Como cancelar os pontos na carteira e não ter CNH suspensa (Garantido!)

Quer saber como evitar pontos na carteira? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

pontos na carteira
Evite a suspensão da sua CNH

No Código de Trânsito Brasileiro, o motorista além de pagar as multas, tem a penalidade dos pontos. Os pontos na carteira são uma forma de coibir que os condutores continuem cometendo infrações de trânsito.

Os pontos na carteira possuem variam de acordo com a gravidade da infração e podem somar 3, 4, 5 ou até 7 pontos na carteira de habilitação.

Com o acúmulo de 20 ou mais pontos na CNH, pode ser gerada a suspensão do direito de dirigir. A suspensão da CNH pode ser por até 1 ano e nesse período o motorista fica impossibilitado de dirigir e precisa fazer um curso de reciclagem.

Neste artigo vou apresentar tudo o que você precisa saber sobre os pontos na carteira:

  • como é feita sua contagem;
  • por quanto tempo eles permanecem valendo;

 

 

Não fique sem dirigir. Baixe Grátis o Passo a Passo para Recorrer sua Multa (CLIQUE AQUI)

 

A contagem dos pontos na carteira de motorista

O Código de Trânsito Brasileiro CTB estabelece a pontuação de acordo com a gravidade das multas. É com base nessa gravidade que a lei de trânsito vai determinar a quantidade de pontos para cada multa.

A classificação dos pontos está descrita no artigo 259 do CTB, como você pode ver abaixo:

Art. 259. A cada infração cometida são computados os seguintes números de pontos:

I – gravíssima – 07 sete pontos;

II – grave – 05 cinco pontos;

III – média – 04 quatro pontos;

IV – leve – 03 três pontos.”

Qual é a grande importância em  saber os pontos na carteira?

O principal para a maioria dos motoristas é não estourar a pontuação e não correr o risco de ficar sem dirigir. Como mostra o § 1º do artigo 261 do CTB:

Art. 261.  A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:

I – sempre que o infrator atingir a contagem de 20 (vinte) pontos, no período de 12 (doze) meses, conforme a pontuação prevista no art. 259;

Atenção: Algumas multas suspendem direto a CNH sem precisar somar os 20 pontos na carteira.

 

Quando entram os pontos na CNH?

pontos carteira prazo
Pontos computados na carteira – quando ocorrem

Os pontos na carteira de motorista entram quando esgotadas as oportunidades de recurso. Para cada multa, o motorista tem direito a 3 recursos administrativos.

Um detalhe importante é que a suspensão do direito de dirigir por acúmulo de pontos é gerada quando somados 20 ou mais pontos em um período de 12 meses.

Mas atenção, não é com a virada do ano e sim com os últimos 12 meses.

Por exemplo: Você levou uma multa em 30/03 de 2017, estes pontos vão zerar no sistema em 31/03 de 2018, se não somar 20 ou mais pontos na CNH neste período.

A Resolução 182 do Conselho Nacional de Trânsito CONTRAN explica esta contagem dos pontos.

II – DA SUSPENSÃO DO DIREITO DE DIRIGIR SEÇÃO

I – POR PONTUAÇÃO

Art. 5º. Para fins de cumprimento do disposto no inciso I do Art. 3º desta Resolução, a data do cometimento da infração deverá ser considerada para estabelecer o período de 12(doze) meses.

A nossa Constituição Federal (CF) no seu artigo 5º, XLVII, b, proíbe qualquer punição com duração indeterminada.

E o mesmo vale para as multas de trânsito. Por isso, os pontos na carteira não podem valer para sempre. Por isso que a Lei de Trânsito prevê um prazo de validade para os pontos na carteira.

A artigo 261, § 1º, estabelece um prazo de 12 dose meses para a validade dos pontos.

 

Como evitar o acúmulo de pontos e não perder a CNH

É possível evitar o acúmulo de pontos de várias formas mesmo após ter recebido uma infração de trânsito.

Se você não era o condutor no momento da infração é possível fazer a indicação de condutor, se você recebeu uma multa leve ou média e não é reincidente nesta multa, pode pedir a conversão em advertência e ainda é possível recorrer administrativamente.

Abaixo vou explicar cada uma destas alternativas e como fazer corretamente e não correr o risco de estourar os 20 pontos na carteira de motorista.

 

Indicação do real condutor

pontos carteira indicar condutor
O direcionamento dos pontos para o real condutor no momento da infração

Se você recebeu uma infração e não era você o motorista, é possível fazer a indicação do real condutor. Mas fique atento, algumas multas são de responsabilidade do proprietário.

No artigo 257 do CTB, está indicado quem deve ser responsabilizado. Em alguns casos, como o de modificar o veículo sem a devida regularização é de responsabilidade do proprietário, outro exemplo, é deixar de transferir o veículo dentro do prazo de 30 dias após o comunicado de venda.

Quando o condutor é abordado, também não é possível fazer a indicação de condutor.

Para indicar o condutor é bem simples, basta seguir o passo a passo descrito na notificação. É preciso preencher o formulário, assinar e juntas os documentos necessários.

Um fator muito importante é fazer a indicação dentro do prazo estabelecido na notificação de autuação. Fora do prazo a indicação do condutor é negada por ser intempestiva.

 

Conversão de multa em advertência

pontos carteira conversão advertência
Em caso apenas de advertência, não são gerados pontos na carteira

É possível pedir a conversão em advertência, para alguns casos previstos em Lei. Segue abaixo o que diz a Lei e os casos permitidos:

Art. 267. Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

Por causa da Resolução 404/2012 do CONTRAN, realizada a conversão em advertência, os pontos não vão para a CNH.

