Revisão Automotiva: Saiba Como e Quando Fazer

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.

Você tem como hábito levar o seu veículo para a revisão automotiva?

Caso não, imagine comigo a seguinte situação.

Você está indo para o trabalho e, de repente, o freio do seu carro não quer funcionar.

Você se desespera, contudo, não há nada que o faça funcionar.

Você torce a direção para o lado da calçada e acaba batendo em um muro.

Ainda que o susto tenha sido grande, para a sua sorte, a via não estava movimentada e você não estava em uma velocidade alta.

Caso contrário, o estrago teria sido grande e você teria grandes prejuízos, já que depende do veículo para o seu sustento.

As razões que fizeram o seu veículo deixar você nessa situação podem ser muitas.

Porém, como faz muito tempo que não o leva para uma revisão automotiva, você desconhece as possíveis causas.

O preocupante é que você não é o único condutor a esquecer-se de ou deixar para depois a famosa revisão veicular.

Muitos condutores, com a correria diária, acabam não levando seus veículos para um profissional especializado verificar se está tudo ok.

E, como na situação citada acima, o problema em não realizá-la é que a probabilidade de você se envolver em sérios acidentes é grande.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), documento que contém as leis para o funcionamento do trânsito e veículos automotores e determina como deve ser o comportamento de condutores e pedestres, no Art. 27, estabelece que é dever de todo proprietário de veículo averiguar as condições de funcionamento de seu carro.

Veja só:

“Art. 27. Antes de colocar o veículo em circulação nas vias públicas, o condutor deverá verificar a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório, bem como assegurar-se da existência de combustível suficiente para chegar ao local de destino.”

De acordo com a legislação que rege o trânsito brasileiro, portanto, você deve realizar a revisão do seu carro antes de colocá-lo em circulação nas vias.

No entanto, não pense que, por essa razão, a revisão deve ser feita somente quando você compra o seu veículo.

Existe um prazo para as revisões automotivas e, de tempo em tempo, você deve refazê-la.

Portanto, se você desconhece o modo como funciona a revisão veicular e deseja ficar mais informado sobre o assunto, fique comigo até o final deste texto.

Separei alguns pontos que julgo essenciais, tais como no que consiste e quando deve ser realizada a revisão automotiva, para que você tenha propriedade em relação ao tema.

Tenha uma excelente leitura!

Por Que Realizar a Revisão Veicular

Você pode até pensar que estou exagerando, mas, infelizmente, é uma realidade que assombra as vias brasileiras diariamente.

A falta de manutenção preventiva nos veículos é uma das grandes causas de acidentes de trânsito.

Para que você possa entender melhor, vou usar um exemplo.

Muitos condutores não têm como hábito verificar os pneus do veículo. Logo, a grande maioria trafega com os pneus carecas, ação que, em dias chuvosos, pode levar à morte.

Isso acontece porque pneus carecas não têm sulcos adequados para escapar da água, tornando, dessa maneira, grandes as chances de deslizamento e aquaplanagem.

Os riscos de acidentes em dias de chuva aumentam se os pneus de seu veículo estiverem carecas
Os riscos de acidentes em dias de chuva aumentam se os pneus de seu veículo estiverem carecas

É importante que você preste atenção em todos os itens do seu veículo, pois o motor pode estar desregulado, bem como as luzes das setas de sinalização queimadas, e você não saber.

Além de provocar sérios acidentes, de acordo com o CTB, conduzir veículo em mau estado de conservação, de maneira a comprometer a segurança pública, no inciso XVIII do Art. 230, confere infração de natureza grave cuja penalidade é multa e, como medida administrativa, retenção do veículo até regularização.

Além disso, às vezes, além de causar acidentes, consequência mais grave, como acabamos de conversar, alguns problemas no veículo também fazem com que você gaste mais combustível do que deveria.

Um carro que não está funcionando 100% pesa mais no bolso, sem dúvida.

Portanto, assim como é aconselhável a todos nós irmos periodicamente ao médico e solicitar uma bateria de exames para averiguar se está tudo bem com a nossa saúde, de mesmo modo deve ocorrer com os veículos.

A manutenção veicular tem como finalidade examinar o desempenho do carro e precaver o desgaste de suas peças, examinado, assim, se os circuitos e peças estão funcionando de forma regular.

