O Guia Descomplicado da Zona Azul Digital em SP

Você já conhece e utiliza a Zona Azul Digital?

Leia mais

Se mora em São Paulo e enfrenta transtornos para estacionar seu carro, essa é uma ferramenta que precisa fazer parte do seu dia a dia. Vamos entender o porquê?

Leia mais

O Que Significa Zona Azul Digital?

Se não sabe o que é Zona Azul Digital, fique ligado: esse é o sistema eletrônico implantado pela Prefeitura de São Paulo para a administração das vagas de estacionamento rotativo da cidade.

Leia mais

Entre as facilidades, ele permite comprar créditos pelo celular sem precisar recorrer aos pontos de venda.

Leia mais

Espalhadas pelas zonas Leste, Oeste, Norte, Sul e Centro, as vagas são demarcadas com o objetivo de garantir a fluidez do trânsito e promover a rotatividade de veículos.

Leia mais

Para facilitar a fiscalização e os pagamentos, a Prefeitura implantou a novidade no ano passado e, desde então, o aplicativo Zona Azul permite a cobrança e controle das vagas via smartphone.

Leia mais

Para que tenha respaldo legal, a ferramenta é amparada pelo Decreto nº 57.115, publicado em 7 de julho de 2016. Dessa forma, a versão digital da Zona Azul SP substituiu o antigo talão de papel, que hoje não é mais válido.

Leia mais

Além das vantagens da tecnologia para os motoristas na aquisição de créditos, também há benefícios para o agente de trânsito.

Leia mais

Na sua rotina de fiscalização, ele pode utilizar o celular para verificar se o carro estacionado tem o valor necessário para permanecer naquela área pelo período detectado.

Leia mais

O principal objetivo da prefeitura com a extinção da modalidade de papel foi eliminar as fraudes do sistema. De acordo com a Secretaria de Transportes paulistana, apenas no ano de 2015, houve uma perda estimada em R$ 50 milhões com falsificações.

Leia mais

Estamos falando de um prejuízo enorme, especialmente considerando que a arrecadação legal naquele ano foi de R$ 65 milhões.

Leia mais

A necessidade de implementar o controle via dispositivos móveis se impôs também pelo aumento de vagas da Zona Azul São Paulo.

Leia mais

Entre 1975 e 2015, o número de espaços disponibilizados passou de 5 mil para quase 40 mil. Controlar todas elas é um desafio do tamanho da cidade.

Leia mais

Além da quantidade cada vez maior de carros para a fiscalização, os veículos de carga e descarga também dão trabalho para os agentes de trânsito.

Leia mais

Os fiscais precisam estar atentos para garantir a ordem nas vias e o devido rodízio de placas, estabelecido para a redução dos congestionamentos.

Leia mais

Como é possível perceber, São Paulo precisava de um sistema digital. Mas há muito mais a saber sobre ele. Então, vamos começar explicando como funciona a Zona Azul Digital e onde comprar Zona Azul.

Leia mais

Como Funciona a Zona Azul Digital

Leia mais

A Zona Azul Digital funciona de maneira simples e prática. Você pode adquirir créditos através de um aplicativo de celular ou diretamente em um ponto de venda.

Leia mais

A partir daí, não precisa se preocupar com papéis ou comprovantes de compra - o sistema utilizado pelo agente de trânsito vai identificar digitalmente que você pagou para estacionar ali.

Leia mais

Para a compra dos créditos do Cartão Azul Digital (CAD) pelo smartphone, você pode escolher entre diversas empresas credenciadas. A lista é grande e você a encontra no site da CET, a Companhia de Engenharia de Tráfego.

Leia mais

Todos os aplicativos cadastrados têm versão para o sistema operacional Android, a maioria também para o iOS e alguns para Windows Phone. Vale conferir antes de instalar.

Leia mais

É possível se cadastrar em quantos aplicativos você quiser. Basta criar uma senha de acesso e registrar a placa do veículo.

Leia mais

O pagamento é feito por cartão de crédito, débito ou boleto bancário, dependendo das opções oferecidas por cada empresa.

Leia mais

Se você não for um usuário frequente, pode se deslocar diretamente para um dos pontos de venda do cartão. Lá, você compra créditos também em dinheiro.

Leia mais

Para isso, deve informar a placa do veículo, período de permanência e a validade do CAD, sinalizada no próprio local de estacionamento.

Leia mais

Depois, o motorista deve guardar consigo o comprovante de pagamento, mas não precisa deixar no painel do carro, tal como era no antigo sistema de cobrança.

