Somente 25% dos Motoristas Cometem Infrações em São Paulo, Mas Dados Ainda Preocupam

Leia mais

Para manter o trânsito seguro é preciso ter bastante atenção, certo?

Leia mais

Porém, nem sempre isto acontece.

Leia mais

É o que aponta dados de uma pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes.

Leia mais

Dos 8,5 milhões de veículos que compõem a frota da cidade de São Paulo, 5,5% receberam 60,3% das 6,5% milhões de multas de trânsito aplicadas até outubro de 2017.

Leia mais

E isto é muita coisa.

Leia mais

Estas informações, que foram possíveis através da coleta de dados por radares eletrônicos, do trabalho de agentes da Companhia da Engenharia de Tráfego (CET) e de policiais militares, comprovam que ainda é grande o número de infrações dos mais diferentes níveis no trânsito paulista.

Leia mais

Apesar de parecer alarmante, há o que se comemorar.

Leia mais

A mesma pesquisa apontou que as infrações identificadas em São Paulo (SP) indicam que as 6,5 milhões de multas registradas até então foram cometidas apenas por 25% da frota da cidade, ou seja, a grande maioria dos motoristas de carros, motos, ônibus e caminhões registrados no município respeita as leis de trânsito.

Leia mais

Segundo Sérgio Avelleda, secretário de Mobilidade e Transportes de SP, houve uma queda de 12,3% nas multas registradas até então no mesmo período do ano passado, o que causa bastante otimismo.

Leia mais

Esta melhora também é comprovada pelo Painel Mobilidade Segura, que atualiza de tempos em tempos os dados sobre o trânsito de São Paulo e informa: 75% dos carros não foram autuados até agora em 2017.

Leia mais

Mas, então, você sabe por que o número de multas ainda é tão alto?

Leia mais

Segundo o site do Governo Federal, diversas infrações ainda são cometidas nas rodovias brasileiras, sendo o excesso de velocidade, com uma multa que pode chegar a R$ 880,41, o mais recorrente.

Leia mais

Além desta, há outras causas apontadas na hora de justificar estes números, como, por exemplo, a falta do uso do cinto de segurança e o uso do celular ao volante.

Leia mais

Você tem o costume de praticar algumas dessas infrações nas vias ou rodovias brasileiras? Veja algumas dicas para evitar ser penalizado financeiramente.

Leia mais

1. Nunca combine direção e álcool

Desde que algumas alterações foram realizadas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em 2012, o condutor que dirigir com qualquer concentração de álcool ou qualquer outra substância psicoativa que determine dependência está sujeito a penalidades.

Leia mais

Sendo assim, a pena para este tipo de infração, que é considerada gravíssima, é o pagamento de multa de trânsito de R$ 2.934,70 e a perda do direito de dirigir por 12 meses, com retenção do automóvel.

Leia mais

Se o infrator tornar a cometer a mesma infração, no período de 12 meses, como consta no artigo 165, a multa é aplicada em dobro.

Leia mais

É sempre bom lembrar que o processo criminal ocorre se, ao soprar o bafômetro, o resultado for igual ou maior a 0,34 mg de álcool por litro alveolar.

Leia mais

Caso se confirme, o caso é enquadrado também no artigo 306 do CTB, em que consta a proibição da condução de um veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa, com penalidade de 6 meses a 3 anos de detenção.

Leia mais

O artigo ainda prevê multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor. Ou seja, nunca faça essa combinação. Clique aqui e conheça mais sobre o artigo 165.

Leia mais

2. Evite o celular no volante

Leia mais

Você já deve ter ouvido este conselho, e não é por menos.

Leia mais

Se desviar os olhos da estrada para ler uma mensagem de aplicativo, neste momento, poderá estar prestes a cometer um acidente com consequências fatais.

Leia mais

Esta combinação é tão grave que o CTB prevê, no artigo 252, como infração gravíssima caso o condutor esteja segurando ou manuseando o celular enquanto dirige.

Leia mais

Isto acontece porque o mesmo artigo aponta como infração o ato de dirigir com apenas uma das mãos, quando isto apenas é permitido no caso do uso de sinais regulamentares de braço, de mudança da marcha ou para acionar equipamentos e acessórios do veículo.

Leia mais

A segunda situação apontada é o ato de cometer infração ao combinar direção e o uso de fones de ouvidos conectados a aparelhagens sonoras ou de telefone celular.

Leia mais

O motorista é atuado em ambos os casos apresentados pelo artigo, podendo pagar multa de R$293,47.

Leia mais

Sendo assim, tome sempre muito cuidado ao utilizar aparelhos eletrônicos enquanto dirige.

Leia mais

Caso você não consiga ficar muito tempo desconectado, há outras opções cabíveis, como o uso de aparelhos por conexão Bluetooth e pelo comando de voz.

Leia mais

Além de evitar a multa, isto fará você prevenir a ocorrência de acidentes.

Leia mais

Para mais detalhes sobre o uso, consulte sempre o CTB.

Leia mais

3. Não deixe de usar o cinto de segurança

Você deve saber, esta é a multa de trânsito mais cometida nos últimos tempos.