À vista disso, a revisão assegura que tudo no veículo esteja funcionando como esperado, permitindo que trafegue em segurança e atinja o seu melhor desempenho.

O motorista que se preocupa com a sua segurança, a de sua família e a de outras pessoas não se esquece de levar o veículo para revisão.

A revisão automotiva faz com que você economize tempo e, sobretudo, dinheiro, pois evita que os problemas do carro acumulem.

Todavia, é necessário que você saiba quais os tipos de revisão veicular existentes para que, na hora de procurar um profissional especializado, tenha ideia de qual serviço solicitar.

Portanto, se você quiser descobrir, continue comigo, pois, no próximo tópico, tratarei dos tipos de revisão automotiva existentes e quais você deve realizar em seu veículo.

 

Tipos de Revisão Automotiva

Descubra quais tipos de revisão automotiva você pode realizar em seu veículo
Descubra quais tipos de revisão automotiva você pode realizar em seu veículo

Durante a revisão automotiva, são realizados processos que objetivam avaliar as condições gerais de bom funcionamento do veículo, bem como aumentar a sua vida útil e garantir que obtenha uma boa performance nas vias.

Pode-se, dessa maneira, dividir as revisões em três tipos: corretiva, preditiva e preventiva.

Caso você não saiba do que tratam especificamente, pode ficar tranquilo, pois explicarei tudo o que você precisa saber sobre cada uma.

 

Manutenção Corretiva

Como já indicado pelo nome, este tipo de manutenção tem em vista corrigir imediatamente algum problema que esteja comprometendo o funcionamento do veículo.

Ou seja, alguma peça estragou ou o veículo não está funcionando corretamente e você precisa levá-lo ao mecânico para que realize o conserto.

Geralmente, as manutenções corretivas não são programadas, ocorrem de surpresa e às pressas, fazendo com que você passe parte do seu dia ou, até mesmo, dias sem o veículo e desembolse um valor considerável, o qual geralmente está fora do seu orçamento mensal.

Porém, este tipo de revisão só é necessário se você não realiza as demais manutenções.

 

Manutenção Preditiva

Esta categoria de manutenção consiste no acompanhamento periódico do veículo por meio de inspeção e monitoramento.

A manutenção preditiva busca prever as possíveis falhas que o veículo pode apresentar e, assim, permite que você programe os reparos e ajustes antes que os veículos apresentem problemas.

Para que você possa compreender melhor, um dos procedimentos desse tipo de revisão é a análise do óleo, que pode indicar irregularidades ou desgastes a partir da presença de elementos contaminantes.

Com a análise do óleo é possível verificar, por exemplo, problemas no motor e a viscosidade, a qual é essencial para determinar o bom funcionamento do veículo.

Para a manutenção preditiva, quatro pontos devem ser considerados: análise de vibrações (vibração no volante ou na caixa de direção), análise dos óleos, análise do estado das superfícies e análise estrutural.

O condutor que se preocupa em realizar este tipo de manutenção sabe exatamente o que o carro pode apresentar e, consequentemente, evitará gastos com a manutenção corretiva.

 

Manutenção Preventiva

A manutenção preventiva, assim como sugere, previne você de enfrentar problemas sérios com o seu veículo, ou seja, aqueles problemas de difícil resolução e que pesam no bolso na hora de solucioná-lo.

Esta, inclusive, é umas das manutenções mais baratas e mais importantes, uma vez que evita o agravamento de tais problemas.

É imprescindível que alguns itens do veículo sejam verificados neste tipo de revisão, como, por exemplo, o fluido de freios.

Separei, abaixo, para que você possa saber, alguns dos itens que devem ser revisados na manutenção preventiva. Acompanhe!

  • Alinhamento e calibragem dos pneus: os pneus são itens essenciais para o funcionamento e saúde do veículo. Para que você tenha segurança e conforto, este item precisa estar sempre em dia. O aconselhável é que você faça a calibragem 2 vezes ao mês e tenha o hábito de realizar o alinhamento e balanceamento, a fim de evitar desgastes e garantir a estabilidade do veículo.

