Junta Homocinética: Saiba Como Cuidar Dessa Peça!

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!

Conhecer todas as peças e o funcionamento do seu veículo é um trabalho muito importante para um condutor habilitado. Além dos conceitos básicos sobre mecânica vistos durante o processo de primeira habilitação, o condutor pode se inteirar de outros componentes importantes para o funcionamento do veículo. Como, por exemplo, a junta homocinética. Você conhece essa peça? Leia o artigo até o final para descobrir informações ainda fundamentais sobre ela.

Introducao 6

Você já pode ter ouvido em alguma ida ao mecânico que o seu veículo está com desgaste de junta, estou certo?

Nesses momentos, é natural que muitos condutores não saibam qual peça realmente é a junta e por qual motivo ela está desgastada.

Isso é bastante comum, mas veremos neste artigo que a junta, neste caso, é a junta homocinética, uma peça essencial para o funcionamento do veículo.

Ainda em cima disso, você verá como é importante manter alguns cuidados fundamentais para o pleno funcionamento do seu veículo.

Afinal, a melhor escolha será sempre manter os componentes em dia e evitar idas ao mecânico para tratar de um problema já em estágio avançado.

Por conta disso, veremos neste artigo outros assuntos relacionado à junta homocinética:

  • O que é a junta homocinética?
  • Cuidados para manter em dia a junta homocinética!
  • Como resolver problemas na junta homocinética?
  • Importância de manter o veículo com as manutenções e revisões em dia!
  • Quando o condutor precisa fazer a manutenção no veículo?
  • Quais os tipos de manutenções para a junta e para o veículo em geral?
A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!

Observe que são assuntos relevantes que iremos tratar aqui. Portanto, peço que leia o artigo com bastante atenção e busque entender como cada tópico se relaciona.

Além disso, quero salientar que é muito importante você sair desta leitura sem nenhuma dúvida sobre o assunto. Para isso, você terá uma seção exclusiva para comentários ao final do texto.

Se alguma dúvida sua não for respondida ao longo do texto, você poderá deixá-la lá para mim.

Esse assunto da junta homocinética é do interesse de muitos condutores. Sendo assim, também quero pedir o seu compartilhamento do tema com outros motoristas.

Assim como você, mais pessoas poderão ficar bem informadas sobre o tema junta homocinética. Boa leitura!

O Que é a Junta Homocinética?

o que e junta homocinetica
Muitos condutores não sabem o que de fato é a junta homocinética

Como citei na introdução do texto, você provavelmente já ouviu algo relacionado à junta homocinética sendo tratado apenas como junta. E, de fato, é o modo popular de chamar o componente.

O que você deve saber é que a junta homocinética está colocada nos veículos de tração dianteira.

Já nos veículos de modelo 4×4, a peça compõe o sistema de tração dianteiro e o sistema de tração traseiro também.

A função da junta homocinética é a de fazer a transmissão da tração do veículo para as rodas do mesmo.

Banner Consulta Gratuita
Banner Consulta Gratuita
Banner Consulta Gratuita

Para isso, há a necessidade de haver as marchas do automóvel, que irão determinar mais e menor força para a sua locomoção.

Dessa maneira, a posição da junta homocinética é entre as a transmissão do veículo e os seus eixos de transmissão. E, por sua vez, estes estão diretamente ligados às rodas do veículo.

Essa peça em formato de funil é composta por cavidades, onde as esferas podem exercer o trabalho necessário para o funcionamento da peça.

Mas você sabe identificar quando essa peça não está em pleno funcionamento?

Por mais que esse seja um componente de uma vida útil bem longa, pode sim ocorrer um desgaste e o condutor precisa agir para resolver essa situação.

Banner Consulta Gratuita
Banner Consulta Gratuita

Mas, não esqueça: se alguma dúvida surgir, anote-a. Você terá uma seção exclusiva para comentários ao final do artigo e poderei ajudar você por lá também. Siga com a leitura!

Junta Homocinética: Cuidados Para Manter a Peça em dia!

como manter em dia
Condutores precisam estar sempre atento ao funcionamento da junta homocinética

É importante que o motorista sempre mantenha cuidado com todas as peças do seu veículo.

Mas, especialmente relacionado com a junta homocinética, o motorista precisa estar atento a alguns aspectos importantes.

