Embriaguez Ao Volante: Medida Administrativa

Embriaguez ao volante é um termo utilizado para descrever a situação em que um motorista conduz um veículo sob a influência de álcool ou outras substâncias psicoativas que tiveram sua capacidade de dirigir de forma segura. Se você foi pego na Lei Seca precisa ler esse artigo até o final.

Leia mais

A embriaguez ao volante é uma das principais causas de acidentes de trânsito em todo o mundo e é considerada um crime em muitos países.

Leia mais

Os efeitos do álcool e outras drogas no corpo humano incluem a diminuição do tempo de reação, diminuição da capacidade de percepção de riscos, visão turva, redução da coordenação motora e da capacidade de tomar decisões conformes.

Leia mais

Quando um motorista está sob a influência dessas substâncias, ele pode ter dificuldade em manter o controle do veículo e em tomar decisões rápidas e precisas em emergências, o que pode levar a acidentes graves e fatais.

Leia mais

Por essa razão, muitos países estabelecem limites legais para a quantidade de álcool no sangue de um motorista, que podem variar de acordo com a legislação de cada país.

Leia mais

Além disso, a maioria dos países considera a embriaguez ao volante um crime e deve cumprir penas severas, como multas, suspensão da carteira de habilitação e até mesmo prisão, dependendo da gravidade do caso.

Leia mais

No Brasil, a embriaguez ao volante é considerada uma infração gravíssima e é regulamentada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o CTB, é proibido dirigir sob a influência de álcool ou outras substâncias psicoativas que podem alterar a capacidade de direção do motorista.

Leia mais

O limite permitido é zero. Caso o motorista seja flagrado com qualquer quantidade ou mais de álcool no organismo, ele pode ser multado, ter uma carteira de habilitação suspensa e até mesmo ser preso.

Leia mais

Além disso, o CTB estabelece que o motorista que se recusar a realizar o teste do bafômetro ou o exame de sangue para comprovar a embriaguez também será penalizado, com multa e suspensão da carteira de habilitação.

Leia mais

Vale ressaltar que a embriaguez ao volante é considerada uma das principais causas de acidentes de trânsito no Brasil e é um problema grave de saúde pública.

Leia mais

Por isso, é importante que os motoristas tenham consciência dos riscos da embriaguez ao volante e evitem dirigir sob o efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas.

Leia mais

Medidas administrativas da Embriaguez Ao Volante

https://www.youtube.com/watch?v=FuVUGm84QF8&pp=ygUWbGVpIHNlY2EgZG91dG9yIG11bHRhcw%3D%3D

Leia mais

A embriaguez ao volante é uma infração grave e perigosa que pode levar a acidentes fatais. Para combater esse problema, é importante que as autoridades tomem medidas administrativas para conscientizar os motoristas e punir aqueles que dirigem embriagados. Algumas medidas administrativas que podem ser adotadas incluem:

Leia mais

Fiscalização: A fiscalização de trânsito deve ser intensificada para coibir a embriaguez ao volante. Isso pode ser feito através de blitz de fiscalização em locais estratégicos, testes de alcoolemia e monitoramento de vias públicas por câmeras.

Leia mais

Multas e pontos na carteira: Os motoristas flagrados dirigindo embriagados devem ser multados e ter pontos na carteira de habilitação. As multas devem ser altas o suficiente para desestimular a prática, e os pontos devem ser suficientes para alertar os motoristas sobre a gravidade da infração.

Leia mais

Suspensão da CNH: Em casos mais graves, os motoristas podem ter a carteira de habilitação suspensa por um período determinado. Isso serve como uma medida punitiva para que o motorista entenda a gravidade da infração e não volte a cometê-la.

Leia mais

Educação e conscientização: As autoridades também devem investir em campanhas educativas para conscientizar os motoristas sobre os riscos da embriaguez ao volante. Isso pode ser feito por meio de campanhas publicitárias, palestras em escolas e universidades e outras atividades que envolvem a comunidade.

Leia mais

Ações preventivas: As autoridades podem investir em ações preventivas, como a instalação de bafômetros em locais de grande circulação de pessoas, para que os motoristas possam fazer o teste antes de dirigir. Também podem ser realizadas ações em parceria com bares e restaurantes para que eles incentivem seus clientes a não dirigir depois de consumir bebidas alcoólicas.

Leia mais

É importante lembrar que a embriaguez ao volante é uma infração grave que coloca em risco não só a vida do motorista, mas também a de outras pessoas. Por isso, as medidas administrativas para combater esse problema devem ser rigorosas e efetivas.

Leia mais

Aspectos administrativos determinados pelo Código de Trânsito Brasileiro para embriaguez ao volante

https://youtu.be/IIFp5r_qAH8

Leia mais

A infração administrativa está prevista no Art. 165, CTB, que determina:

Leia mais

Art. 165. Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência:

Leia mais

Infração - gravíssima;

Leia mais

Penalidade - multa (cinco vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses;

Leia mais

Medida Administrativa - retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado e recolhimento do documento de habilitação.

Leia mais

Primando pela segurança viária e a proteção ampla dos bens jurídicos que possam ser expostos a risco pela conduta, estabelece o ilícito administrativo pela simples conduta de dirigir veículo automotor sob a influência de álcool ou qualquer outras substância psicoativa que determine dependência, independente do volume de álcool verificada no organismo ou da quantidade de álcool ingerida.

Leia mais

Não existe, sob o ponto de vista administrativo, qualquer tolerância à ingestão de álcool para a caracterização da infração administrativa.

Leia mais

A apuração da materialidade da conduta e a verificação do consumo de álcool será realizada por meio dos procedimentos previstos no artigo 165-A do CTB:

Leia mais
  • testes de alcoolemia;
  • exames clínicos
  • exames periciais
  • outros exames ou meios técnicos estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN
Leia mais

Tais medidas são aplicáveis ao agente que ingere bebidas alcoólicas e extensíveis também àqueles que façam uso de substância entorpecente ou análoga que possa de alguma forma influir na capacidade psicomotora do condutor.

Leia mais

Ademais, prevê o Artigo 165-A que a condição do condutor pode ser caracteriza pelo agente de trânsito não só pelos procedimentos estabelecidos no caput do artigo, mas também por outros meios de prova em direito admitidos, tal como provas testemunhais, documentos, e outros que possam servir para indicar a condição do condutor implicado.

Leia mais

Conclusão sobre Embriaguez Ao Volante

Conclui-se que a embriaguez ao volante é uma infração de trânsito grave que pode colocar em risco a vida do motorista e de terceiros. A Lei Seca e o Código de Trânsito Brasileiro estabelecem medidas administrativas rigorosas para coibir essa prática, como a fiscalização intensa, o teste do bafômetro, multas, pontos na carteira de habilitação e suspensão da CNH.

Leia mais

É fundamental que os motoristas entendam a gravidade dessa infração e respeitem as leis de trânsito, evitando dirigir após o consumo de bebidas alcoólicas.

Leia mais

Além disso, é importante que as autoridades invistam em ações educativas e preventivas, para conscientizar a população sobre os riscos da embriaguez ao volante e incentivar o comportamento responsável no trânsito. Somente dessa forma será possível reduzir o número de acidentes e garantir a segurança de todos os usuários da via pública.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Esta página foi gerada pelo plugin

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Doutor Multas