Licenciamento de Carro

Quem é dono de um veículo sabe bem do que vamos falar: são diversas responsabilidades que precisam de atenção a curto, médio e longo prazo. Sejam os impostos ou a atenção para não acumular multas, sempre precisamos nos ater para não acabar inadimplentes.

Leia mais

IPVA, multas, mecânico… São apenas alguns dos encargos que precisamos lidar com um carro e, entre eles, temos o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) ou apenas o licenciamento do carro.

Leia mais

Leia mais

Em meio a diversos impostos, acabamos muitas vezes pagando por algo sem fazer a menor ideia do que se trata ou de qual o retorno que você tem sobre ele na prática.

Leia mais

E você? Sabe mesmo como funciona o licenciamento do seu veículo? Para que ele serve e para onde vai o valor pago no imposto? Essas e outras respostas serão dadas na íntegra no artigo de hoje.

Leia mais

Confira a seguir e boa leitura!

Leia mais

Antes de tudo, o que é esse licenciamento de carro e para quê ele serve?

Você já deve ter ouvido falar, alguma vez na vida, sobre a recomendação de levar um certo documento sempre que for dirigir um carro, para o caso de ser parado por uma blitz.

Leia mais

Esse documento é o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), mais conhecido apenas como licenciamento do carro.

Leia mais

O licenciamento do veículo é um processo de regularização, para que não haja nenhum problema para o proprietário do veículo com a fiscalização.

Leia mais

É ele quem traz a segurança para o motorista de que não haja complicações como clonagem de placa, furto ou roubo do veículo e a garantia de que o seu veículo está em condições seguras para trafegar nas vias públicas.

Leia mais

Na prática, nem sempre essas informações são averiguadas pelos órgãos responsáveis pela liberação do licenciamento.

Leia mais

Preciso pagar o licenciamento todo ano? Se não pagar, recebo alguma multa?

Assim como diversos impostos e custos por possuir um veículo próprio, o licenciamento do carro é um custo anual. Dessa forma, é necessário que o proprietário tenha sempre ciência de que é um custo recorrente e não pontual.

Leia mais

O pagamento deve ser feito sempre até o último dia do mês em que o documento terá a validade expirada.

Leia mais

Caso o motorista seja abordado por uma blitz e não estiver portando o licenciamento e/ou estiver com o documento atrasado, ele será penalizado com uma multa gravíssima.

Leia mais

Além das consequências de uma multa gravíssima, que consiste em 7 pontos na CNH do motorista e a multa de R$293,47, o condutor pode ter a remoção do veículo para regularização.

Leia mais

Eu posso recorrer multa por licenciamento atrasado?

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) permite o recurso a todo e qualquer tipo de multa, ou seja, caso você tenha razões plausíveis para não estar portando ou ter atrasado o licenciamento do veículo, o recurso é uma opção.

Leia mais

Mas, como proceder com o pedido de recurso? Vamos explicar as 3 formas abaixo:

Leia mais
  1. Defesa prévia

Leia mais

Assim que o motorista recebe a autuação, ele tem a possibilidade de dar entrada na defesa prévia, junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT).

Leia mais

A entrada da defesa prévia deve ser realizada em até 30 dias, contando a partir da data de emissão da autuação.

Leia mais

Caso a defesa prévia seja indeferida ou o motorista tenha perdido o prazo, ele ainda tem outra oportunidade de recurso.

Leia mais
  1. Primeira instância

Leia mais

Nos casos em que a defesa prévia não resolveu, o motorista ainda tem a oportunidade de recorrer em primeira instância juntamente com a Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI).

Leia mais

A JARI tem o prazo de até 30 dias para dar um retorno sobre o seu pedido de recurso, seja ele de deferimento ou não.

Leia mais

Nos casos em que o pedido é indeferido, ainda existe uma outra oportunidade de pedido de recurso.

Leia mais
  1. Segunda instância

Leia mais

O pedido de recurso em segunda instância só pode ser realizado se o motorista tiver feito o pedido em primeira instância e tenha sido indeferido. Essa é a última oportunidade de recurso de infração que o motorista tem.

Leia mais

Nesse caso, o pedido de recurso é direcionado para o Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN).

Leia mais

Caso nenhum dos pedidos de recurso sejam deferidos, o motorista precisará arcar com os custos da multa recebida e com as suas responsabilidades com o veículo.

Leia mais

É importantíssimo que em todas as etapas desse processo, o motorista seja extremamente detalhista sobre as razões para não estar com o documento em dia ou não estar portando ele no momento.

Leia mais

Quanto mais detalhes plausíveis tiver, mais fácil será de ter o pedido deferido.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Esta página foi gerada pelo plugin

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Doutor Multas