 

  • Suspensão: tendo em vista as más condições das ruas e vias brasileiras, geralmente cheias de buracos, a suspensão é um item muito importante na hora do check-up. Esta revisão corrige os pontos de fixação do seu veículo. Dessa maneira, revisar o sistema de suspensão inclui a inspeção dos amortecedores, molas, terminais, bandejas, entre outros itens que estão interligados.

 

  • Fluido de freio: o fluido do freio transmite a pressão do pedal até as rodas. Logo, é um dos itens mais importantes na hora da manutenção preventiva. É preciso que você dê uma atenção especial a essa parte do veículo para não sofrer nenhum tipo de acidente.

 

  • Troca de óleo: o óleo é um item que garante o bem-estar do motor, ou seja, o mantém lubrificado, bem como as demais peças do veículo. É aconselhável que você verifique constantemente o nível de óleo do seu veículo a fim de evitar problemas.

As vantagens de você realizar a manutenção preventiva consistem em mais segurança para você e, consequentemente, para o trânsito; mais economia para o seu bolso, visto que evitará que os problemas se agravem; além, é claro, da garantia de proteção contra a desvalorização do seu veículo.

Além dessas categorias de revisões que apresentei a você, é importante que semanalmente você peça ao frentista do posto onde abastece para verificar a água e o óleo do veículo, ainda mais se o seu carro for usado.

Quanto aos carros usados ou seminovos, é importante que haja um cuidado maior.

O fato de o veículo ter passado por outros proprietários ou até mesmo por ser mais antigo, exige de você uma atenção maior para que obtenha um bom desempenho.

Acompanhe o próximo tópico e veja quais cuidados são importantes na hora de adquirir um veículo usado.

 

Carros Usados – O Que Verificar

Você está prestes a comprar um veículo usado, um pouco mais novo que o seu, o qual já está requerendo muita manutenção, e deseja saber quais cuidados deve ter na revisão antes de fechar o negócio.

Abaixo, separei seis importantes cuidados que você deve ter para não comprar uma incomodação, pois adquirir um veículo que não cumpre bem a sua função, com certeza, não é uma boa aquisição.

Portanto, siga as minhas dicas para não se arrepender futuramente.

  • Verifique o óleo e o motor: antes de pegar as chaves do veículo, leve-o a uma revisão para avaliar o desgaste das peças e checar o motor e o nível do óleo. Aliás, caso o nível do óleo esteja baixo, você não deve completá-lo, mas substituí-lo, bem como o filtro, de acordo com o que é indicado pelo fabricante.

 

  • Revise os freios e amortecedores: peça ao profissional que fizer a revisão no veículo averiguar se há algum tipo de vazamento nos amortecedores e se está tudo ok quanto ao fluido do freio.

 

 

  • Verifique os pneus: ao comprar um veículo usado, você não deve deixar de conferir os pneus, que, como já conversamos, são itens essenciais para a saúde do veículo. Às vezes, por fora, o seu pneu pode parecer estar em bom estado, porém, se você ficar atento, pode verificar que está excessivamente desgastado por dentro, o que indica a necessidade urgente de troca.

 

  • Faça as revisões programadas: após fazer o check-up e fechar o negócio, não pense que você está livre das revisões. Todo carro deve passar por manutenções constantemente. Caso você não saiba de quanto em quanto tempo deve realizá-la, continue lendo o texto para informar-se.
Não feche negócio sem realizar a revisão automotiva do veículo negociado
Não feche negócio sem realizar a revisão automotiva do veículo negociado

Quando a Revisão Veicular Deve Ser Realizada

A periodicidade da revisão automotiva pode ser medida pela quilometragem ou pelo tempo de uso do veículo.

Em geral, o indicado é que a cada 10 mil quilômetros rodados ou a cada 6 meses você realize a revisão do seu carro.

Porém, se você não consegue ter controle de quantos quilômetros roda, aconselho que preste atenção na data da última revisão para que possa ter ideia de quando deve realizar a próxima.

No entanto, cada montadora determina as regras referentes ao tempo de revisão para cada carro, que pode variar de modelo para modelo.

Os manuais dos veículos devem ser bem guardados, pois, além de fornecerem tais informações, também trazem as peças que devem ser trocadas e os serviços oferecidos pela concessionária.

