Saiba como Consultar Informações Sobre o Seu Veículo Pelo Chassi [Infográfico]

Você quer consultar veículo pela placa?  Clique aqui e consulte agora.

Você quer consultar veículo pela placa? Clique aqui para ter uma análise completa.

Todo proprietário de veículo automotor, ao adquirir o seu bem, deseja saber o máximo de informação sobre o veículo que está adquirindo, não é verdade?

Por isso, caso você já tenha algum veículo, esteja em processo de financiamento ou apenas pesquisando quais modelos se adequam ao seu modo de vida, com certeza está em busca de todos os detalhes possíveis sobre sua futura aquisição.

E saiba, você não está sozinho nessa.

Isso porque, os valores dos veículos aqui no Brasil são considerados exorbitantes, portanto, é realmente necessário que nós, consumidores, busquemos o máximo de informações possíveis ao adquirirmos um bem, para que possamos evitar prejuízos futuros.

Procurando se proteger de imprevistos, os brasileiros, normalmente, buscam as marcas já consagradas no mercado.

E isso fica claro, quando temos acesso aos dados de vendas de veículos no país.

Conforme matéria publicada na Revista Quatro Rodas, a marca que mais faturou no ano de 2017, por ser a preferência dos brasileiros, foi a Chevrolet.

De acordo com a revista, a montadora americana faturou 18,4% no ano que passou, valor 26, 4% maior que o mesmo período do ano passado.

Mas, apesar de optar por marcas de referências do mercado, é também importante que você, ao adquirir um veículo, esteja sempre atento as condições do automóvel, principalmente se ele já teve outros proprietários.

Uma das maneiras para realizar essa pesquisa é através da placa do chassi, você sabe o que é?

Para que não reste dúvida, explicarei para você nesse artigo como pesquisar sobre o seu veículo, informando apenas a identificação do chassi.

Eu também apresentarei um infográfico, para que você entenda e consiga identificar quais informações o seu veículo apresenta.

Por fim, você sabe o que fazer caso esses dados registrados em seu veículo sejam danificados? Eu explicarei como acontece o processo de remarcação dessa identificação.

Boa leitura!

 

Chassi de Carro: O Que é?

 

Antes que eu explique para você o significado de cada número e letra presente na placa de seu chassi, você precisa saber o que ele representa.

O chassi é a parte básica da estrutura de um veículo.

Ele é uma plataforma, utilizada para suportar o peso da carroceria do veículo, permitindo o transporte de circuitos elétricos e a integração dos diversos sistemas presentes em um carro.

Para que você visualize melhor, o chassi é a parte sobre a qual o seu veículo foi montado, ou seja, é responsável por garantir a integridade do seu automóvel ou moto, impedindo que ele desmonte enquanto anda.

Um fato importante sobre o chassi, é que apesar dele ser responsável por suportar as torções e cargas que um veículo pode vir a sofrer, ele também deve ser flexível para que, em caso de colisões, absorva o choque, evitando assim que os ocupantes do veículo sejam atingidos.

Assistindo jornais, você já deve ter ouvido falar, com certeza, de casos em que, ao roubarem veículos, criminosos adulteram o número do chassi de veículos, não é verdade?

Isso acontece para que o real proprietário do veículo não consiga mais identificar o seu bem após essa remarcação ilegal. Mas você sabe onde está localizando esse número e qual o seu significado. Siga a leitura que explicarei abaixo para você.

 

O Que o Chassi do Seu Carro Diz Sobre o Seu Veículo?

 

Agora que você já sabe o que é o chassi, assim como a sua importância para a estrutura do veículo, vou explicar para você porque existe uma sequência de caracteres nesse equipamento.

Primeiramente, você deve ficar ciente de que essa identificação do chassi é individual e fundamental a todo veículo automotor.

A combinação de números e letras dada a cada veículo fabricado é única e é capaz de informar onde e quando o seu carro foi feito, qual o modelo do motor e, até mesmo, registros dos antigos proprietários do veículo.

