Infração 561-42

No cenário de trânsito, cada detalhe é importante para garantir a segurança de todos. Uma das infrações que podem comprometer essa segurança é a parada de veículos na pista de rolamento das rodovias, estradas, vias de trânsito rápido e demais vias dotadas de acostamento. Esta infração é tipificada pelo código de enquadramento 56142, conforme o Artigo 182, inciso V do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Leia mais

A gravidade desta infração é considerada grave, acarretando em multa para o condutor infrator. Além disso, ela gera 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Vale destacar que a constatação da infração pode ocorrer sem a necessidade de abordagem, sendo a competência para tal do Órgão ou Entidade de Trânsito Municipal e Rodoviário.

Leia mais

Exemplos de Como a Infração 561-42 Ocorre

Para ilustrar como essa infração ocorre na prática, imagine a seguinte situação: um veículo efetuando desembarque de passageiro diretamente na pista de rolamento de uma rodovia, sem utilizar o acostamento. Isso é considerado uma infração grave, pois compromete a segurança tanto dos ocupantes do veículo quanto dos demais motoristas que transitam pela via.

Leia mais

Como Recorrer da Infração

Caso você seja autuado por essa infração, é possível recorrer. Para isso, é importante apresentar argumentos técnicos e circunstanciais para a defesa. Por exemplo, você pode argumentar que o local onde o veículo foi estacionado não é considerado pista de rolamento, ou que não havia sinalização adequada indicando a proibição. Além disso, é importante verificar se a autuação foi realizada corretamente, respeitando os procedimentos legais.

Leia mais

Lembrando sempre que o melhor meio de evitar multas e garantir a segurança no trânsito é respeitar as leis e normas estabelecidas. A conscientização e o respeito às regras são fundamentais para um trânsito mais seguro para todos.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Esta página foi gerada pelo plugin

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Doutor Multas