Comprar ou Alugar Carros: Qual Vale Mais a Pena?

Consulte qualquer veículo pela placa em poucos minutos. Descubra AGORA: Chassi, renavam, proprietário e multas de um veículo:  Clique aqui e consulte agora.

Pensando em comprar ou alugar carros? Baixe a minha lista de documentos para a transferência de veículo e o meu contrato de compra e venda. Clique aqui para garantir o acesso!
comprar ou alugar carros futuro

Entre comprar ou alugar carros, qual opção lhe parece a melhor?

Como é difícil tomar uma decisão sem pesar prós e contras, estamos propondo a você um guia completo sobre o assunto.

Neste artigo, vamos falar das vantagens e desvantagens do aluguel de carros, explicar se o leasing operacional vale a pena e quando comprar um automóvel pode ser uma boa ideia.

O importante, como você vai ver a partir agora, é ter uma calculadora sempre à mão.

Mas essa não é uma decisão apenas matemática.

Suas necessidades enquanto condutor e as da sua família precisam ser colocadas juntas na balança.

Então, para começarmos, tenha em mente a palavra planejamento.

E o primeiro passo você está dando agora, ao adquirir informação e conhecimento.

Continue a leitura e faça uma boa escolha decidir ao comprar ou alugar carros.

 

Comprar ou Alugar Carros?

comprar ou alugar carros
Você conhece as vantagens e desvantagens da compra e do aluguel?

Se você está em dúvida sobre o que é melhor para seu conforto ou para o seu bolso, comprar ou alugar carros, aconselhamos que pegue a calculadora.

Para tomar a melhor decisão, é bom começar por uma série de cálculos.

Mas nós vamos ajudá-lo.

O carro próprio é sinônimo de comodidade e praticidade, pois você o tem sempre à disposição na hora e no lugar em que for necessário.

Mas o velho questionamento sobre comprar ou alugar um imóvel hoje já pode ser aplicado também aos veículos.

No Brasil, a propriedade de um automóvel ainda é parte de uma cultura que atribui status.

Infelizmente, isso acaba sendo uma das maiores causas de inadimplência entre os brasileiros.

Atualmente, já cresce a convicção de que comprar um carro não é exatamente um bom investimento para o dinheiro.

E isso se explica pela rápida desvalorização e os altos juros dos financiamentos.

Um outro fator que vem levando o consumidor a pensar duas vezes é a dificuldade de locomoção no trânsito das grandes cidades.

E tem ainda os estacionamentos, as regras de rodízio e as raras e inseguras vagas nas ruas.

É mais caro comprar ou alugar carros?

comprar ou alugar carros mais caro
Veja qual opção é mais cara

Comprar ou alugar carros, sem dúvida, é uma decisão de grande impacto financeiro.

Por isso, é importante tomar cuidados para evitar prejuízos.

Um erro é pensar apenas no valor da parcela do financiamento do veículo próprio.

Afinal, não são apenas as prestações, pois um automóvel gera vários outros gastos.

Entre essas despesas, estão combustível, o seguro obrigatório DPVAT, o seguro particular, o IPVA, licenciamento e gastos com estacionamento e com lavagem, que são variáveis.

Existem, ainda, os gastos com revisões periódicas.

E não podemos esquecer das despesas que são eventuais.

Entre elas, o custo da franquia do seguro, se for acionado, além do reparo no veículo após um acidente, pedágio em viagens e multas de trânsito.

Colocando na ponta do lápis, você sabe quanto tudo isso pesa no bolso?

Vamos pegar carona em uma simulação feita pelo consultor Leonardo Brum, estrategista em inbound marketing da GFAI Holding.

O cálculo leva em conta a aquisição e também a manutenção de um carro novo popular.

Ele considera o valor de R$ 30 mil no veículo, com metade pago na entrada e o restante através de financiamento em três anos.

Assim, ao longo de cinco anos, você gastará um total de R$ 91.370,00.

Somando tudo, há um gasto mensal aproximado de R$ 1.523,00.

Levou um susto?

Mas não se precipite, pois a locação pode até sair mais cara, dependendo da situação.

Para alugar um carro com uma taxa diária de R$ 60, por exemplo, o gasto mensal seria de aproximadamente R$ 1,8 mil se o veículo fosse utilizado todos os dias.

Em cinco anos, a soma seria de R$ 108 mil.

Outros fatores na decisão

Mas você também precisa levar em conta outras questões antes de decidir se vai comprar ou alugar carros.

Uma delas é o quanto seu carro será utilizado e quais distâncias que serão percorridas.

Deixá-lo a maior parte do tempo na garagem é muito diferente do que utilizá-lo diariamente para trabalhar, por exemplo.

Talvez não compense ter um carro somente para passeios, por exemplo.

Ou quem sabe ir ao shopping ou ao supermercado.

