Carteira D: Saiba Tudo Sobre a Habilitação Categoria D

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!

Você tem interesse em tirar a habilitação da CNH D mas tem dúvidas sobre o processo? Nesse artigo, vou descomplicar esse tipo de carteira para você, leitor.

Falaremos sobre: no que consiste a Carteira Nacional de Habilitação da categoria D, a diferença dela com os outros tipos, quem pode tirar a CNH D, passos de como adicionar essa habilitação em sua habilitação.

Continue lendo para entender tudo isso!

No que consiste a CNH do tipo D?

Para falarmos disso, é importante abordar as categorias de carta como um todo.

Na autoescola, no momento em que você entra, é necessário fazer uma escolha do tipo de licença que você que ter ao final das aulas e provas. Com isso, você provavelmente sabe que temos carteiras do tipo A, AB, AC, AD, B, C, D, E.

Cada uma delas representam coisas muito distintas. As que tem duas letras juntas, por exemplo, abrangem dois tipos de habilitação juntas, como veremos mais abaixo.

A carteira D, por sua vez, representa a autorização de um condutor para dirigir veículos motorizados, que tenham como maior objetivo levar pessoas de um local para o outro. Um grande exemplo disso, talvez o mais famoso, seja o ônibus que vemos nas ruas e que fazemos sinais para parar.

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!

Além disso, é essencial marcar que, além de ter como objetivo carregar passageiros, existe uma quantia mínima de pessoas para que seja necessária essa habilitação. Ao transportar 8 ou mais, a Carteira Nacional de Habilitação, da qual estamos falando nesse artigo, será requisitada.

Diferença entre a CNH D e as outras:

Como abordei acima, além da mencionada aqui, existem outras 4 categorias que são importantes de falar, incluindo 3 subcategorias.

Vamos começar falando da CNH A. Ela representa a habilitação daqueles que querem conduzir veículos que possuam duas ou três rodas. O maior exemplo disso, como você talvez já tenha imaginado, é a motocicleta.

A categoria B, por sua vez, é a mais comum entre os procurados no centro de formação de condutores. Quem a tem pode colocar as mãos no volante de um veículo de quatro rodas, com capacidade de 7 ou menos pessoas, e que o peso seja, no máximo, três toneladas e meia (3500 kg).

A categoria do tipo C se assemelha um pouco com a D, pois ele permite que uma pessoa conduza um veículo pesado, com mais de três toneladas e meia (3500 kg). Como os ônibus também são grandes e pesados, é necessária uma maior perícia do motorista. Ademais, esses condutores em questão, ao se utilizar da carteira de habilitação C, irão conduzir veículos que tenham como função o transporte de grandes cargas.

Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita

A carteira E não é tão simples assim, pois possui mais funções que as supracitadas. Quem possui ela pode dirigir até dois veículos, um principal e outro acoplado. Esse principal deve ser um veículo que tenha suas características equivalentes com a B (carros de passeio), C (caminhões) e a D (ônibus). Já o segundo veículo, trazido pelo primeiro, deve ter por volta de 6 toneladas (6000 kg) e a lotação de passageiros pode passar de 8 lugares. O principal exemplo que posso citar são os reboques.

Foi multado ou recebeu um processo administrativo? Não fique sem dirigir! Resolvemos seu problema em 24h, online e com garantia de satisfação de 100%. Clique aqui para uma consulta GRATUITA com o maior especialista no assunto.

Por último, vale citar as subcategorias, que são nada mais e nada menos que uma união de duas categorias diferentes.

Para começar, a AB é uma das mais conhecidas, pois junta os dois veículos mais dirigidos pela população brasileira, de 2 e 4 rodas, as motos e os carros de passeio.

Já a AC une as motos e os caminhões, veículos leves e muito pesados.

Por último, a carteira AD junta tanto a motocicleta quanto a direção de ônibus.

Quem pode tirar a carteira D?

Banner Consulta Gratuita
Banner Consulta Gratuita
Banner Consulta Gratuita

Diferentemente das habilitações A e B, no caso da D, existem alguns pré-requisitos para que seja possível realizar o procedimento, requisitos que também se aplicam para a categoria E. Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), você precisa:

  • Não ter nenhuma infração gravíssima ou grave em seu histórico ou ter reincidência por infrações médias, por um período de 12 meses retroativos;
  • Ter mais de 21 anos de idade;
  • Já ter uma CNH dentro de uma das condições abaixo:
  1. Ter um ano de experiência na carteira C;
  2. Ter dois anos de experiência na carteira B.

Como tirar a CNH D: passo a passo

Primeiro, é importante falar que o processo pode mudar dependendo de onde você mora. No entanto, de uma forma geral o processo ocorre da seguinte maneira:

Primeiro, você deve garantir que possui todos os documentos necessários e os separar para levar. Entre eles temos a sua Carteira Nacional de Habilitação, sua carta de identidade, seu CPF com o número do mesmo no seu RG, um comprovante de residência, como uma conta de luz ou de água.

É fundamental que você tire uma cópia de todos esses documentos acima, visto que a cópia ficará com o Departamento Estadual de Trânsito e os originais retornam com você.

Nessa hora você também deve realizar o pagamento das taxas da autoescola, tanto dos exames médicos e psicológicos quanto do exame toxicológico.

Banner Consulta Gratuita
Banner Consulta Gratuita

Em segundo lugar, para não precisar realizar novamente todas as aulas, tanto teóricas quanto práticas, é preciso mostrar um comprovante de que você já as cumpriu na autoescola em que tirou a outra habilitação.

Foi multado ou recebeu um processo administrativo? Não fique sem dirigir! Resolvemos seu problema em 24h, online e com garantia de satisfação de 100%. Clique aqui para uma consulta GRATUITA com o maior especialista no assunto.

Agora é a hora de fazer os exames de aptidão, tanto física quanto mental. Além disso, no caso da CNH D, um teste toxicológico também será requerido, visto que os danos, caso o motorista não seja prudente, seriam bem maiores que ao dirigir um carro ou moto, por conta do peso dos veículos.

Por último, está na hora de fazer as aulas práticas, dirigindo o veículo que a carteira D aborda. No fim das 20 horas de aula, a prova prática, a última etapa, lhe será aplicada.

Conclusão

Por fim, você leu nesse artigo tudo sobre como tirar a carteira d e outras informações importantes. Se você aspira ter essa CNH, fique atento para não receber nenhuma multa grave ou gravíssima no ano anterior e não comprometer esse desejo.

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!