Leia mais

A lista dos pontos de venda é bastante extensa e se encontra também em no site da CET. Uma dica: para encontrar um local específico, busque pelo bairro desejado, segurando a tecla CTRL e depois pressionando a letra F do teclado.

Leia mais

É preciso confirmar, antes de estacionar, o período máximo permitido na vaga. Mas lembre que há locais sem sinalização onde, por padrão, adota-se o limite de duas horas para estacionamento.

Leia mais

Se você não tomar esse cuidado, pode sofrer um prejuízo considerável. Quem é flagrado  excedendo o limite permitido é autuado em infração grave, com perda de 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de R$ 195,23. Salgada, não é?

Leia mais

O que Muda em Relação ao Sistema de Talões

Leia mais

A Zona Azul Digital torna mais segura toda a fiscalização, compra e venda de créditos. Antigamente, o sistema de talões era facilmente fraudável e acarretava perdas tanto para os usuários quanto para o município.

Leia mais

Para os agentes da Prefeitura, agora está mais rápido monitorar as vagas por meio de dispositivos móveis, através dos quais são visualizadas as vagas disponíveis, horários permitidos e quem está estacionado.

Leia mais

Todo o controle, tanto pelo motorista quanto pelo agente de trânsito, é feito de forma digital. Nada de talões ou agentes correndo de um lado para o outro em busca de vagas ou para saber quem saiu e quem estacionou.

Leia mais

Um outro aspecto importante é que o sistema CAD coíbe a ação dos flanelinhas, já que os locais de estacionamento são sinalizados.

Leia mais

Com tudo isso, além da segurança, o Cartão Zona Azul Digital representa um grande avanço em termos de agilidade e praticidade para os motoristas.

Leia mais

E os usuários do aplicativo ainda contam com uma vantagem adicional: eles podem consultar o histórico de vagas utilizadas, assim como o período em que permaneceu nelas.

Leia mais

São informações úteis que podem até vir a servir para possíveis justificativas em recursos de multas, por exemplo.

Leia mais

Outra mudança importante diz respeito à renovação do período de estacionamento. Com os antigos talões, o motorista precisava se deslocar até onde o carro estava estacionado e comprar um novo ticket com o agente.

Leia mais

Agora, isso mudou e a renovação pode ser feita automaticamente. Para isso, basta realizar a aquisição de mais créditos via aplicativo ou até por SMS.

Leia mais

Regras De Estacionamento

Leia mais

Para ter acesso às vagas, primeiro é necessário verificar a presença das placas indicando que a área pertence à Zona Azul Digital.

Leia mais

Nelas, o motorista pode verificar o período permitido e os dias da semana cobertos. Toda placa do sistema conta com o seguinte aviso: “Obrigatório Cartão Azul”.

Leia mais

Há um limite máximo de dois CADs para estacionar. Embora prático e rápido, o sistema limita a quantidade de horas que podem ser utilizadas, até para permitir a liberação de mais vagas.

Leia mais

Portanto, como já destacado, o motorista deve ficar atento, pois se exceder o tempo permitido será multado.

Leia mais

É importante escolher o tempo de validade do Cartão Zona Azul Digital e conferir com o permitido no local, que pode ser de 30 minutos, uma hora, duas horas ou três horas consecutivas.

Leia mais

Se na placa não constar o período permitido, deve ser adotado o padrão de uma hora para cada CAD adquirido. Essa regra vale inclusive para as vagas especiais para idosos, gestantes e pessoas com mobilidade reduzida.

Leia mais

Caminhões e veículos de carga só poderão estacionar em locais sinalizados como exclusivos. A diferença principal se dá em relação ao período padrão caso a placa não indique o tempo válido para cada CAD.

Leia mais

Sem essa indicação, os caminhões poderão permanecer meia hora para um CAD e uma hora para dois CADs.

Leia mais

Existem ainda áreas especiais, nas quais os períodos permitidos de estacionamento são maiores, assim como os dias da semana abrangidos.

Leia mais

Acessando o mapa Zona Azul, é possível saber onde se localizam essas vagas, quais são os veículos permitidos e quantos espaços estão disponíveis.

Leia mais

Preço

Leia mais

O valor de um CAD avulso é de R$ 5,00. Se o motorista adquirir 10 CADs, pagará o valor de R$ 45,00, ou seja, ganha desconto de 10%.

Leia mais

Facilidades

Certamente, o maior avanço proporcionado pelo método de cobrança de estacionamento digital é a praticidade.

