito menos tempo.

Além disso, você terá menos despesa com o combustível, visto que, por ser mais leve, a moto é mais econômica.

Contudo, se a carga que você pretende transportar for um pouco maior, é bom esquecer a ideia de utilizar a moto para fazer as entregas.

Nesse caso, os utilitários (kombis, camionetes, furgões) são uma boa opção.

Além de terem um espaço interno maior do que os automóveis convencionais, comportam mercadorias maiores e mais pesadas. E, ainda, não afetam tanto a velocidade da entrega.

Por fim, existe a possibilidade de você utilizar um caminhão de pequeno ou médio porte.

No entanto, por ser um veículo maior, certamente você deverá desistir da intenção de fazer entregas rápidas.

Em termos de velocidade, esse tipo de veículo não atende às expectativas, embora suporte cargas em maior volume e quantidade.

Em resumo, para entregas expressas, a motocicleta, sem dúvida, é o veículo mais adequado.

O único porém é que algumas mercadorias, dependendo do tamanho, não poderão ser transportadas.

Portanto, defina sua prioridade: fazer entregas rápidas ou entregar produtos diversos?

Se você já tem uma loja e não quer se decidir por uma coisa ou outra, ou seja, quer entregar aos seus clientes um serviço mais completo, também há saída para o seu caso.

A solução é contratar uma empresa de entrega.

Na seção seguinte, explicarei como isso pode ser feito.

 

Contratar Uma Empresa de Entrega: É Uma Boa Opção? O Que Considerar?

Veja quais aspectos devem ser observados

Assim como conquistar vendas e clientes é o principal objetivo de quem está iniciando um negócio próprio, evitar perdê-los é o propósito de quem já está no mercado.

Sem dúvida, oferecer um serviço mediano não está nos seus planos. Por isso, é preciso dar atenção a certos aspectos que são definidores do seu sucesso ou fracasso profissional.

Se você deseja que o serviço que você oferece seja promissor, uma boa maneira de garantir que isso aconteça é investir na terceirização dos serviços logísticos.

Há muitas empresas que adotam essa alternativa a fim de manter a qualidade e a rapidez das entregas.

Na introdução deste artigo, comentei com você que o consumidor, hoje em dia, tem um perfil imediatista. Para ele, o tempo de entrega é fundamental.

Para atender a essa expectativa, o mercado atual trabalha freneticamente para fazer entregas cada vez mais rápidas.

Com isso, muitas vezes, surge a necessidade de contratar terceiros para a realização das entregas.

No entanto, antes de proceder à contratação, é fundamental analisar alguns fatores. Você sabe quais aspectos considerar nesse momento?

Não se preocupe, pois ajudarei você com dicas bem simples.

Dica 1 – Aproximação e contato com as empresas

Antes de se jogar na primeira opção que você encontrar, busque aproximar-se da empresa cujo serviço despertou seu interesse.

Dessa forma, você conseguirá conhecê-la antes de fechar o negócio.

Uma boa empresa tem suas atividades bem definidas e organizadas.

Por essa razão, a comunicação com o cliente dificilmente será conturbada, o que significa que, se o atendimento é ruim, é provável que o restante do serviço também seja.

Se justamente na fase em que a empresa deveria demonstrar interesse em fechar negócio, a comunicação é falha, o que esperar posteriormente?

Alguns sinais que podem ser indicativos de problemas futuros são:

  • não retornar ligações;
  • não responder e-mails;
  • não saber esclarecer dúvidas ou dar respostas evasivas.

Dica 2 – Referências e certificações

Uma boa reputação diz muito sobre uma empresa

Não é novidade para ninguém que uma das melhores maneiras de conhecer uma empresa ou um serviço é por meio de suas referências e certificações.

Se uma empresa é bem avaliada por quem contrata ou utiliza seus serviços, são pequenas as chances de você ter uma experiência negativa.

Nesse sentido, é válido conhecer quais empresas são as preferidas nesse ramo específico de atuação.

Afinal, se estão na lista de favoritas é porque, provavelmente, essas empresas conhecem as particularidades do nicho em que atuam e oferecem um serviço de qualidade.

Verificar as certificações das empresas também pode ajudar na decisão.

Possuir uma certificação é uma característica de empresas que se preocupam em atender exigências técnicas das entidades responsáveis pela fiscalização no seu nicho de mercado.

Embora não seja um aspecto fundamental para definir uma opção entre outras, essa preocupação pode ser um diferencial.

Dica 3 – Relação com a tecnologia

Para finalizar, observe como se dá a relação dessas empresas com a tecnologia.

Elas buscam automatizar as operações? Investem na adoção de sistemas de informação?

Investir em tecnologia significa tornar os processos mais ágeis, mais organizados e, principalmente, mais seguros.

Com isso, torna-se mais fácil para a empresa garantir a redução de custos, evitar o retrabalho e gerar aumento na produtividade.

Todo esse cuidado e investimento são benéficos não só para a empresa de transporte, mas também para quem a contrata.

Como você viu, com um pouco de atenção e planejamento, fica bem fácil garantir a satisfação dos seus clientes, entregando toda a demanda e cumprindo os prazos.

Não se esqueça de que não atender à demanda pode representar perda da confiança dos clientes e, em consequência, das vendas.

Conclusão

Pronto para começar a fazer entregas rápidas?

Neste artigo, busquei trazer o máximo de conteúdo a respeito das entregas rápidas, modalidade de entrega que já ganhou lugar cativo no coração dos brasileiros.

Como eu disse, a agilidade das entregas é um dos fatores que mais são levados em consideração na hora de fazer uma compra.

Com certeza, esse aspecto dá conta de explicar por que tantas pessoas decidem iniciar um negócio próprio, fazendo entregas expressas.

Se você é uma delas, espero que esta leitura tenha sido suficiente para esclarecer suas dúvidas.

Como você viu, para fazer entregas rápidas dentro da lei, você só precisará adicionar a observação EAR na sua CNH e, obviamente, respeitar as leis de trânsito.

E, se você faz parte do time de lojas que não está conseguindo fazer entregas urgentes, aproveite as dicas que o ajudarão a contratar uma empresa de entrega confiável.

De qualquer modo, se você ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário.

Ah! Boa sorte no seu novo negócio!

Se este artigo foi útil para você, o que acha de compartilhá-lo nas suas redes sociais? Assim, mais pessoas saberão como ganhar dinheiro com entregas rápidas.

 

Referências:

  1. https://www.gfexpress.com.br/blog/qual-o-melhor-veiculo-para-entregas-rapidas
  2. https://fretecomlucro.com.br/entrega-expressa/
  3. http://www.rte.com.br/blog/transporte-de-carga-fracionada/
  4. https://asaplog.com.br/quemsomos/
  5. https://www.loggi.com/
  6. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9503.htm
  7. https://infraestrutura.gov.br/images/Resolucoes/RESOLUCAO_CONTRAN_168_04_COMPILADA.pdf
  8. https://revistapegn.globo.com/Empreendedorismo/noticia/2017/06/sonho-de-abrir-o-proprio-negocio-e-maior-que-fazer-carreira-em-empresa.html
  9. https://www.ebit.com.br/
  10. https://noticias.reclameaqui.com.br/noticias/64-dos-consumidores-nao-finalizam-a-compra-online-por-conta_3441/

 

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH e economizar:  Clique AQUI para receber uma consulta gratuita do seu caso com o Doutor Multas.