Calotas: Qual o Melhor Tipo Para Seu Carro?

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.

Você sabe qual o real sentido de colocar calotas nas rodas do veículo?

Condutores apaixonados por tuning adoram cada canto de seus carros, e as rodas são um ponto relevante ao fazer a customização.

No que se refere às calotas, essa peça pode servir muito mais do que simplesmente como item decorativo, pois ela tem uma função bem importante.

Por isso, é interessante saber o que são as calotas e quais são os tipos disponíveis no mercado.

Além disso, é preciso aprender a aplicá-las às rodas do automóvel, para que você não as perca durante o percurso, como acontece no caso da estrada que liga Taubaté a Ubatuba, em São Paulo.

Neste artigo, você vai obter essas e outras informações,  e vou apresentar, também, sugestões de sites nos quais você pode comprar calotas para o seu carro.

Portanto, aqui, você vai descobrir como escolher a melhor calota para seu veículo e muito mais.

Então, não deixe de fazer a leitura até o final.

 

O Que São Calotas

Pode ser que você até já saiba, mas é interessante iniciar a discussão sobre calotas definindo que item é esse.

Quando você pensa em personalizar seu carro, deve passar em sua mente uma série de alterações na aparência do veículo, para que ele combine mais com o seu gosto.

Naturalmente, as rodas também devem passar por customização, visto que um belo aro pode fazer toda a diferença na hora de dar um estilo único ao automóvel.

Isso significa que seu veículo não precisa permanecer com a roda de ferro à mostra, pois isso poderia prejudicar a personalização.

A solução para isso, então, é apostar em uma bela calota; e opções não faltam no mercado.

Normalmente, as calotas são usadas sobre as rodas de ferro, pois dão, a elas, um acabamento mais bonito.

Elas podem ser de vários materiais, como plástico ou metal. Além disso, os tamanhos também variam, garantindo que você possa encontrar calotas para seu carro, independentemente do tamanho do aro.

Contudo, mais adiante, vou comentar melhor sobre os tipos de calotas disponíveis.

Agora, é necessário perceber qual a importância das calotas, pois elas tem uma função que vai além de deixar as rodas do carro mais bonitas.

A seguir, apresento a você que função é essa.

Qual a sua importância?

Que as calotas são importantes para que as rodas do carro tenham um bom acabamento, disso não se pode discordar.

No entanto, imagine que você está estacionando seu carro perto de uma calçada que tem o meio-fio alto.

De repente, a roda bate no meio-fio e, com o impacto, ela sofre alguns danos que você terá que reparar.

Neste caso, o uso de calotas pode proteger as rodas contra essas leves batidas.

Por isso, as calotas são importantes para a proteção das rodas, visto que evitam danos causados por pequenos impactos.

Mas, é claro, ela cumpre essa função de proteger as rodas somente em casos pequenos, já que fortes impactos podem, além de estragar a calota, causar danos à roda também.

A seguir, você vai conhecer os tipos de calotas disponíveis no mercado. Você está pronto para escolher a melhor para o seu veículo?

Leia a seção abaixo.

 

Tipos de Calotas

Conforme sinalizei anteriormente, não existe apenas um modelo de calota no mercado, o que é ótimo, pois há opções bem interessantes para deixar as rodas do carro mais atrativas.

Por isso, chegou a hora de conhecer os tipos de calotas, pois creio que isso poderá ajudá-lo a escolher a melhor para o seu carro.

 

Primeira opção: calotas fechadas

As calotas fechadas caem muito bem em carros antigos

O primeiro tipo de calota que destaco é o modelo fechado. Como o próprio nome sugere, esse modelo não apresenta qualquer tipo de abertura que permita que as rodas sejam vistas.

Assim, elas são inteiras e têm o formato exato da roda.

É mais comum em carros antigos, cujo design clássico é o que prevalece como, por exemplo, a Kombi e o Fusca.

Segunda opção: calotas abertas ou raiadas

Ao contrário do modelo anterior, as calotas abertas são vazadas, permitindo que parte da roda fique exposta.

O mais comum é encontrá-las em veículos populares e também nos esportivos. Portanto, é muito recorrente vê-las por aí.

Terceira opção: calotas tuning

Esse tipo de calota é produzido para carros personalizados e, por isso, costumam ser feitas de acordo com o gosto do proprietário do veículo.