Leia mais

Em primeiro lugar, a compra pode ser feita em diversos pontos da cidade de São Paulo, o que torna a aquisição muito menos trabalhosa.

Leia mais

No modelo antigo, somente os agentes da prefeitura possuíam tickets de estacionamento para a venda.

Leia mais

Outra facilidade é em relação à forma de controle, tanto por parte do motorista quanto pelo agente de trânsito.

Leia mais

Na hora de determinar o horário e tempo de permanência, por exemplo, o condutor faz tudo pelo aplicativo, preenchendo e enviando online o horário desejado.

Leia mais

Para a fiscalização, não há mais necessidade de talões ou tickets deixados no painel do veículo.

Leia mais

Todo o controle é feito digitalmente, através de aplicativo próprio. Nele, o agente poderá verificar se um dado veículo estacionado está ou não com o CAD, bem como se a tarifa está devidamente paga.

Leia mais

Estabelecimentos que vendem o CAD estão identificados com o selo do aplicativo, tornando sua localização muito mais fácil.

Leia mais

O aplicativo emite alarme quando o tempo de estacionamento está prestes a se esgotar e quando, de fato, ele termina.

Leia mais

Também pelo aplicativo, é possível monitorar o tempo de permanência, o que viabiliza uma possível nova compra de um CAD, se assim o motorista desejar.

Leia mais

Caso não tenha acesso à internet, o condutor pode ativar o CAD também por ligação telefônica ou por SMS.

Leia mais

Histórico da Zona Azul em São Paulo

Criada em 1975, a Zona Azul é controlada pela Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo. Em um primeiro momento, eram oferecidas apenas 5 mil vagas. Hoje, mais de quatro décadas depois, são 39.258.

Leia mais

Desses vagas, há 34.681 convencionais. Outras têm caráter especial, como veremos no próximo item.

Leia mais

Essa agilidade no controle das vagas rotativas de estacionamento gera reflexos inclusive na fluidez no trânsito.

Leia mais

Um veículo “perdido” enquanto procura vaga para estacionar torna-se um problema em uma cidade que precisa até de rodízio de placas para diminuir seus congestionamentos.

Leia mais

Foi por tudo isso que essa nova forma de gerenciamento digital foi institucionalizada pela Prefeitura de São Paulo no ano passado, autorizando a cobrança pelas vagas de estacionamento através do Cartão Azul Digital.

Leia mais

Principais Pontos da Zona Azul

Leia mais

Embora a maioria dos pontos cobertos pelo sistema Zona Azul Digital esteja concentrada no Centro de São Paulo, há vagas em toda a capital paulista. São 65 áreas, distribuídas pelas regiões Norte, Sul, Leste e Oeste.

Leia mais

As 39.258 vagas estão atualmente divididas da seguinte forma:

Leia mais
  • 34.861 convencionais, para carros e motos
  • 1.590 para caminhão, caminhonete ou veículo misto
  • 1.904 para idosos a partir de 60 anos de idade, chamadas de vaga Idoso
  • 824 para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, conhecidas como vagas DeFis
  • 79 para veículos de fretamento.
Leia mais

A divisão das vagas por região é esta:

Leia mais
  • 29% na região Central
  • 27% na região Oeste
  • 25% na região Leste
  • 17% na região Sul
  • 2% na região Norte.
Leia mais

Como é Feita a Fiscalização da Zona Azul Digital

Leia mais
Leia mais

Como já dito, a fiscalização da Zona Azul Digital é muito mais fácil do que era na época dos talões de papel, pois permite aos agentes o acesso a um sistema digital que informa, em alguns cliques no dispositivo, se o veículo tem permissão para estacionar naquele local.

Leia mais

Um dos objetivos do sistema digital é justamente aumentar a eficiência da fiscalização por parte dos agentes de trânsito da prefeitura.

Leia mais

O procedimento para o servidor público é bem simples. Ao verificar a placa do veículo em aplicativo próprio, ele saberá imediatamente se o seu respectivo CAD está ativo e se a tarifa correspondente está paga.

Leia mais

Apesar do investimento digital e da melhora da fiscalização, a CET informa no seu site que não se responsabiliza por eventuais danos, roubos e furtos ocorridos nas áreas cobertas pela Zona Azul.

Leia mais

De Que Maneira São Aplicadas as Multas?

A aplicação das multas por infringir as regras de estacionamento não mudam com  a Zona Azul Digital.