Assim como não é vantajoso alugar um carro para ser usado com grande frequência.

Compreende a relação?

 

Vantagens e Desvantagens de Comprar Carro

comprar ou alugar carros vantagens desvantagens
Analise os pontos fortes e fracos ao alugar ou comprar um carro

Se você ainda está em dúvida sobre comprar ou alugar carros, pense que a vantagem número 1 para quem quer adquirir um veículo próprio é a comodidade.

Afinal, ele estará à disposição onde e quando for necessário.

Além disso, se você não pode pagar à vista, o que poderia render um bom desconto, existem financiamentos mais do que atrativos, seja para novos ou usados.

Só fique de olho nas taxas de juros.

Ter um carro próprio também é vantajoso para quem precisa utilizá-lo com frequência, profissionalmente, para deslocamentos durante o serviço e não apenas para ir e voltar do trabalho para casa.

Especialistas indicam, inclusive, que, muitas vezes, é mais vantajoso comprar um carro seminovo em vez de um zero quilômetro.

Assim, você evita a grande desvalorização que um veículo sofre nos dois primeiros anos – 10% só ao sair da concessionária.

Comprar um seminovo pode ser ainda mais em conta do que optar pelo aluguel de um carro.

Na ponta do lápis

comprar ou alugar carros ponta lapis
Os gastos devem ser bem calculados

Para tornar tudo mais claro para você, vamos pegar carona neste exemplo real apresentado pelo site Konkero.

O aluguel de um VW Fox em São Paulo custa, em média, R$ 110 por dia.

Isso significa que:

  • Ao usar o carro todos os dias, gastará R$ 3.300,00 por mês e até R$ 39,6 mil por ano.

  • Já se comprar um novo e financiar em 36 vezes (três anos), com uma entrada no valor de R$ 8 mil, precisará investir cerca de R$ 800,00 mensais.

Agora, leve em conta que seguro veicular de um Fox fica em torno de R$ 400,00 por mês.

Coloque na conta o combustível, com um gasto médio mensal de R$ 200,00.

Some o IPVA, que dá cerca de R$ 1.400,00.

Então, veja que seu gasto ficará em R$ 2.800,00 mensais ou R$ 33,6 mil ao ano.

 

Compartilhar o carro é alternativa

Ainda está em dúvida sobre comprar ou alugar carros? Temos mais uma observação a fazer.

Se você usa o carro com uma frequência maior ou, por qualquer outro motivo, decidiu que vale a pena investir na compra do seu veículo, o compartilhe quando não o estiver usando.

No Brasil, já existem serviços como o Pegcar, que contribui para desafogar o trânsito e ainda rende um dinheiro extra para você.

Mas lembre-se sempre de planejar e calcular todos os prós e contras antes de tomar a decisão final entre comprar ou alugar carros.

O importante é não jogar seu dinheiro fora.

Como já dissemos, adquirir um carro para deixá-lo na garagem é desperdício.

 

Vantagens e desvantagens de alugar um carro

Como já sabemos, existem pessoas que usam pouco os seus próprios veículos.

Os gastos para se ter um carro são altos e o fato de deixá-lo na garagem não reduz essas despesas.

Por isso, o aluguel de carros passou a ser uma opção também para quem quer evitar esse tipo de preocupação, mantendo o hábito de utilização de um veículo por tempo limitado.

Então, quando a locação vale a pena?

Em eventos esporádicos, principalmente, como uma viagem de final de semana.

Sobre a viagem, inclusive, dá para locar o veículo na cidade de destino.

Essa é uma economia importante.

Outra possibilidade é que os carros podem ser locados para realizar um test drive.

Isso mesmo!

Outra vantagem de alugar carros é que as locadoras oferecem todo tipo de modelo.

Desde populares, para passeios mais curtos em cidade, até veículos 4×4, para viajantes dispostos a se aventurarem por lugares desconhecidos.

Assim como há diversos modelos disponíveis no mercado, você também conta com uma variedade de locadoras.

Atenção aos opcionais

comprar ou alugar carros atencao opcionais
As locadoras de carro oferecem carros com equipamentos de acordo com a sua necessidade

Outras variantes, além da escolha do modelo, podem influenciar o custo final do aluguel e, claro, dar maior conforto e comodidade para você.

Se você vai circular por uma cidade que não conhece, as locadoras oferecem a opção de alugar carro com navegador GPS.

Assim, você saberá exatamente quais caminhos deve seguir, sem preocupações ou paradas desnecessárias para pedir informações.

Passeios com bebês exigem alguns cuidados, entre eles, a obrigatoriedade da cadeirinha.

Pensando nisso, o item também está entre os opcionais ofertados pelas locadoras, assim como a poltrona de elevação para crianças de até dez anos.

Existem basicamente duas formas principais para a locação de um automóvel.