Leia mais

No valor de R$ 195,23, ela passa ser mais grave ainda caso o equipamento de segurança esteja sendo igualmente ignorado ao portar crianças no veículo, com multa de R$ 293,47.

Leia mais

Como consta no artigo 65 do CTB, é obrigatório o uso do cinto de segurança para condutor e passageiro em todas as vias do território nacional.

Leia mais

Porém, entre as desculpas utilizadas pelos motoristas para não utilizá-lo estão o incômodo, ou o calor causado pelo cinto, quando, na verdade, ele é o responsável por manter você em segurança caso haja colisões, por exemplo.

Leia mais

Portanto, nunca se esqueça de colocá-lo, pois este cuidado poderá representar a sua chegada em casa ao fim do dia.

Leia mais

4. Não faça ultrapassagens perigosas

Com certeza você já esteve em alguma situação em que a pressa foi necessária, certo?

Leia mais

No entanto, quando se está dirigindo, correr não é uma boa opção, já que ultrapassagens aparentemente inofensivas podem acabar resultando em acidentes.

Leia mais

Caso você seja flagrado cometendo essa infração, a multa a pagar poderá ser de até R$ 2.934,70.

Leia mais

No CTB, a ultrapassagem é prevista no artigo 186.

Leia mais

Transitar por vias com duplo sentido de circulação, na contramão, em situações em que não seja necessário, e não respeitar a preferência do veículo que está transitando no sentido contrário são exemplos de infrações graves, com penalidade de multa prevista em lei.

Leia mais

O artigo ainda apresenta, como infração gravíssima, o trânsito na contramão por vias com sinalização de regulamentação de sentido único de circulação.

Leia mais

Também é possível consultar o artigo 203 para se informar sobre as ultrapassagens no trânsito.

Leia mais

Áreas que apresentam curvas, aclives e declives, assim como visibilidade insuficiente, estão entre os lugares onde o ato é proibido.

Leia mais

Ultrapassar em faixas de pedestres, pontes, viaduto, ou túneis, também estão previstas neste artigo, que caracteriza todas como infrações gravíssimas.

Leia mais

Portanto, fique sempre atento às sinalizações da estrada e respeite o fluxo do trânsito.

Leia mais

Clicando aqui você encontra mais detalhes sobre os diferentes quadros que o CTB prevê sobre ultrapassagens.

Leia mais

5. Preste atenção ao estacionar

Leia mais

Esta também é uma das infrações mais recorrentes.

Leia mais

É sempre importante que você preste atenção aos lugares em que está estacionando, pois não são apenas os lugares tidos como proibidos que possuem fiscalização.

Leia mais

Veículos estacionados a mais de um metro da calçada, ou em lugares que tenham restrições de horários, ou, ainda, em esquinas, próximos a ponto de ônibus, entre outros casos, também poderão gerar multas.

Leia mais

Elas não são tão expressivas quanto outras infrações e custam, em média, R$ 130,00, porém, é sempre bom evitar, certo?

Leia mais

Saiba mais acessando o artigo 269.

Leia mais

Mas, calma, temos boas notícias também!

Sim, isto mesmo. Apesar dos dados que parecem comprovar o contrário, há muito o que comemorar.

Leia mais

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os óbitos em rodovias federais estão caindo.

Leia mais

Outro dado positivo apontado é a redução de acidentes graves, que teve uma baixa de 3,9% em comparação com os índices de 2015.

Leia mais

E tem mais: o número de acidentes em geral também diminuiu. Se em 2015 foram registrados 122 mil colisões de veículos, em 2016 o número caiu para 96,2 mil.

Leia mais

Isto foi possível através da fiscalização presente e contínua nas ruas, não só de São Paulo, mas também do Brasil.

Leia mais

O cuidado por parte dos condutores também está sendo muito importante neste processo, ou seja, se manter alerta faz toda a diferença.

Leia mais

Conclusão

Leia mais

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo, agressões recebidas por agentes do CET são cada vez mais frequentes.

Leia mais

Neste ano de 2017, foram registrados, até outubro, 57 casos de agressões contra agentes de trânsito da companhia em horário de trabalho.

Leia mais

Ano passado, este número chegou a 48 registros, o que demonstra o crescimento.

Leia mais

Muitas destas agressões resultam da recusa em cumprir o que prevê, por exemplo, o artigo 165 – A do CTB.

Leia mais

Se mostrar resistente ao teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência do álcool ou outra substância psicoativa em seu organismo, como estabelecido no artigo 277, pode gerar infração gravíssima, multa e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Leia mais

Sendo assim, é importante ter calma caso seja multado por algum descumprimento previsto pelo CTB.

Leia mais

Esteja atento e busque informações para que não ocorra nenhuma infração.

Leia mais

Referências:

Leia mais
  1. https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/
  2. http://mobilidadesegura.prefeitura.sp.gov.br/
  3. http://www.brasil.gov.br/
  4. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9503.htm
Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Esta página foi gerada pelo plugin

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Doutor Multas