Elas são uma das melhores opções para quem tem um veículo tunado, pois são desenhadas de forma exclusiva.

Normalmente, são bem chamativas, pois podem ser ricas em detalhes e diferentes de todas as que você já viu por aí.

Quarta opção: calotas esportivas

As calotas esportivas são ideais para quem possui carros mais robustos, que encaixam-se, de fato, no estilo esportivo.

Elas são maiores, para acompanhar o tamanho das rodas dos carros esportivos, que tendem a ser maiores que as dos veículos comuns.

Com traços mais fortes, é a melhor opção para quem curte esse estilo.

Você viu que opções não faltam para que seu carro fique ainda mais bonito. Porém, existem condutores que preferem não usar calotas, deixando as rodas expostas.

Se você estiver em dúvida sobre uma opção ou outra, leia o próxima tópico.

Calota ou roda: qual escolher?

Você também tem essa dúvida?

Como se diz por aí, gosto cada um tem o seu e, quando o assunto é carro, cada proprietário sabe o que mais gosta e como quer o seu automóvel.

Dessa forma, a resposta para a pergunta do título é: depende do seu gosto.

As calotas são vistas como uma opção para deixar as rodas dos veículos mais bonitas.

Porém, isso não impede que algumas pessoas considerem que as rodas fiquem mais interessantes sem elas.

Os proprietários dos veículos com rodas de liga leve tendem a dispensar o uso de calotas, pelo fato de esse tipo de roda já ter um acabamento mais elaborado.

Assim, não é problema não usar as calotas. No entanto, é importante considerar o fator preservação das rodas.

Como eu já disse, as calotas protegem as rodas de pequenos impactos.

No caso das rodas de liga leve, esse tipo apresenta maior fragilidade que o de ferro, o que significa que um impacto com o meio-fio pode ser mais prejudicial.

Já no caso das calotas, dependendo de como ela estiver presa à roda, ela corre o risco de se soltar ao passar em um buraco, por exemplo.

De qualquer modo, a escolha é sua. Você decide como prefere a aparência do seu carro.

Caso sua opção seja deixar as rodas à mostra, não deixe de ler o tópico a seguir, no qual falarei um pouco sobre personalização de rodas.

Personalização de rodas

A personalização de rodas vem se popularizando com o passar do tempo no Brasil, sendo já um hábito entre os condutores dos Estados Unidos e da Europa.

Essa é uma opção legal para quem está cansado do visual do seu veículo, mas não pode trocá-lo no momento.

Além disso, também é possível personalizar rodas caso exista a necessidade de fazer algum tipo de reparo na peça, desde que não seja nada que comprometa seu uso e a segurança.

Normalmente, a personalização das rodas é feita em locais especializados, cujos profissionais têm experiência no ramo.

Isso é adequado porque, dependendo do tipo de serviço necessário para a estilização das rodas, o processo é composto por várias etapas.

Um ponto relevante, que deve ser considerado antes de tomar qualquer decisão em relação à personalização das rodas, é a troca da peça.

Muitas pessoas decidem trocar as rodas do carro por algum modelo maior ou, então, colocar rodas de liga leve no lugar das rodas de ferro.

Essas trocas não são impossíveis. Porém, não se pode esquecer de considerar que trocas inadequadas podem afetar diretamente na segurança e, assim, propiciar acidentes.

Por isso, se sua intenção é trocar as rodas do carro, comece considerando o tamanho das originais e quais seriam opções boas para a substituição.

Outro ponto que você precisa saber é que a mudança de tamanho do aro da sua roda impactará diretamente no conforto e na aderência dos pneus.

Um aro maior exigirá um perfil de pneu menor. Com isso, a absorção das irregularidades da pista é mais baixa, podendo resultar em maior trepidação do veículo.

Além disso, a estabilidade do veículo em curvas fica mais baixa se o perfil do pneu for menor, o que exigirá mais atenção do condutor quando estiver dirigindo.

No quesito preço, você deverá considerar quanto pode pagar por novas rodas, pois elas apresentam diferenças significativas.

Rodas de ferro são mais baratas. Elas são mais simples, mas isso não significa que não possam deixar o carro bonito.

Quanto à economia, por serem mais pesadas, as rodas de ferro fazem com que o automóvel gaste um pouco mais de combustível.

Por outro lado, rodas de liga leve ajudam no desempenho do veículo, colaborando para que o consumo seja menor.