Um deles são os barulhos fora do normal que o veículo pode apresentar ao dobrar as suas rodas ou, também, com o veículo com as rodas em movimento.

O principal ponto de atenção para a junta homocinética é quando o veículo estiver com as rodas esterçadas e apresentar barulhos ou mau funcionamento.

Se você ainda não viu este termo, significa que as rodas estão totalmente paradas à direita ou à esquerda do veículo.

Sendo assim, caso constate alguma dessas irregularidades, é fundamental que o condutor busque a assistência de um mecânico de sua confiança para fazer a manutenção da peça.

Normalmente, é feita a substituição da junta homocinética o mais breve possível para que se evite maiores dores de cabeça para o motorista e resolva o problema de uma vez por todas.

Porém, sabemos que o melhor é sempre evitar que o problema aconteça de alguma maneira.

Falarei mais sobre os cuidados antecipados que você precisa ter em relação à junta homocinética de seu veículo na próxima seção deste artigo.

Sei que muitos conceitos sobre a mecânica do veículo –  por muitas vezes – são tratados de maneira estritamente técnica e com pouca explicação direta, mas quero mostrar aqui uma forma mais prática de lidar com a junta homocinética do seu veículo.

Quero perguntar se até aqui o artigo ajudou você de alguma maneira?

Tenho certeza que se ele foi útil para você até aqui, será muito interessante para outros motoristas também. Então, compartilhe com outras pessoas!

Junta Homocinética Dando Problema? Saiba Como Evitar Que Isso Aconteça!

Mais do que apenas resolver um problema quando ele aparece, também é função do motorista evitar que ocorram possíveis reparos no veículo devido ao uso incorreto ou falta de cuidados com as peças do veículo.

No caso da junta homocinética, conforme mencionei anteriormente, pode acontecer da peça não necessitar de um reparo em um tempo curto de uso do veículo.

Isto é, ela é sim uma peça de uma longevidade maior no veículo. Porém, isso não significa que o condutor não deva ficar de olho e buscar dar a manutenção devida do componente antes de um possível problema acontecer.

Afinal, é muito mais fácil manter em dia o estado de conservação do veículo e ter o carro funcionando perfeitamente, do que precisar lidar com muitos problemas e manutenções de última hora em decorrência de um descuido.

Por isso, reservei algumas dicas importantes para você estar sempre atento na situação da junta homocinética do veículo.

Tenha cuidado com a cambagem do veículo

Caso você ainda não conheça, a cambagem do veículo é feita, normalmente,  junto ao serviço de geometria e balanceamento.

De forma mais direta, a cambagem é feita para centralizar os pneus do veículo. Sendo assim, está diretamente ligada com a junta homocinética do seu veículo.

Ao regular essa função, tenha muito cuidado para que seja feita da forma correta. Pois, caso esse serviço não seja feito da forma correta, a junta pode apresentar problemas também.

Procure manter a geometria de fábrica do seu veículo

A geometria do veículo está totalmente ligada à junta do mesmo. Dessa forma, ao trocar a peça original, é natural que a junta homocinética possa apresentar algum defeito.

A dica aqui é procurar essa geometria original sempre. Mas, caso seja necessário a troca por algum outro motivo, procure fazer a troca por peças de qualidade e um serviço mecânico de confiança.

Esteja sempre atento à junta homocinética

Por fim, é importante que o condutor mantenha os cuidados necessários com a peça em si também.

Para isso, pode ficar atento a ela quando for fazer uma manutenção em seu veículo. Ou, ao notar uma mínima diferença em seu funcionamento, levar o veículo ao profissional mecânico de sua confiança o mais rápido possível.

Já que estamos falando sobre cuidados antecipados com o veículo, é preciso mencionar a necessidade que o condutor tem de fazer as manutenções periódicas em seu veículo.

Caso ainda não seja um costume seu, mostrarei na próxima seção deste artigo como ele deve passar a ser.

E não esqueça de anotar dúvidas. Afinal, esse é outro assunto muito relevante para todos os condutores, não é mesmo?

Importância da Manutenção do Veículo!

manutencoes
O motorista precisa levar o seu carro regularmente a um profissional de sua confiança

Se você for um condutor já de longa data sabe que a manutenção preventiva é de grande serventia para o seu veículo.

