Moto elétrica precisa de CNH?

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma consulta gratuita com o Doutor Multas!

Você já deve ter ouvido por aí que para dirigir uma moto elétrica não precisa de CNH. Também já deve ter ouvido por aí que isso é um grande engano e que para pilotar uma moto elétrica precisa de CNH, sim!

A confusão acontece devido a uma mudança recente no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) que afeta diretamente o uso das moto elétricas no país.

Afinal, a moto elétrica precisa de CNH? Preparamos este artigo para ajudar com as suas dúvidas. Continue conosco e saiba mais sobre o assunto!

O que é moto elétrica?

A moto elétrica nada mais é do que uma motocicleta que usa energia elétrica para se movimentar. No lugar da gasolina ou álcool, o abastecimento do veículo é feito a partir da carga da bateria.

Como recarregar uma moto elétrica?

Carregar uma moto elétrica é muito fácil, não tem mistério!

Quando, por exemplo, seu notebook acaba a bateria, o que você faz? Liga na tomada, certo?

Para recarregar sua moto elétrica o procedimento é o mesmo. Basta ligá-la na tomada através do cabo de energia que, geralmente, vem junto com o veículo.

Mas atenção!

A grande maioria dos fabricantes aconselha que o condutor não realize carregamentos quando a bateria ainda estiver acima de 50%. Isso contribui para o bom funcionamento da moto durante mais tempo.

O que torna a moto elétrica uma alternativa de mobilidade urbana sustentável?

Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita

A procura pelas motocicletas elétricas no Brasil e no mundo vem aumentando consideravelmente. Isso acontece porque há uma grande preocupação mundial em tornar as alternativas de transporte mais limpas.

Além de práticas e econômicas, as motos elétricas representam um grande passo em direção a um futuro sustentável.

Seu motor utiliza a eletricidade como fonte de energia ao invés da combustão, que é a queima de combustível. Dessa forma, as motos elétricas não emitem gases que geram o efeito estufa e, consequentemente, são menos poluentes.

E não para por aí!

Quem nunca se incomodou com o barulho estrondoso das motos pela cidade?

O barulho emitido pelas motos elétricas também é muito menor, comparado às motocicletas tradicionais. O fator contribui para a diminuição da poluição sonora e saúde auditiva da população.

Já o seu motor tem menos componentes e necessita de menos manutenção, pois a eletricidade não desgasta tanto as peças. Com isso, além da economia financeira (tanto na revisão quanto no abastecimento), a moto elétrica gera menos descarte irresponsável de peças no meio ambiente.

Moto elétrica precisa de CNH?

Em abril de 2021, entrou em vigor uma mudança no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) que passou a regulamentar o uso das motos elétricas no país.

Antes da modificação, o Código não definia regras específicas para as motos elétricas e gerava uma brecha na lei no que diz respeito à necessidade de CNH para pilotar tais motocicletas. Por isso, ainda há certa confusão sobre o assunto.

Mas afinal, a moto elétrica precisa de CNH? Sim!

Foi multado? Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma consulta gratuita com o Doutor Multas!

Para pilotar moto elétrica precisa de CNH da categoria A ou a Autorização para Conduzir Ciclomotores.

O CTB ainda prevê que os condutores utilizem os equipamentos de proteção:

Art. 54. Os condutores de motocicletas, motonetas e ciclomotores só poderão circular nas vias:

I – utilizando capacete de segurança, com viseira ou óculos protetores;

II – segurando o guidom com as duas mãos;

III – usando vestuário de proteção, de acordo com as especificações do CONTRAN.

Posso dirigir minha moto elétrica sem CNH?

Sim! Como as motos elétricas são consideradas ciclomotores, há a possibilidade de pilotar o veículo sem a CNH.

A Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) permite que o condutor se movimente com ciclomotores que possuam duas rodas, até 50 cilindradas e que não alcancem mais do que 50km/h.

Vale lembrar que para circular sem maiores problemas com sua moto elétrica, ela também precisa estar emplacada e com o IPVA em dia.

Como tirar a ACC?

Para solicitar uma ACC, há alguns passos que o condutor deve seguir, conforme listamos a seguir.

  • Ter, no mínimo, 18 anos;
  • CPF;
  • Documento de identificação com foto (RG, Carteira de Trabalho, CNH ou documento equivalente);
  • Realizar os exames médicos obrigatórios (psicológico e de aptidão física e mental);
  • Fazer o curso teórico e prova de legislação;
  • Fazer o curso de direção veicular e exame de direção veicular.

A autorização pode ser solicitada online no DETRAN de cada estado.

Agora que você já sabe que para pilotar moto elétrica precisa de CNH ou ACC, compartilhe o conhecimento com outros condutores. Em nosso blog, há diversos conteúdos sobre a vida no trânsito. Confira!

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma consulta gratuita com o Doutor Multas!