Sistema de Freios do Veículo: Como Funciona

O sistema de freios de um veículo destaca sua importância fundamental tanto para o funcionamento adequado do automóvel quanto para a segurança no trânsito. É essencial que todo veículo possua um sistema de freios eficiente para desacelerar e parar de maneira controlada. Este sistema é composto por diversos componentes, incluindo o pedal de freio, pastilhas e discos de freio (ou tambores), fluido de freio, cilindro mestre, cilindros de roda ou pinças de freio, servo freio, tubulações e sistema de freio de mão. Em veículos modernos, sistemas de controle eletrônico como o ABS e o EBD aprimoram o desempenho dos freios em situações críticas. Manter esses componentes em bom estado de funcionamento é vital para garantir a segurança e a capacidade de parar o veículo de forma eficaz.

Leia mais

Principais Componentes do sistema de freios

  1. Pedal de freio: Acionado pelo motorista para aplicar força ao sistema de freio, transmitindo a força para o sistema hidráulico ou mecânico.
  2. Alavanca de freio de mão: Usada para fixar o veículo em uma posição estacionária, atuando apenas nas rodas traseiras.
  3. Disco de freio: Montado nas rodas, é acionado pelas pastilhas de freio para gerar atrito e desacelerar o veículo.
  4. Tambor de freio: Outro componente montado nas rodas, é utilizado no sistema de freio a tambor, onde as sapatas de freio expandem para dentro do tambor para gerar atrito e desacelerar o automóvel.
  5. Pastilhas de freio: Componentes do sistema de freio a disco, pressionadas contra o disco para criar atrito e parar o veículo.
  6. Lonas de freio: Usadas no sistema de freio a tambor, pressionam o tambor para gerar atrito e desacelerar o carro.
  7. Pinça de freio: Presente no sistema de freio a disco, abriga as pastilhas de freio e aplica a pressão necessária para pressioná-las contra o disco.
  8. Sapata de freio: Componente do sistema de freio a tambor, é composta por material de fricção e pressiona as lonas de freio contra o tambor.
  9. Servo freio: Auxilia o motorista na aplicação da força no pedal de freio, amplificando a pressão e tornando a frenagem mais eficiente.
  10. Cilindro de roda: Usado no sistema de freio a tambor, empurra as sapatas de freio contra o tambor quando o pedal de freio é pressionado.
  11. Cilindro mestre: Componente do sistema de freio hidráulico, armazena e distribui o fluido de freio para as rodas e aciona os pistões para aplicar a pressão de frenagem.
  12. Fluido de freio: Líquido hidráulico que transmite a pressão do pedal de freio para os componentes de frenagem.
  13. Cabo de freio: Usado no sistema de freio de estacionamento, conecta a alavanca de freio de mão ao mecanismo de frenagem nas rodas traseiras.
  14. Tubulação: Transporta o fluido de freio do cilindro mestre para os cilindros de roda ou pinças de freio em cada roda.
  15. ABS (Sistema de Freio Antibloqueio) e EBD (Distribuição Eletrônica de Frenagem): Sistemas eletrônicos que melhoram o desempenho do freio, evitando o bloqueio das rodas e ajustando a força de frenagem em cada roda para otimizar a distribuição da força de frenagem.
Leia mais

Como Funciona o Sistema de Freios

  • Freio a Tambor: O fluido de freio é enviado aos cilindros de roda, fazendo as sapatas de freio expandirem dentro do tambor, gerando atrito e desacelerando o veículo. Molas forçam as sapatas a recuarem quando o pedal é liberado.
  • Freio a Disco: O fluido de freio é direcionado às pinças de freio, que pressionam as pastilhas contra o disco de freio, criando atrito e desacelerando o carro. Quando o pedal é liberado, o fluido para de exercer pressão, afastando as pastilhas do disco.
  • Freio de Mão: Um cabo de freio conectado a um mecanismo de frenagem nas rodas traseiras é acionado ao puxar a alavanca de freio de mão, travando as rodas traseiras independentemente do sistema hidráulico de frenagem.
  • Freio a Ar: Usado em veículos comerciais, o pedal de freio controla um sistema de compressão de ar que aplica pressão aos freios em cada roda, desacelerando o veículo.
Leia mais

Vantagens e Desvantagens dos Freios a Disco e a Tambor:

  • Freio a Disco: Vantagens incluem eficiência em condições molhadas, menos necessidade de ajustes e não sofre perda significativa de desempenho quando molhado. Desvantagens incluem custo mais alto e desgaste mais rápido com materiais de qualidade inferior.
  • Freio a Tambor: Vantagens incluem durabilidade e custo mais baixo. Desvantagens incluem desempenho inferior quando molhado e necessidade de ajustes frequentes.
Leia mais

Freio com problema dá multa?

Sim, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 230, inciso XVIII, dirigir um veículo em mau estado de conservação que comprometa a segurança configura uma infração grave. Essa infração resulta na perda de 5 pontos na carteira de habilitação e em uma multa no valor de R$ 195,23.

Leia mais

Para além das implicações financeiras e de pontuação na carteira, a falta de manutenção veicular pode causar desgaste prematuro das peças, aumentar os riscos de acidentes e afetar a segurança do condutor e dos demais usuários das vias.

Leia mais

Embora a principal preocupação deva ser a segurança, é importante estar ciente das penalidades associadas à falta de manutenção de acordo com o Artigo 230 do CTB.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Esta página foi gerada pelo plugin

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Doutor Multas