Leia mais

Isso significa que, se o agente da Prefeitura flagrar um veículo estacionado de forma irregular, ou seja, sem o CAD ou com pagamento pendente, autuará o proprietário do carro em infração grave, procedendo em seguida ao reboque (guinchamento) do veículo.

Leia mais

Para multa por estacionamento irregular na Zona Azul Digital, assim como em qualquer outra, cabe recurso.

Leia mais

O direito à ampla defesa é garantido a todos. Dependendo do caso, uma infração mal aplicada pode ensejar contestação e posterior anulação.

Leia mais

Um dado interessante é que, no seu primeiro dia de funcionamento, em 11 de julho de 2016, mais de 15 mil motoristas baixaram o aplicativo. No entanto, uma boa parte preferiu não aderir ao novo sistema, com medo de que pudesse vir a falhar. Eles preferiram continuar no antigo Zona Azul de papel, que foi extinto em 4 de dezembro de 2016.

Leia mais

Para alguns motoristas, a dúvida era sobre a real efetividade do sistema e como o agente de trânsito faria a conferência dos pagamentos.

Leia mais

Já para outros, o CAD foi muito bem aceito logo de cara, principalmente para quem trabalha com entregas, cujo aviso do app é essencial para não extrapolar os períodos de estacionamento permitidos.

Leia mais

O que é Preciso Para Usar a Zona Azul Digital?

A Zona Azul Digital, embora tenha mais recursos se gerenciada via aplicativo para celular, pode ser utilizada mesmo por quem não tem nenhum dispositivo móvel. Basta comprar créditos nos pontos de vendas autorizados.

Leia mais

Se você já tiver comprado créditos, mas estiver sem sinal de internet para ativá-los, poderá realizar o procedimento por telefone.

Leia mais

Acesse o site da CET, confira os números das empresas que prestam o serviço, e tenha gravados na memória do celular caso precise.

Leia mais

Para poder usar a Zona Azul Digital via aplicativo, que é o meio mais indicado, é necessário ter um smartphone com sistema Android, iOS ou Windows Phone. Não há limite para downloads ou quantidade de aparelhos.

Leia mais

A compra do CAD pode ser paga com dinheiro e cartões de crédito, débito ou boleto bancário.

Leia mais

Passo a Passo

Leia mais

A compra do CAD pode ser feita antecipadamente ou na hora de estacionar. Para fazer a ativação, o motorista deve:

Leia mais
  • Acessar a lista dos aplicativos conveniados
  • Escolher um deles
  • Entrar no link da loja de aplicativos do seu sistema operacional
  • Baixar o aplicativo
  • Cadastrar uma senha e a placa do seu carro
  • Fazer a compra dos créditos usando cartão de crédito ou débito ou boleto
  • Optar por ativar 1 ou 2 CADs (verifique o período de tempo máximo permitido)
  • Enviar o tempo de um CAD considerando a sinalização no local (em geral cada um vale por uma hora)
  • Conferir ao final se o CAD foi de fato ativado, através do comprovante de pagamento e ativação emitido pelo aplicativo ou conferindo no site da CET digitando o número de autenticação.
Leia mais

Uma vez ativado o Cartão Azul Digital, o app inicia um cronômetro, com contagem regressiva indicando quanto tempo resta de permanência.

Leia mais

Todas as empresas que vendem créditos estão obrigadas a manter canais de relacionamento com os clientes, que poderão enviar suas dúvidas, reclamações e sugestões.

Leia mais

Formas de Pagamento

Leia mais

As formas de pagamento para a aquisição do Cartão Azul Digital variam conforme a empresa credenciada.

Leia mais

São aceitos cartões de crédito, débito, dinheiro ou boleto bancário. Já o pagamento em espécie pode ser feito apenas nos pontos de venda.

Leia mais

Dicas Práticas Para Evitar Fraudes

O CAD substituiu o Zona Azul em papel justamente por ser uma forma mais segura de pagamento, praticamente à prova de fraudes.

Leia mais

Antes do sistema digital, era comum a falsificação de talões e cobranças de tarifas abusivas por agentes não credenciados, os conhecidos flanelinhas.

Leia mais

Mas para evitar fraudes, é importante prestar atenção na hora de baixar o aplicativo. Primeiro, certifique-se de que você está fazendo o download de um programa credenciado pela prefeitura.

Leia mais

Depois, continue através de um link da loja oficial do seu sistema operacional. No site da CET, você encontra a lista com todas as empresas credenciadas e os respectivos links para acessar.

Leia mais

Já na hora do estacionamento, você deve cuidar para não ser alvo de estelionatários se passando por agentes da Prefeitura. Esses flanelinhas em áreas do CAD são ilegais e devem ser denunciados.