A mais conhecida é por dia.

Sua característica principal é que ela não prevê a inclusão de gasolina.

Ou seja, é preciso entregar o veículo com seu tanque cheio.

Também o seguro entra como opcional.

Outra modalidade disponível é por hora.

Conforme a cidade onde você reside, pode localizar empresas que trabalham com o sistema.

A principal diferença é que ele inclui no custo o valor da gasolina e a contratação do seguro.

Esse tipo de contratação tem vantagens para quem deseja realizar um passeio com a família, por exemplo.

Como o aluguel de carros é calculado

Com relação ao cálculo, é muito simples.

As locadoras têm diferentes tarifas e requisitos, mas, basicamente, você precisa saber a que se refere cada cobrança.

Na hora de alugar, você deve escolher entre duas opções:

  • Quilometragem livre: paga um valor fixo por dia, não importa o quanto rodar. Se você for utilizar o veículo por um longo trajeto ou não souber quanto tempo irá circular, essa é a melhor opção.

  • Quilometragem controlada: paga um preço menor na diária e outro para cada quilômetro que percorrer além do limite combinado. Se for circular pouco ou souber exatamente o quanto irá rodar, escolha essa opção.

E atenção: retirar o carro em uma cidade e deixá-lo em outra pode aumentar o custo do aluguel.

Verifique as regras antes de selecionar a locadora de veículos.

O seguro é importante?

O seguro, como o nome indica, é uma segurança para qualquer problema que venha a enfrentar com o carro alugado.

Ele protege contra roubo, incêndio ou batida.

Se algum imprevisto do tipo acontece, quem arca com o prejuízo é a locadora, que também deve fornecer um novo carro ao cliente.

Com todas essas informações, você pode calcular se, para sua necessidade, vale a pena o aluguel de carro.

Seja a lazer, negócios ou dia a dia, compare e decida.

O mais importante antes de tomar a decisão entre comprar ou alugar carros é se organizar financeiramente.

 

Aluguel de Carros no Longo Prazo Sai mais Barato?

comprar ou alugar carros longo prazo mais barato
Já ouviu falar em aluguel de carro para o longo prazo?

E se você ainda está em dúvida se é melhor comprar ou alugar carros, saiba que um novo serviço começa a ganhar adeptos no Brasil.

Estamos falando da locação por um ano ou mais.

É o chamado leasing operacional.

Você sabia que, nos Estados Unidos, esse modelo já responde por mais da metade dos carros novos?

Por aqui, quem primeiro ofereceu a ideia foi a Rodobens, oito anos atrás.

A maior parte dos clientes são empresas, mas o novidade vem se aproximando das pessoas físicas.

A mensalidade inclui licenciamento, IPVA, revisões e o seguro.

Ou seja, não há custos de manutenção.

Deve-se levar em conta também que, ao quitar um carro, há o valor residual do automóvel mesmo após a depreciação.

Por outro lado, a diferença dos gastos talvez fosse melhor utilizada como um investimento.

Exemplo de custo no aluguel anual

Nos exemplos a seguir, apresentamos uma comparação realizada pa Revista Exame.

A publicação colocou lado a lado a despesa com a compra e com a assinatura anual na modalidade de leasing.

No caso do Chevrolet Onix 1.0 LT, o aluguel por um ano (até 25 mil quilômetros) sai por R$ 1.390,00 mensais.

O valor de compra do veículo é R$ 44.890,00; seu IPVA fica em R$ 1.820,00; e o seguro, R$ 2.275,00.

Além disso, tem a depreciação do veículo, que é de R$ 9.538,00.

Com esses quatro primeiros itens, você não precisa se preocupar no leasing.

Na ponta do lápis, em um ano:

  • O Onix novo custa R$ 58.523,00;

  • O Onix alugado, R$ 16.680 (12 vezes de R$ 1.390,00).

Já para o Ford EcoSport 1.6 Freestyle, o aluguel por uma ano sai (até 25 mil quilômetros) por R$ 2.390,00 mensais.

Nesse caso, ainda tem a opção da locação por 24 meses (até R$ 50 mil quilômetros), o que reduz o valor para R$ R$ 2.290,00 mensais.

O valor da compra do modelo é R$ 77.900,00; IPVA, R$ 3.116,00; seguro, R$ 3.895; e a depreciação, R$ 11.916,00.

No fim das contas, as despesas ficam em:

  • R$ 96.827,00 com a nova EcoSport;

  • R$ 28.680,00 (12 vezes de R$ 2.390,00) com o leasing.

Para quem faz questão de carro novo a cada dois anos, o serviço de aluguel de longo prazo pode ser interessante, já que os carros disponíveis são sempre novos.

 

Como Calcular os Custos de um Carro

Há alguns fatores muito importantes quando se fala em custos de um carro.