Além disso, são muito bonitas e apresentam uma enorme variedade de modelos. São, porém, mais caras que as de ferro.

Outra opção é pintar as rodas do veículo. Isso pode ser feito apenas para mudar o estilo do carro, como também pode ser parte de um trabalho de reparação da peça.

A pintura das rodas pode dar uma cara nova para o veículo, e pode ser um procedimento mais em conta, quando comparado a outras medidas de personalização.

Entretanto, nunca é demais reforçar a importância de manter o veículo em bom estado de conservação, pois isso evita gastos desnecessários.

Por isso, na próxima seção, leia sobre como preservar as calotas do carro, e veja algumas opções de como fazer isso.

 

Como Preservar as Calotas do Carro

Você mesmo pode fazer reparos nas calotas do seu carro. Descubra como!

Algo com que todos nós, proprietários de veículos, precisamos nos preocupar é com a conservação do automóvel.

Eu me preocupo muito com isso e sei que você também se importa com o estado do seu carro.

Cada detalhe é importante, e inclusive as calotas merecem atenção.

Certamente, você não vai querer gastar dinheiro comprando uma infinidade de calotas, toda vez que elas estragarem ou se soltarem no meio do caminho.

Por isso, separei um espaço neste artigo para falar sobre como manter as calotas em bom estado de conservação, para que você não precise trocá-las tão cedo.

Vamos às dicas?

Limpando as calotas em casa

A limpeza do veículo é algo que não necessariamente precisa ser feita em postos de lavagem automotiva.

Essa tarefa é perfeitamente possível de ser feita em casa, caso seu objetivo seja economizar uma graninha.

Para limpar as calotas, basta prestar atenção a alguns detalhes, e você saberá qual a melhor maneira de deixá-las brilhando.

Para isso, você vai precisar de baldes, detergente neutro de cozinha ou produto próprio para limpeza automotiva, cera, pano de microfibra e escovas ou esponjas.

Caso você não tenha um produto específico para a limpeza das calotas, é possível produzir em casa sua própria solução para lavá-las.

A seguir, veja o passo a passo para limpar as calotas do seu carro:

  • Em um balde, coloque 1 colher de chá de detergente neutro ou limpador próprio para calotas em 4 litros de água.
  • Certifique-se de que as rodas estão frias. Caso não estejam, espere algumas horas até que esfriem, pois a solução pode manchar as calotas se elas estiverem quentes.
  • Separadamente, lave cada calota com água antes de passar o produto. Isso é necessário para tirar o excesso de sujeira acumulado na peça.
  • Aplique o limpador sobre a calota, utilizando o auxílio de uma escova, pano ou spray que possibilite que o produto se espalhe pela peça.
  • Limpe a calota, esfregando com uma escova ou esponja. Escovas de tamanhos diferentes podem facilitar o trabalho, possibilitando a chegada em cantos mais difíceis.
  • Esfregue as partes dianteiras e traseiras da calota, bem como os aros, parafusos e porcas. Não esqueça, também, de limpar a válvula de ar.
  • Enxágue a calota, para tirar todo o produto que foi aplicado à peça. Para isso, você pode usar água corrente, um pano ou uma esponja úmida.
  • Repita o processo nas 4 calotas.
  • Com um pano de microfibra, seque todas as calotas.
  • Por fim, encere as calotas com uma cera de polimento para calotas, deixando-a agir por 3 minutos.
  • Utilize um pano de microfibra para polir, e você verá que elas ficarão brilhando!

Seguindo esse passo a passo, tenho certeza de que você conseguirá manter suas calotas sempre limpas, o que as proporcionará maior tempo de conservação.

A seguir, veja outra dica de como preservar as calotas do seu carro.

Pintar calotas pode ser uma boa opção

Seguindo na linha de “faça você mesmo”, trago outra alternativa de manutenção que pode ser dada às calotas em casa.

A pintura é uma boa opção para que as calotas permaneçam com aparência de novas e, já que a ideia é economizar, veja como você mesmo pode pintá-las aí na sua garagem.