Leia mais

Em 2014, por exemplo, o jornal A Tribuna identificou caso de cobrança de até R$ 150,00 por mês para estacionar em uma via pública, em ruas ao redor da Praça Buritama, próximo ao Shopping Iguatemi.

Leia mais

Bolsão Caminhão

O Bolsão Caminhão é a área onde caminhões e veículos de carga como caminhonetes e veículos mistos podem estacionar.

Leia mais

Vale lembrar que a principal diferença para a Zona Azul convencional é o período de permanência: no Bolsão Caminhão, cada CAD vale 30 minutos, e 2 CADs valem uma hora.

Leia mais

Áreas Especiais

Existem ainda as áreas especiais, que por serem pontos de maior concentração de pessoas, contam com regras específicas e tempos de permanência maiores. São elas:

Leia mais
  • Parque Ibirapuera e Parque da Aclimação: tempo de permanência máximo de estacionamento válido por 4 horas, com 1 CAD valendo 2 horas e 2 CAD valendo 4 horas
  • Estádio do Pacaembu (Praça Charles Miller): tempo de permanência máximo de estacionamento válido por 6 horas, com 1 CAD valendo 3 horas e 2 CAD valendo 6 horas
  • Mercado da Cantareira: o sistema CAD opera todos os dias da semana, inclusive aos domingos, das 7h às 18h.
Leia mais

Valor da Multa Por Estacionamento Irregular

Leia mais

Nunca é demais repetir: a infração por estacionamento irregular na Zona Azul é enquadrada como infração grave. Gera 5 pontos na CNH do motorista infrator e multa de R$ 195,23.

Leia mais

É Possível Recorrer?

Como toda multa de trânsito, o recurso é a garantia de defesa do condutor contra possíveis erros de processo e abusos de autoridade.

Leia mais

Portanto, recorrer de multa por estacionamento irregular na Zona Azul Digital é um direito que todo motorista tem, e do qual não se deve abrir mão.

Leia mais

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece a forma como os condutores e proprietários que receberam infrações de trânsito podem exercer a sua ampla defesa administrativa.

Leia mais

Assim, recebida notificação de multa por infração cometida com o veículo, há o direito de defesa contra o ato da autuação.

Leia mais

Se você acredita que haja uma justificativa para a infração ou se sente injustiçado com a multa, você deve recorrer explicando de maneira clara os seus argumentos, que vão reivindicar o cancelamento da penalidade.

Leia mais

Lembre-se de que, para cada penalidade de multa, deve ser elaborado um recurso em separado. No site da CET, há uma lista de documentos e procedimentos a seguir para a elaboração do recurso.

Leia mais

Conclusão

Leia mais

Você viu neste artigo que a Zona Azul Digital garante maior agilidade, praticidade e segurança para os motoristas e para os agentes na hora de cobrar e fiscalizar vagas de estacionamento em São Paulo.

Leia mais

O antigo sistema, no qual os motoristas precisavam deixar os talões de papel no painel do carro para comprovar pagamento, já estava defasado e eram bastante vulnerável à ação de fraudadores.

Leia mais

Dessa forma o CAD é uma ferramenta útil na briga contra a ilegalidade.

Leia mais

Essa evolução do sistema coíbe fraudes e oferece segurança e praticidade. Assim, beneficia a todos os envolvidos: motoristas, agentes e a administração municipal.

Leia mais

De qualquer forma, a facilidade digital não impede que erros aconteçam. Por isso, multas aplicadas na Zona Azul podem ser contestadas.

Leia mais

Lembre-se de que o recurso é a garantia da ampla defesa prevista constitucionalmente.

Leia mais

Então, se você está se sentindo injustiçado com alguma infração que considera indevida, não deixe de consultar especialistas na área, que poderão indicar o melhor caminho para a sua situação.

Leia mais

Gostou do artigo? Coloque sua avaliação abaixo! Sua opinião é importante para mim :)

Leia mais

Referências:

Leia mais
  1. http://documentacao.camara.sp.gov.br/iah/fulltext/decretos/D57115.pdf
  2. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9503.htm
  3. https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/07/1790563-com-medo-de-multas-motoristas-resistem-a-zona-azul-por-celular.shtml
  4. https://portaldotransito.com.br/noticias/urbanismo/dispositivos-tecnologicos-agregam-eficiencia-na-seguranca-do-transito/
Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Esta página foi gerada pelo plugin

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Doutor Multas