Lyft Brasil: Concorrente da Uber nos EUA Poderá Chegar em Breve ao País!

Foi multado? Não fique sem dirigir! Descubra gratuitamente como não perder a CNH em apenas 3 passos: Clique aqui para baixar GRATUITAMENTE o meu passo a passo.

Você já ouviu falar sobre o aplicativo de transporte Lyft?

Caso você não conheça, saiba que é bom ir se preparando, pois, em breve, poderemos ter a Lyft no Brasil.

Tendo o mesmo objetivo de aplicativos como a Uber, 99 e Cabify, já conhecidos pelos brasileiros, a Lyft também é um divertido e simples aplicativo de transporte.

Essa categoria de aplicativo, que vem ganhando espaço no mundo inteiro, está revolucionando o setor de transporte, pois facilita a locomoção de milhares de pessoas, em diferentes cidades e centros urbanos.

Com isso, é possível afirmar que os aplicativos de transportes estão contribuindo, cada vez mais, para que o mundo consiga desenvolver suas cidades inteligentes, na busca por um trânsito mais harmonioso e eficiente.

Entretanto, apesar de estar sendo bem recebido mundialmente, há uma onda de questionamentos em relação às consequências que esses aplicativos trarão para o trânsito.

Recentemente, a Revista Época Negócios apresentou dados de uma pesquisa realizada pela consultora Schaller que contradizem, até então, alguns argumentos utilizados por aqueles que defendem de maneira ferrenha os aplicativos de transportes.

Isso porque, de acordo com os dados apresentados pela consultora, foi possível constatar que muitos passageiros dos aplicativos de transporte, caso o serviço não estivesse disponível, usariam o sistema de transporte coletivo.

Levando em conta que a busca pela mobilidade urbana nas cidades perpassa pelo uso dos coletivos de transporte público, pois, quanto mais pessoas utilizam esse serviço, menos veículos estarão circulando em via pública, esse dado é bastante preocupante.

Outro fator constatado pela pesquisa da Schaller é que, mesmo quando o aplicativo permite que a viagem seja compartilhada, muitos passageiros seguem realizando a corrida sozinhos.

Com isso, se, por um lado, os aplicativos permitem maior conforto aos passageiros, para o meio ambiente, por exemplo, as notícias não são promissoras.

Afinal, se o objetivo é diminuir o número de carros circulando no trânsito para a melhora do fluxo, assim como diminuir a emissão de poluentes na atmosfera, parece que não são esses os resultados que as cidades inteligentes estão oferecendo.

Mas, apesar disso, será que os aplicativos de transportes não estão oferecendo pontos positivos?

Para responder a essa e a outras questões, neste artigo, eu apresentarei para você como os aplicativos de transportes estão se consolidando no mercado.

Você também ficará sabendo quais aplicativos fazem mais sucesso no Brasil e quais, em breve, estarão também aqui no país, incluindo o Lyft Brasil, que já é um sucesso nos Estados Unidos da América e no Canadá.

Ficou curioso? Então, siga a leitura!

Aplicativos de Transportes no Brasil

De acordo com recentes pesquisas, jovens entre 18 e 34 anos são os principais usuários do serviço no Brasil

A adesão dos brasileiros aos aplicativos de transportes já pode ser considerada um fato incontestável.

Isso porque, mesmo você, proprietário e motorista de veículo, provavelmente já deve ter utilizado o serviço quando precisou deixar o carro na revisão, ou decidiu ir sem dirigir naquele happy hour da empresa ao final do dia.

Portanto, você deve saber que é muito simples utilizar o serviço: basta que você acesse, de seu smartphone, a loja de apps e baixe os aplicativos que realizam esse tipo de serviço.

Para você ter uma ideia de como o brasileiro tem utilizado essas plataformas para se locomover, veja os dados apresentados pela revista Consumidor Moderno, de uma recente pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

De acordo com as informações, mais da metade dos brasileiros prefere utilizar os aplicativos de transporte ao invés do serviço de táxi.

O estudo também conseguiu identificar que pessoas entre 18 e 34 anos são os principais consumidores do serviço.

Como não poderia ser diferente, o preço cobrado pelos motoristas de aplicativos foi o principal diferencial apontado pelo público, tendo em segundo lugar como grande diferencial a qualidade do serviço, se comparado ao serviço de táxi.