  • Retire as calotas do carro e lave-as com detergente. Depois, espere até que elas estejam totalmente secas.
  • Repare imperfeições, como arranhões, com uma lixa fina, fazendo movimentos circulares. Tome cuidado para não arranhar toda a calota.
  • Com uma base spray, cubra toda a superfície da calota. Não se esqueça de agitar bem a lata antes de fazer a aplicação.
  • Espere secar por 10 minutos e volte a aplicar a base, aguardando, agora, 30 minutos para a secagem.
  • Aplique mais 2 camadas de base e, depois da secagem, passe uma lixa molhada nas calotas.
  • Aplique a tinta spray em toda a calota, depois de agitar bem a lata. Após 2 horas de secagem, aplique de novo a tinta e repita o procedimento até que a pintura esteja uniforme e satisfatória.
  • Espere 30 minutos e, então, aplique verniz. A lata do verniz também deve ser agitada antes da aplicação, e o ideal é aplicar 4 camadas do produto.
  • Deixe o verniz secar durante 1 dia e, depois disso, aplique a cera para reduzir o brilho.

Pronto! Agora, você tem mais uma opção de como preservar suas calotas.

Certamente, essas dicas farão valer o seu dinheiro, pois já diz o ditado que “é melhor prevenir do que remediar”.

Porém, para que você consiga manusear as calotas para limpá-las ou pintá-las, é necessário saber como remover e instalar a peça.

Para descobrir como fazer isso de forma correta, leia a próxima seção deste artigo.

 

Como Tirar e Instalar Calotas

Nos tópicos anteriores, você viu que é possível reparar e personalizar as calotas do seu carro em casa.

No entanto, para manuseá-las, é importante saber como fazer isso corretamente; e saber como remover e instalar as calotas é fundamental para não causar danos à peça.

Para isso, é interessante que você tenha à mão uma chave de roda e um macaco, se possível.

Como existem vários tipos de calotas, é natural que os modelos sejam aplicados de formas diferentes.

No mercado, você pode encontrar calotas que são parafusadas à roda do veículo, bem como calotas de pressão.

Se a sua calota é do tipo parafusada, você deverá soltar os parafusos com uma chave de roda, soltando apenas 3 parafusos.

Remova a calota e, para fixar a nova, use como guia o parafuso que ficou preso à roda.

Esse parafuso passará pelo orifício maior da calota, e os demais deverão ser encaixados aos parafusos afrouxados.

Com isso, verifique se todos os encaixes estão alinhados e, em caso afirmativo, aperte bem os 3 parafusos que você soltou no início do processo.

Pronto! Sua calota nova está parafusada à roda do carro.

Agora, se sua calota é de pressão,  a forma como você deverá instalá-la é diferente.

Esse modelo de encaixe de pressão vai exigir outra forma de fixação da  calota ao veículo.

Identifique o encaixe de bico de válvula e alinhe com a válvula na roda. Depois disso, pressione com as mãos a parte de baixo calota.

Feito isso, pressione as laterais da calota e, com o auxílio de uma chave de fenda, pressione a parte da calota que ainda estiver solta.

Teste a calota, fazendo alguns movimentos para verificar se a peça ficou presa à roda.

Para removê-la, o procedimento é simples. Basta puxá-la com uma chave de fenda, que ela se soltará.

É muito importante que você se certifique de que a calota ficou bem presa à roda, para não perdê-la.

A seguir, você vai saber por que as calotas se soltam das rodas em curvas, subidas e descidas.

Por que as calotas se soltam em curvas, subidas ou descidas?

Na SP-125, é possível encontrar centenas de calotas perdidas

Você já ouviu falar na Rodovia Oswaldo Cruz (SP-125), ou então já passou por lá?

Se sua resposta é sim, provavelmente, sabe que é comum encontrar muitas calotas perdidas ao longo da estrada.

Porém, você já parou para pensar no porquê de os condutores perderem tanto as calotas de seus carros no caminho para a serra?

O que acontece é que, em trechos como esse, a exigência do sistema de freios é muito maior, o que acaba causando superaquecimento.

Com isso, os componentes plásticos das rodas, ou seja, as calotas, acabam se dilatando, causando o desligamento da peça.

O problema é que a perda da calota, financeiramente falando, é o menor dos males, pois esse aquecimento faz ferver o fluido de freio.

Com isso, o sistema hidráulico pode acabar falhando, impedindo que o carro seja capaz de parar, o que pode causar graves acidentes.

Por essa razão, o ideal é descer a serra com o carro engrenado em marcha lenta, não pressionando a embreagem ou em ponto morto.