Revisão em dia e tanque cheio são as despesas que talvez mais pesam no bolso do motorista.

A gasolina teve seu preço elevado diversas vezes, como você sabe bem.

E como muitas das peças de reposição no mercado são importadas, você hoje gasta bem mais para realizar a manutenção do carro.

Para completar, o dragão da inflação não deixou barato e elevou o custo de vida na maioria das cidades.

Nessa atual situação, comprar, ter e manter um carro está cada vez mais difícil.

Haja orçamento para dar conta de tantas despesas.

E se levarmos em conta que não faltam alternativas de transporte, como ônibus, táxi e aplicativos, ter um veículo na garagem talvez seja um luxo.

Afinal, o que é melhor: comprar ou alugar carros?

Nunca podemos esquecer dos desfalques que ocorrem uma vez a cada ano, ao renovar o seguro do carro e pagar o IPVA, por exemplo.

Vamos entender melhor? Para isso, vale dividir em custos fixos e variáveis.

Custos fixos de um carro

Antes de decidir entre comprar ou alugar carros, considere como custo fixo toda despesa que não varia se o carro é ou não usado.

Ou seja, mesmo com ele parado, o gasto existe.

E tudo começa pela depreciação.

É dessa forma que se conhece o efeito da perda de valor do carro com o passar do tempo.

Uma excelente forma de acompanhar esse movimento é através da tabela FIPE.

Mas há mais despesas, como o seguro que garante a proteção do patrimônio.

E tem também o IPVA, o licenciamento, o seguro obrigatório e tudo aquilo que incide sobre o financiamento, caso tenha comprado seu carro dessa forma.

Tudo isso precisa entrar na conta para entender quanto custa manter um carro.

Custos variáveis de um carro

Por custo variável, entendemos as despesas que variam conforme o carro é usado. Um exemplo clássico é o combustível: quanto mais você roda, mais você gasta.

E não esqueça das revisões periódicas.

Se precisar de uma troca de óleo, por exemplo, esse é também um custo variável.

Pelo menos uma vez a cada dez mil quilômetros, são necessárias uma revisão e também uma troca de óleo.

Você também paga por estacionamento, quando para o carro fora de casa, além dos pedágios, quando pega a estrada.

Eventuais multas também entram nesse pacote, além dos gastos com a limpeza do carro se for feita por terceiros.

Segundo cálculos feitos ao jornal Zero Hora pelo consultor financeiro Alfredo Meneghetti Neto, em dois anos com o veículo, os gatos já seriam suficientes para adquirir um novo automóvel, caso tivesse investido o valor.

 

Dicas para Decidir o Que é Melhor para Você

comprar ou alugar carros dicas decidir
Algumas pessoas optam por transporte público ou até pelos aplicativos como o Uber

Agora, você já sabe quanto custa em média para comprar ou alugar carros. Então, é chegada a hora de analisar prós e contras de cada opção.

Muita gente tem calculado e avaliado que comprar ou alugar carros pode não ser a melhor opção.

Isso na comparação com táxi, ônibus, metrô ou aplicativos para smartphones, como Uber ou Cabify.

Mas não há um só transporte que seja o melhor para qualquer pessoa. A sua rotina precisa ser considerada para chegar ao resultado ideal.

Só não vale deixar de identificar quanto do orçamento acaba comprometido com essa despesa.

Dependendo da mordida no orçamento familiar, é preciso fazer ajustes com urgência.

Para isso, o educador financeiro Reinaldo Domingos sugere dividir o total gasto com transporte pelo total da renda familiar.

Dessa forma, se descobre o total do orçamento destinado para essa despesa.

Mas não analise essa despesa de forma isolada.

Educadores financeiros orientam que é preciso pensar no seu orçamento como um todo.

 

Conclusão

comprar ou alugar carros qual vale mais
Já tomou sua decisão?

O que esperar do futuro?

Parece inevitável que haja uma mudança na forma como boa parte do público irá consumir e utilizar automóveis.

Para muitos usuários, não fará mais sentido gastar uma enorme soma de dinheiro na compra de um veículo se for possível alugá-lo por preços acessíveis ou chamar outro pelo celular.

Os avanços da tecnologia estão aí para colocar mais um ingrediente na polêmica.

Mas há um aspecto que não desperta dúvidas, nem contestações: planejar é preciso quando o assunto é comprar ou alugar carros.

A decisão agora é sua e parte desta primeira pergunta: eu preciso mesmo de um carro 100% do meu tempo?

Se gostou do artigo, não deixe de compartilhar. Caso tenha alguma dúvida, comente abaixo ou entre em contato conosco.

A equipe do Doutor Multas está sempre pronta para atendê-lo bem.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.
Consulte qualquer veículo pela placa em poucos segundos: Clique aqui e consulte agora.