Art. 9º Em se tratando de infrações de natureza leve ou média, a autoridade de trânsito, nos termos do art. 267 do CTB, poderá, de ofício ou por solicitação do interessado, aplicar a Penalidade de Advertência por Escrito, na qual deverão constar os dados mínimos definidos no art. 280 do CTB e em regulamentação específica.

Um ponto importante da Resolução 404 é que só poderá recorrer na JARI se além do pedido de conversão em advertência, o condutor entrar também com a defesa prévia.

 

 

Recorrer da multa de trânsito para evitar pontos na carteira

Recebida a notificação de multa, é possível entrar com o recurso administrativo. O recurso é a oportunidade do motorista contar a sua versão da história e pedir o cancelamento da infração.

Mas este não é o único benefício de recorrer, uma das grandes vantagens é que recorrendo a multa fica suspensa, isto é, os pontos ficam “congelados” eles não entram para a CNH do veículo. Só entram os pontos após o julgamento  de todos os recursos cabíveis.

Isto está previsto no artigo 6º, § 2º, da Resolução 182 do CONTRAN:

“§ 2º. Se a infração cometida for objeto de recurso em tramitação na esfera administrativa ou de apreciação judicial, os pontos correspondentes ficarão suspensos até o julgamento e, sendo mantida a penalidade, os mesmos serão computados, observado o período de doze meses, considerada a data da infração.”

E o motorista tem direito a 3 recursos da multa. Portanto, se o condutor entrar com os 3 recursos, os pontos só irão entrar se todos os recursos forem negados. Mas como os pontos só tem validade por 12 meses, se demorar o julgamento pode prescrever a pontuação. Assim o motorista não perde a carteira de motorista.

Normalmente demora muito para um recurso ser julgado, principalmente pela falta de julgadores suficientes para analisar todos os casos no devido prazo. Temos muito casos com mais de 1 ano e nem foram julgados ainda.

Mesmo não ganhando o recurso, muitas vezes é possível evitar a perda da CNH. Pois, se não somar 20 ou mais pontos na carteira de motorista não é gerado o processo de suspensão do direito de dirigir.

Exemplo: O motorista Carlos, tem 16 pontos na carteira e a primeira multa foi no dia 5 de abril de 2016 de gravidade média e estes pontos já foram computados na CNH. Dia 15 de janeiro de 2017, indo para a praia de férias, Carlos levou outra multa por excesso de velocidade, multa média 4 pontos na carteia. Com mais esta multa, Carlos somaria os 20 pontos e correria o risco de perder a CNH.

Mas entrando com o recurso a multa fica suspensa e como ele tem direito a 3 recursos administrativos, recorrendo os pontos não vão cair antes de do dia 5 de abril de 2016 e com isso aquela multa média de Carlos vai zerar e com isso ele vai estar com apenas 12 pontos na CNH. Mesmo perdendo os 3 recursos, Carlos afasta a chances de receber a suspensão.

 

 

Somou os 20 pontos no período de 12 meses, o que acontece?

Somados os 20 pontos em 12 meses, pode ser instaurado o processo de suspensão do direito de dirigir. O motorista tem direito a recorrer deste processo também e tem direito a 3 recursos administrativos para evitar a perda da CNH.

É preciso entregar a carteira de motorista no Detran, ficar um tempo sem dirigir e ainda fazer o curso de reciclagem. Caso venha a ter outra suspensão da CNH o motorista passa a ser reincidente e com isso as penalidades são agravadas.

 

Por quanto tempo a CNH pode ficar suspensa?

pontos carteira tempo suspensão
Tempo de suspensão na carteira

O período da suspensão da CNH pode variar de 02 mês até 24 meses, levando em conta vários critérios, como a reincidência, e o tipo das infrações cometidas. O artigo 261 do Código de trânsito traz os critérios:

Art. 261.  A penalidade de suspensão do direito de dirigir será imposta nos seguintes casos:

I – sempre que o infrator atingir a contagem de 20 (vinte) pontos, no período de 12 (doze) meses, conforme a pontuação prevista no art. 259;

II – por transgressão às normas estabelecidas neste Código, cujas infrações preveem, de forma específica, a penalidade de suspensão do direito de dirigir.

§ 1º  Os prazos para aplicação da penalidade de suspensão do direito de dirigir são os seguintes:

I – no caso do inciso I do caput: de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e, no caso de reincidência no período de 12 (doze) meses, de 8 (oito) meses a 2 (dois) anos;

II – no caso do inciso II do caput: de 2 (dois) a 8 (oito) meses, exceto para as infrações com prazo descrito no dispositivo infracional, e, no caso de reincidência no período de 12 (doze) meses, de 8 (oito) a 18 (dezoito) meses, respeitado o disposto no inciso II do art. 263.

Não fique sem dirigir. Baixe Grátis o Passo a Passo para Recorrer sua Multa (CLIQUE AQUI)

 

Conclusão

As multas leves geram 3 pontos na CNH, as multas médias 4 pontos, as multas grandes 5 pontos e as gravíssimas 7 pontos na carteira de motorista.

A suspensão por acúmulo de pontos é gerada quando o motorista atinge 20 ou mais pontos em um período de 12 meses. É possível evitar a suspensão não estourando os pontos e para isso é possível fazer indicação do real condutor, pedir a conversão em advertência e entrar com o recurso administrativos.

O recurso administrativo suspende os pontos e estes só entram na CNH depois do julgamento de todos os recursos cabíveis. Com isso, é possível evitar a suspensão do direito de dirigir e continuar dirigindo.

Foi multado? Baixe Grátis o PDF Exclusivo de Como Recorrer sua Multa de Trânsito!

Se você achou interessante esse artigo compartilhe!

Gostou do artigo sobre da notificação de autuação? Coloque sua avaliação abaixo! Sua opinião é importante para mim 🙂

4.97 avg. rating (99% score) - 39 votes