Caso você não tenha percebido, a marcação dessa sequência do chassi é feita pelos fabricantes em mais de um lugar do veículo, justamente para que, caso esse número seja danificado, ou adulterado, possa haver uma conferência com as demais marcações.

Essas marcações variam de acordo com o fabricante e devem ser uma sequência de 17 caracteres.

Ao todos, esses caracteres conseguem fornecer 11 informações sobre o veículo, que são divididas em 6 blocos:

  1. A região geográfica e o país onde foi produzido;
  2. O fabricante do veículo e o tipo de carroceria;
  3. O tipo de motor, equipamentos de segurança presentes no automóvel e um digito verificador;
  4. O ano de fabricação
  5. Local de fabricação
  6. Número de série do carro

Confira como essas informações são divididas nesse infográfico que eu preparei para você:

 

Com essas informações, é possível que você consiga consultar o registro do seu veículo ou de qualquer outra pessoa ao ter acesso à sequência alfanumérica.

Por isso, ele é bastante utilizado em transações de compra e venda de veículo, por exemplo, pois o novo comprador, através dessas informações, conseguirá confirmar se os dados fornecidos pelo antigo proprietário correspondem com os originais.

 

Decodificando os Caracteres do Chassi

Entenda o significado de cada caractere presente na sequência alfanumérica de seu chassi

 

Ao todo, como já informei para você, a identificação do chassi é feita com 17 caracteres, entre números e letras.

Essa sequência de caracteres, também conhecida como VIN (Vehicle Identification Number) é importante, pois, pode ser utilizado para reconhecimento de fraudes, assim como, permite que o fabricante tenha controle sobre aquilo que está produzindo.

A aplicação dessas informações está presentas na norma NBR 6066, que estrutura o VIN e sua regulamentação está prevista na Resolução 24 do Conselho Nacional de Trânsito.

De acordo com o CONTRAN, além de estar presente no chassi, essa sequência alfanumérica poderá também estar em outros compartimentos. Veja o que diz a Resolução 24:

§ 1º. Além da gravação no chassi ou monobloco, os veículos serão identificados, no mínimo, com os caracteres VIS (número sequencial de produção) previsto na NBR 3 nº 6066, podendo ser, a critério do fabricante, por gravação, na profundidade mínima de 0,2 mm, quando em chapas ou plaqueta colada, soldada ou rebitada, destrutível quando de sua remoção, ou ainda por etiqueta autocolante e também destrutível no caso de tentativa de sua remoção, nos seguintes compartimentos e componentes:

I – na coluna da porta dianteira lateral direita;

II – no compartimento do motor;

III – em um dos pára-brisas e em um dos vidros traseiros, quando existentes;

IV – em pelo menos dois vidros de cada lado do veículo, quando existentes, excetuados os quebraventos.

 

Conforme a Norma 6066, esses 17 caracteres de identificação do veículo são divididos em seis blocos, que formam três grandes seções. Conheça cada uma delas:

 

1.   World Manufacturer Identifier (WMI)

 

Essa primeira seção é responsável por identificar o fabricante do veículo e corresponde aos três primeiros caracteres do número de identificação.

O primeiro algarismo dessa seção indica em qual continente o veículo foi fabricado. O seu automóvel, provavelmente, deve apresentar o número 9, utilizado para veículos fabricados na América do Sul, em nosso país, Brasil.

Caso o seu veículo apresente o número 8 como primeiro caractere, significa que ele foi fabricado também na América do Sul, mas na Argentina.

Veículos fabricados no Continente Africano, ao invés de números, apresentam como primeiro caractere as letras A, B, C, D, E, F, G ou H.

Já se o chassi do automóvel apresentar como primeiro caractere as letras J, K, L, M, N, P ou R, ele foi fabricado no Continente Asiático, incluindo o Oriente Médio.

Agora, se a placa apresentar as letras S, T, U, V, W, X, Y ou Z, isso indica que o veículo foi fabricado em terras europeias.