Alguns motoristas pensam que isso pode ajudar a economizar combustível, mas, como isso é mito, a verdade é que descer a serra com o carro “na banguela” só causa prejuízos.

Agora que você já sabe como proteger suas calotas, é hora de saber onde comprá-las. Por isso, fique ligado nas dicas a seguir.

 

Onde Comprar Calotas

Fazer compras para o seu carro exige alguns cuidados, de forma que esse momento seja prazeroso, ao invés de trazer belas dores de cabeça.

Além disso, é possível comprar peças automotivas no conforto da sua casa, sem precisar perder dias caminhando por aí, pesquisando preços e opções.

Dessa forma, decidi trazer 3 opções de sites nos quais você pode comprar calotas pela internet.

Tuning Parts, Connect Parts e Reino das Calotas são boas opções.

Nesses 3 sites, Tuning Parts, Connect Parts e Reino das Calotas, você encontra uma enorme variedade de calotas para o seu carro.

São muitos modelos disponíveis. Basta pesquisar em cada um deles e você irá se deparar com uma grande quantidade de itens.

É possível refinar sua busca, selecionando modelo, tamanho do aro, marca do carro e uma série de opções que poderão facilitar a procura pela calota ideal.

A faixa de preço varia, conforme o que você estiver procurando. Por isso, vale a pena dar uma olhada nas opções e ver qual delas melhor se encaixa em seu orçamento.

De modo geral, você pode encontrar calotas a partir de R$ 15 reais, podendo encontrar opções mais caras, de acordo com o que você quiser colocar em seu carro.

Portanto, depois de terminar a leitura deste artigo, dê uma olhada nas páginas sugeridas, mas, antes disso, descubra como escolher a melhor calota para o seu carro.

Como escolher a melhor calota para o carro

Agora que você já leu bastante sobre calotas e sabe onde comprar, resta saber como escolher a melhor opção para seu automóvel.

Seguindo alguns critérios básicos, você vai conseguir escolher a calota ideal. Vamos a eles?

1- Pense no material que você quer utilizar. Lembre-se de que elas podem ser de aço, plástico, cromadas, metalizadas, e por aí vai. Por isso, considere qual atende às suas expectativas, tanto de aparência, quanto de resistência.

2- Escolha entre calotas abertas ou fechadas. Veja qual delas é mais a cara do seu veículo, sem deixar de considerar que calotas fechadas dificultam a refrigeração dos freios.

3- Veja qual calota melhor se encaixa ao tamanho do aro da roda do seu carro. Quanto mais adequada, melhor será o encaixe da peça.

4- Falando em encaixe, reflita sobre o tipo de fixação que você deseja. Veja o que vale mais a pena entre calotas parafusadas ou de pressão, de acordo com o que você já leu anteriormente.

5- Por fim, opte por calotas que tenham selo de qualidade do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial), pois o selo comprova que o produto passou nos testes de qualidade.

Portanto, após ler essas dicas, cabe a você decidir qual calota você quer colocar em seu carro.

Analise todas essas questões e observe as opções que o mercado oferece.

Quando estiver seguro da sua escolha, é só comprar e personalizar seu carro, deixando-o a sua cara!

 

Conclusão

Conseguiu aprender mais sobre calotas?

Neste artigo, você leu sobre calotas automotivas. Espero que eu tenha ajudado você a conhecer melhor essa peça do seu veículo.

Quando você for comprar suas calotas, considere todas as dicas que eu trouxe e escolha o tipo que melhor se encaixa às suas condições e expectativas.

Porém, não se esqueça do quesito segurança, escolhendo um modelo que proteja as rodas do carro.

Utilize as dicas de sites que eu trouxe para você e dê uma olhada nos modelos que eles lhe oferecem. Acredito que você vai encontrar vários modelos do seu gosto.

Quando elas estiverem com você, lembre-se das dicas que eu trouxe para instalar as calotas no veículo e não deixe de mantê-las sempre limpas, com as dicas de conservação que você também viu neste conteúdo.

Caso você se esqueça de alguma dica, fique à vontade para voltar quantas vezes quiser a este texto, para lembrar de todos os passos a serem seguidos.

Por sinal, compartilhe esta publicação com seus amigos, para que eles também tenham acesso a ela.

Quer contribuir com este conteúdo? Sua participação é muito importante. Então, deixe seu comentário abaixo, dizendo o que você sabe sobre calotas.

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.