Esse procedimento examina componentes muito acionados em seu veículo, principalmente no seu dia a dia no trânsito.

Por conta disso, muitos motoristas relatam, inclusive, uma melhor performance tanto do motor do veículo, como do gasto em combustível depois de passar pelo procedimento.

Porém, muitos motoristas não sabem quando devem fazer o procedimento.

Isso é natural, mas o fato é que não se tem um tempo preciso. É recomendável que ele seja feito de 6 em 6 meses.

Portanto, duas vezes ao ano o condutor terá que procurar o mecânico de sua confiança e realizar a manutenção. Esse é um cálculo de tempo mais superficial.

Se você costuma utilizar mais o veículo, quando este atingir os 10 mil quilômetros rodados, pode ser interessante levá-lo à manutenção. Mesmo antes do tempo de 6 meses.

Foi multado ou recebeu um processo administrativo? Não fique sem dirigir! Resolvemos seu problema em 24h, online e com garantia de satisfação de 100%. Clique aqui para uma consulta GRATUITA com o maior especialista no assunto.

Isso porque o uso mais “pesado” da máquina pode sim diminuir a vida útil de alguns componentes.

Outro ponto fundamental para o condutor ter cuidado com as manutenções é a situação em que o veículo é colocado regularmente.

Ou seja, dependendo da situação da via em que ele circula, o motorista terá que fazer mais cedo a manutenção preventiva.

Mas você pode estar se perguntando: o que isso tem relação com a junta homocinética?

Bem, na verdade tem muita relação. Um veículo que não está funcionando corretamente em seus componentes mais básicos, como pneus, suspensão e outros, poderá danificar peças como a junta também.

Além disso, é fundamental que sejam revisados – durante a manutenção preventiva –  alguns itens que estão diretamente ligados à junta homocinética.

Como a suspensão do veículo, o jogo de pneus e a cambagem que citei logo no começo do artigo.

Sendo assim, é muito importante que você, motorista, cuide regularmente do seu veículo o levando à manutenção preventiva.

Aliás, você sabe a diferença das manutenções que podem ser feitas em um veículo?

Na verdade, muitos condutores conhecem apenas a manutenção preventiva e nem fazem ideia de que outros tipos de revisões podem ser aplicadas ao veículo.

Mas não se preocupe, na próxima seção vou explicar melhor quais são os outros tipos de manutenções disponíveis para o motorista e como fazê-las pode evitar uma série de problemas em seu veículo no geral.

Sempre lembrando que a junta homocinética também precisa ser colocada dentro dessas revisões. Afinal, esse é um componente de suma importância para o melhor funcionamento do seu veículo.

Quer saber mais sobre manutenção preventiva ou tem alguma dúvida específica sobre esse tema que ainda não foi respondida?

Lembre que a nossa seção de comentários está à sua disposição para todo e qualquer questionamento sobre este ou outro tema relacionado à veículos e o trânsito em geral.

Saliento que você sair dessa leitura sem nenhuma dúvida é parte fundamental do processo. Portanto, não deixe de perguntar se ainda restar algum tipo de pergunta.

Vamos continuar a leitura!

Qual a Diferença Entre as Manutenções do Veículo?

Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita
Banner Consulta Grauita

Você já precisou fazer uma manutenção em seu veículo por ter notado uma falha de funcionamento em alguma peça ou componente?

Bem, saiba que se você fez isso não foi uma manutenção preventiva que foi realizada em seu veículo.

Na verdade, existem três tipos de manutenções no veículo: preventiva, corretiva e preditiva.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é o exemplo que eu utilizei na primeira explanação deste capítulo.

Quando o condutor busca corrigir uma falha em seu veículo através de uma manutenção, está aplicando, de fato, uma manutenção corretiva.

Na grande maioria dos casos, essa manutenção tende a ser a mais difícil de ser resolvida. Visto que o condutor só se deu conta do problema pela falta das outras manutenções.

Por conta disso, o veículo pode apresentar problemas mais sérios. Se sua junta homocinética falhar por conta da falta de outras manutenções, você terá que apelar à manutenção corretiva.

Manutenção preventiva

Acredito que já tenha ficado claro na nossa seção anterior, mas vale reforçar aqui o que é a manutenção preventiva.