Quando a identificação da placa inicia com os numerais 1, 2, 3, 4 ou 5, está indicado que o veículo foi fabricado na América do Norte.

Mas se aos números não forem estes, mas sim 6 ou 7, certamente ele foi fabricado na Austrália ou Nova Zelândia.

Um fato interessante em relação ao primeiro caractere, é que ele nunca será zero ou O, para que não haja confusão entre os dois símbolos.

O segundo número está diretamente relacionado pelo país de origem do veículo, ou seja, se o seu automóvel foi fabricado no Brasil, o segundo caractere presente em seu automóvel deverá ser a letra B.

O terceiro caractere dessa primeira seção tem como objetivo identificar o fabricante do automóvel dentro do país, ou seja, a montadora.

Portanto se, por exemplo, o seu veículo for Ford, deverá ser a letra F.

2.   Vehicle Description Section (VDS)

 

Essa segunda seção corresponde a seis caracteres, e tem o objetivo de informar as condições gerais do seu veículo, podendo ser representada por números ou letras.

As informações apresentadas irão variar de acordo com cada fabricante, portanto, é ele quem vai decidir se precisará ou não de todos esses espaços.

Com isso, os caracteres dessa seção irão descrever os tipos de motor e transmissão do veículo, assim como, o modelo exato entre outras informações semelhantes.

3.   Vehicle Indicator Section (VIS)

 

De acordo com a Norma 6066, essa seção contempla os últimos oitos números do VIN, que representa o número do chassi.

Esses caracteres são responsáveis por distinguir os veículos entre si, apresentando informações referentes à produção do veículo como o ano, o local onde ele foi fabricado e o número de série.

A critério de curiosidade, alguns fabricantes, ao identificarem os veículos, nunca repetem os números dessa série final de caraceteres.

Entretanto, alguns optam por começar novamente a contagem a cada novo ano.

Como Saber se o Número do Chassi é Legítimo?

Não confie apenas na palavra do antigo proprietário do veículo

 

Conforme eu mencionei para você anteriormente, muitas vezes o lugar onde o número do chassi está identificado no veículo poderá ser danificado, ou então, em caso de roubo, os criminosos poderão alterar essas informações.

Com isso, caso você compre um automóvel usado, como saber se o número do chassi é ainda o original?

Aliás, mesmo que o carro não tenha sido roubado, você sabia que algumas lojas de vendas substituem as etiquetas com o chassi para esconder dos novos proprietários um histórico de danos?

Por isso, caso você esteja prestes a adquirir um veículo usado, fique alerta, e saiba 3 das principais características em relação à identificação dessa sequência alfanumérica, capazes de atestar para você possíveis fraudes:

  1. O número de identificação deve estar localizado, obrigatoriamente, no lado direito do veículo e, caso seja possível, na metade dianteira. Caso você adquira um automóvel ou motocicleta que não apresente a numeração nesses locais, fique atento;
  2. Para que o proprietário e profissionais de fiscalização e manutenção de veículos consigam identificar de maneira fácil cada caractere, um chassi legítimo nunca apresentará as letras I, O e Q, pois elas poderão, facilmente, ser confundidas com números;
  3. Fique atento no 7º caractere do chassi desse veículo que você está pensando em adquirir. Isso porque, de acordo com a norma, modelos lançados até 2010, devem apresentar nesse caractere uma letra. Caso apresente uma letra, significa que o modelo foi fabricado após esse ano.

 

Como Pesquisar Informações de Seu Veículo Pelo Chassi?

Saiba em quais plataformas você poderá pesquisar sobre a sequência numérica do chassi

 

Apesar das dicas que eu apresentei acima, eu sei que muitas vezes fica complicado de comprovar se o número do chassi é de fato o original, ou se houve remarcações do veículo.

Para isso, é indicado que você pesquise se a identificação que está no veículo, ou a fornecida pelo revendedor é de fato a original ou houve alguma remarcação ou fraude.