Dessa maneira, você precisa conferir as instruções que constam no manual do seu veículo para não perder a garantia de fábrica.

Minha dica para você é que siga as orientações do manual e, caso não o tenha mais, procure alguém de confiança para realizar a revisão do seu veículo.

Se você não sabe como fazer a escolha do profissional, acompanhe as dicas que darei no próximo tópico.

 

Quem Pode Realizar a Revisão do Seu Veículo

Quero iniciar este tópico o aconselhando a não entregar o seu veículo na mão de qualquer pessoa, ou seja, profissionais não qualificados ou que podem agir de má fé.

Há muitos profissionais especializados espalhados em sua cidade ou região que podem realizar o serviço sem que resulte em dores de cabeça mais adiante.

Portanto, pesquise, faça orçamentos, converse com pessoas que já solicitaram os serviços do local que mais lhe agrada e tire as suas dúvidas.

Assim que você encontrar o profissional especializado, mostre que você entende sobre o que deve ser realizado em seu veículo, pois há alguns lugares em que são oferecidos muitos serviços extras – EXTRAS, e não obrigatórios na revisão preventiva.

Comente sobre as peças, sobre a substituição do óleo, faça uma pesquisa aprofundada para que não tentem passar a perna em você.

Além disso, se você puder, acompanhe o serviço. Tire parte do seu dia para fiscalizar a revisão, que, normalmente, não passa de 2 horas.

Contudo, cabe lembrar que, se o seu carro for 0km, você deve realizar a revisão na oficina indicada no manual.

Caso você não obedeça às instruções, como já conversamos no tópico anterior, você pode perder a garantia do seu veículo.

Não deixe para depois a revisão automotiva, ela é essencial para a sua segurança, a de sua família e, sobretudo, para o trânsito, ainda mais se você for pegar a estrada.

Independentemente da última revisão realizada, você não deve deixar de revisar o seu carro para viajar. Veja o próximo tópico.

 

Revisão antes de pegar a estrada

Digamos que você precisa viajar às pressas a trabalho.

Você arruma as suas roupas rapidamente, as coloca no carro e parte estrada afora.

Porém, você esqueceu o principal: a revisão automotiva.

É indiscutível a necessidade de revisar o veículo antes de colocar o pé na estrada, mesmo que seja para ir a uma cidade vizinha.

Leve o seu veículo ao seu mecânico de confiança e solicite que cheque itens como:

  • pneus;
  • rodas;
  • alinhamento da suspensão e balanceamento das rodas;
  • fluidos;
  • sistema de limpeza dos vidros;
  • sistema elétrico.

Esses são apenas alguns dos itens que devem ser revisados, porém, pensando que você é um motorista consciente que realiza as revisões periodicamente, eles são suficientes para a sua viagem.

No mais, não se esqueça de verificar o estepe e conferir se o triângulo, o macaco e a chave de roda se encontram no veículo.

Se estiverem e o veículo estiver ok, desejo que você tenha uma boa viagem!

Tenha sempre o macaco, o triângulo e a chave de roda em seu carro
Tenha sempre o macaco, o triângulo e a chave de roda em seu carro

Conclusão

Proteja a sua família e não deixe para depois a revisão veicular
Proteja a sua família e não deixe para depois a revisão veicular

Você já verificou quantos quilômetros o seu veículo rodou desde a última revisão?

Ou você se lembra da última vez que o levou ao mecânico para fazer um check-up?

Caso não lembre, aconselho que providencie logo uma ida à oficina mecânica, pois, como vimos ao longo deste artigo, a revisão automotiva é uma questão de segurança pública.

É importante que você sempre tenha em mente que o cuidado com o seu veículo não é um assunto que diga respeito somente a você, mas envolve todos aqueles que partilham da mesma via diariamente.

Portanto, não se esqueça das revisões automotivas nem as deixe para depois.

Além de aumentar a vida útil do seu veículo e fazer com que você economize, a sua segurança e a de todos estarão garantidas.

Gostou deste texto?

Não deixe de compartilhá-lo com os seus amigos.

Quanto mais pessoas se conscientizarem quanto à necessidade de realização periódica da revisão automotiva, mais perto estaremos de praticar um trânsito defensivo.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.