Como o próprio nome diz, essa manutenção previne o veículo de possíveis falhas ou panes através de uma revisão geral e periódica no mesmo.

São analisados todos os componentes essenciais para o funcionamento do veículo de forma antecipada.

É a melhor manutenção para evitar dores de cabeça com falhas em seu veículo. No caso da junta, esse cuidado antecipado poderá fazer com que você não venha a ter problemas na peça.

Manutenção preditiva

Já a manutenção preditiva também antecipa o condutor de ter a necessidade de uma manutenção corretiva.

Normalmente, ela é solicitada ao mecânico pelo condutor quando o veículo já está sem manutenção por um período maior de tempo e o motorista desconfia da durabilidade de alguma peça ou componente.

Ou seja, o condutor evita que o problema aconteça de uma hora para outra e já faz uma manutenção que verifica as peças com desgaste.

Se você desconfia que sua junta homocinética possa vir a dar um problema futuramente, realize esse tipo de manutenção para evitar maiores dores de cabeça.

Não esqueça que os cuidados com o veículo são de responsabilidade do condutor proprietário.

Dessa forma, evitar que o veículo o deixe na mão e dê prejuízos é sim uma obrigação.

Além disso, conduzir o veículo em condições ruins coloca em risco a sua segurança no trânsito e também a de todos à sua volta.

Vale lembrar que o Código de Trânsito Brasileiro, em seu art. 230, XVIII, define que conduzir veículo em mau estado de conservação comprometendo a segurança resulta em uma infração de natureza grave.

Isso significa que o motorista terá que arcar com uma multa no valor de R$ 195,23 e terá 5 pontos adicionados ao seu documento de dirigir. Além de ter o veículo retido para regularizar a situação.

É claro que o condutor poderá recorrer, tendo esse direito assegurado pela Constituição Federal. Para isso, será preciso elaborar o chamado recurso de multa.

O melhor caminho é sempre efetuar as revisões e não deixar que nenhum problema ocorra na junta homocinética ou em outro componente do veículo.

Conclusão

conclusao 10
Condutor deve estar sempre atento ao funcionamento da junta homocinética do seu veículo

Chegamos ao final da sua leitura desse artigo completo sobre a junta homocinética do veículo.

Você viu aqui que esse é um componente primordial em todos os veículos.

Além disso, vimos que é fundamental que o condutor tenha cuidados básicos para lidar com essa peça, pois o funcionamento dela está conectado com outros componentes do veículo.

Lembre-se de cuidar do veículo em todas as suas peças, não apenas na junta homocinética.

Esse cuidado faz com que você evite problemas na própria junta. Fique atento à cambagem, por exemplo.

As manutenções existentes servem para ajudar o condutor sempre.

A preventiva e a preditiva são mais eficazes pois antecipam o problema. A corretiva serve para corrigir falhas como no caso da junta ou outra peça.

Ter esses cuidados com o veículo servem para que você aumente a sua segurança e mantenha em dia a sua CNH.

Foi multado ou recebeu um processo administrativo? Não fique sem dirigir! Resolvemos seu problema em 24h, online e com garantia de satisfação de 100%. Clique aqui para uma consulta GRATUITA com o maior especialista no assunto.

Afinal, dirigir com o veículo em mau estado de conservação rende ao motorista uma multa de natureza grave.

Situação pela qual nenhum condutor deseja passar é a de precisar lidar com uma multa de trânsito.

Por isso, você pode contar com a ajuda dos profissionais da Doutor Multas quando precisar de um auxílio em direito de trânsito.

E como você chegou até aqui, faço a última lembrança de que você tem a seção de comentários à disposição para deixar a sua pergunta.

Também reforço que o seu compartilhamento desse conteúdo é fundamental para que mais motoristas saibam como funciona a junta homocinética!

Referências

https://chiptronic.com.br/blog/junta-homocinetica-entenda-sua-funcao-e-aprenda-conserva-la

https://blog.nakata.com.br/junta-homocinetica-entenda-tudo-sobre-a-peca/

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9503.htm

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

 

 

A lei de trânsito mudou e a sua CNH pode estar em risco! Você tem uma multa e quer evitar a perda da habilitação? Clique aqui e faça uma Consulta GRATUITA (em menos de 02 minutos) da sua multa ou processo administrativo de trânsito!