Portanto, informações mais detalhadas sobre o veículo, utilizando o número da placa do chassi, podem ser encontradas on-line em sites que decodificam o chassi automaticamente.

Existem alguns aplicativos, como o Autocheck Detran Placa, que permite a consulta sobre a situação, em tempo real, do veículo.

Entretanto, os sites dos Departamentos Estaduais de Trânsito fornecem essa opção em suas plataformas, como é o caso do DETRAN-MG e o DETRAN-SP.

É também possível realizar essa consulta no site do fabricante, que como você ficou sabendo, é informado no terceiro caractere do chassi.

Com essa consulta, é possível que você descubra, por exemplo, se o veículo esteve envolvido em acidentes, incêndios ou outras situações que possam ter causado ao automóvel situações prejudiciais, que poderão atrapalhar o desempenho do mesmo posteriormente.

Como Remarcar o Chassi?

Caso você precise remarcar o chassi, é preciso estar atento à legislação

 

Como eu informei para você, é claro que a remarcação do chassi, muitas vezes, acontece de maneira ilegal, após o veículo ser roubado, por exemplo.

Porém, muitas vezes, mesmo aos cuidados do proprietário, pode acontecer do local, onde a sequência de caracteres está ser danificado, como em casos de acidentes.

Para essas situações, saiba que a legislação permite que haja a remarcação do chassi, desde que o proprietário busque a autorização prévia de uma autoridade de trânsito.

Isso porque, a remarcação poderá acontecer apenas em estabelecimentos credenciados, mediante a comprovação de propriedade.

É também necessário que a identificação anterior seja mantida, inclusive, o ano de fabricação do veículo.

Conforme a Resolução 634/2016 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), a regravação do número de identificação do VIN no chassi deverá atender o que está disposto na Resolução 24/1998 do CONTRAN. Veja o que ela apresenta sobre a remarcação do chassi:

“Art. 6º As regravações e as eventuais substituições ou reposições de etiquetas e plaquetas, quando necessárias, dependerão de prévia autorização da autoridade de trânsito competente, mediante comprovação da propriedade do veículo, e só serão processadas por empresas credenciadas pelo órgão executivo de trânsito dos Estados ou do Distrito Federal.”

Ainda em relação à regravação da sequencia de caracteres, no ano de 2016, o CONTRAN alterou a Resolução 24, determinando na Resolução 581 que ela aconteça de acordo com as especificações vigentes pela NBR 15180/2004 da ABNT.

O CONTRAN também determinou que as empresas credenciadas, responsáveis pela remarcação do chassi, encaminhem o registro fotográfico do resultado da remarcação para o DETRAN em que o veículo está registrado.

Também é necessário que o profissional que realizar o serviço indique a descrição “REM” no Certificado de Licenciamento de Veículo (CRLV), para que fique claro que a identificação precisou ser remarcada, ou seja, não é a mesma que saiu de fábrica.

Conclusão

Você sabia sobre a importância do chassi de seu veículo?

 

Estar atento às especificidades de um veículo automotor é sempre muito importante para a segurança de todo proprietário.

Nesse artigo, eu apresentei para você a importância da sequência alfanumérica que identifica o chassi de seu veículo.

Você também ficou sabendo qual o significado de cada símbolo utilizado para realizar a identificação, assim como qual a importância de utilizá-lo para pesquisar o passado de seu veículo.

Eu também apresentei para você um infográfico, para que você pudesse visualizar de maneira clara como essas informações são organizadas pelas fabricantes de automóveis.

Agora, eu quero saber a sua opinião. Você já identificou onde essa sequência numérica aparece em seu veículo? Já precisou realizar a remarcação?

Deixe o seu comentário abaixo, eu terei prazer em responder você!

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra agora como não perder a CNH: Clique aqui para ter uma CONSULTA GRATUITA com o Doutor Multas.
Consulte qualquer veículo pela placa em poucos segundos: Clique aqui e consulte agora.