A “última CNH”: Ex-motoristas São Homenageados Pela Campanha da Nissan

Última atualização em

Com o passar dos anos, é comum a perda da capacidade física, da visão e da audição. Essa perda afeta diretamente a capacidade de realizar algumas atividades, dentre essas a condução de veículo.

No Brasil, existem algumas regras específicas quando se relaciona idade à possibilidade de dirigir.

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), existe uma determinação de idade mínima para dirigir, mas não de idade máxima.

A idade limite para que um condutor continue dirigindo dependerá, assim, da comprovação de que ele ainda possui aptidão física e mental para continuar conduzindo seu veículo.

A idade mínima e máxima para dirigir no Brasil

O CTB determina como idade mínima para dirigir 18 anos. A partir dessa idade, então, o indivíduo é considerado física e mentalmente capacitado para assumir o controle de um veículo de passeio, motocicleta ou veículo de carga com peso bruto excedendo 3500 quilos, aos quais as CNHs de categoria A,B e C fazem referência.

Para adquirir a habilitação de categorias  D e E, é necessário que o indivíduo tenha 21 anos de idade.

Como idade máxima para dirigir, o CTB não faz nenhum apontamento. O único postulado feito pelo código refere-se ao intervalo para renovação de carteira de habilitação.

Quando atingidos os 65 anos de idade, o condutor tem seu tempo para renovação da carteira de habilitação diminuído de 5 anos para 3 anos.

Para essa renovação, todo o condutor deve realizar exames clínicos de capacitação física e mental, e exames toxicológicos em laboratório credenciado pelo Denatran, se sua CNH for de categoria C, D ou E.

Caso ele obtenha a aprovação em todas categorias, será considerado habilitado a continuar dirigindo.

Quando o condutor possui idade igual ou superior a 65 anos e tem de realizar esses exames de 3 em 3 anos, os resultados passarão a dizer também se o intervalo trienal se mantém.

Em casos em que os resultados apontem alguma doença que ponha em risco as aptidões físicas testadas em desenvolvimento, esse intervalo pode diminuir, sendo estipulado pelos avaliadores de cada uma das categorias de exame.

 

Os motoristas que não conseguem renovar a CNH

homenagem nissan motoristas nao renovaram cnh
A Nissan promoveu uma linda homenagem aos condutores que não podem mais dirigir

Alguns condutores, apesar de, durante sua vida toda, sempre conseguirem renovar sua CNH, depois de determinada idade passam a não ter um bom desempenho nos exames e não conseguem manter o seu direito de continuar dirigindo.

O protesto de muitos é realizado com tristeza, pois têm a direção como uma distração e como uma prática de vida inteira.

Acham injusto o resultado liberado pelos exames, já que sempre tiveram uma vida ativa no volante, seguindo as normas de trânsito e com raras infrações registradas.

Mas, infelizmente, se o resultado de alguma das categorias do exame for insuficiente para considerar o condutor habilitado para dirigir, não há outra alternativa se não a retirada da carteira de habilitação do condutor, não permitindo que ele continue dirigindo.

Por esse motivo, a Nissan, em campanha para o veículo GT-R, um dos mais rápidos do mundo, resolveu homenagear os motoristas que perderam suas habilitações em razão de sua idade já avançada e consequente reprovação nos testes de aptidão física, mental e de conhecimento.

homenagem nissan
Senhor que participou da campanha

Nessa homenagem, a Nissan ouviu alguns ex-motoristas que lamentaram muito em perder seu direito de dirigir e, após os relatos, levou-os para encerrarem suas atividades como condutores conhecendo o seu modelo de 572 cv.

Os ex-motoristas foram levados a um autódromo e convidados a darem uma volta no superesportivo, que acelera até 313 km/h.

Alguns deles foram convidados também a dirigir o veículo, como forma de encerrar com muita emoção suas atividades no volante.

A visita ao autódromo foi uma surpresa para os ex-motoristas e todos gostaram muito da experiência proporcionada pela Nissan.

 

Conclusão

homenagem nissan conclusao
As avaliações de condutores com mais de 65 anos visam contribuir com a segurança no trânsito

Com o passar dos anos e o avanço da idade, é inevitável que algumas das capacidades físicas e mentais do ser humano fiquem comprometidas.

Por isso, para diminuir o risco de acidentes, que podem prejudicar outras pessoas e o próprio condutor, as medidas avaliativas são aplicadas a motoristas que ultrapassam os 65 anos de idade dirigindo.

Os testes aplicados a todos os condutores tentam equiparar as capacidades de todos os condutores que os realizam, tanto os que possuem mais de 65 anos quanto os que ainda não atingiram a idade em que a CNH deve ser renovada de três em três anos.

O balanço das avaliações é adotado para que nenhum condutor em atividade tenha as habilidades testadas de maneira diferente do outro. Com o equilíbrio das aptidões necessárias à condução de um veículo, acredita-se obter maior facilidade na manutenção da segurança no trânsito.

 

Referências:

  1. https://www.youtube.com/watch?v=p_rGU668yUU
  2. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9503.htm
Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.