Provavelmente, assim como muitas pessoas, você já deve ter passado por uma situação desagradável ao viajar e precisar utilizar o sistema de táxis de outras cidades, não é verdade?

É claro, há muitos taxistas que buscam prestar um ótimo serviço, entretanto, não é incomum, ao conversarmos com amigos e parentes, o sentimento de que, em algum momento, foi enganado em relação ao trajeto feito pelo motorista, por exemplo.

Nos aplicativos de transportes, o caminho nos é apontado ali mesmo.

Durante o trajeto, é possível indicar um caminho diferente para o motorista, entretanto, se você preferir, poderá pedir para que seja seguido aquele apontado no momento em que você solicitou um veículo.

Com isso, é possível que você se sinta menos lesado e mais tranquilo ao utilizar esses aplicativos em cidades que você nunca visitou e não faz ideia se o caminho escolhido por um taxista é, de fato, o mais indicado.

Outro ponto positivo, com certeza, é em relação ao preço da corrida, apresentado antes mesmo de você confirmar o seu pedido.

Como você já tem acesso ao valor estimado, é possível planejar bem antes os seus gastos ao sair com os amigos para o cinema, ou ao fazer as compras no fim do mês.

Aliás, em relação às atividades em que os usuários de aplicativos escolhem para utilizar o serviço estão em primeiro lugar na lista aquelas relacionadas ao lazer, contabilizando 18%. Muito em questão do tempo para estacionar, por exemplo.

Pense você ir domingo à tarde ao shopping com a família ou com os amigos. Essa ideia é muito comum para muitos brasileiros em grandes ou pequenas cidades.

Caso você vá com o seu veículo, talvez corra o risco de não encontrar lugar vago para estacionar, nem mesmo local por perto onde você possa deixar o seu veículo.

Mas, utilizando o serviço de um motorista de aplicativo de transporte, você poderá fazer suas compras tranquilamente e, até mesmo, economizar, levando em conta o valor da gasolina atualmente.

Talvez, você até já esteja acostumado a utilizar o aplicativo da 99, o da Uber ou o da Cabify.

Opções de aplicativos de transporte com diferentes benefícios e facilidades aos usuários não faltam.

Ainda assim, é possível que, logo, você tenha também o aplicativo de transporte da Lyft Brasil, como mais uma alternativa para deslocamento.

Na próxima seção, apresentarei a você qual é a proposta do aplicativo da Lyft e como surgiu no mercado.

 

Conheça o Aplicativo Lyft

Com um perfil dinâmico, a Lyft vem conquistando o seu espaço nos países da América do Norte

Com um consumidor cada vez mais exigente e informado, não é errado afirmar que a oferta de serviços no mercado sofreu grandes mudanças.

Atualmente, é muito fácil estarmos conectados com pessoas de outros lugares e nacionalidades, portanto, estamos constantemente sendo expostos às novidades do mercado, mesmo que o produto esteja, aparentemente, longe de chegar ao nosso país.

Isso nos gera uma grande expectativa e procura por novos serviços que, em breve, poderão facilitar a nossa vida.

Foi assim que eu conheci a Lyft, uma empresa de rede de transportes dos Estados Unidos da América (EUA) que se encontra, também, em expansão no Canadá.

Concorrente direta da empresa Uber na América do Norte, a Lyft apresenta um estilo mais descontraído do que as demais empresas que assumiram um perfil mais corporativo.

Lançada no ano de 2012, no estado da Califórnia, em São Francisco, a ideia surgiu com o objetivo de criar uma plataforma de transporte sustentável, criando comunidades virtuais entre os motoristas e passageiros que aderissem ao serviço.

Isso porque o objetivo, desde o início, foi fornecer a possibilidade de encontro entre pessoas que estão indo para a mesma direção para que possam compartilhar o mesmo veículo.

Aliás, inicialmente, o passageiro apenas dava uma ajuda de custo, já que não havia um valor fixo determinado pela plataforma, como acontece atualmente, sendo realmente apenas uma possibilidade de, ao compartilhar o carro, fazer novas amizades.

Em relação aos motoristas colaboradores, assim como os demais aplicativos de transporte, a Lyft, para chamar novos parceiros, alimenta o sonho que grande parte da população mundial almeja: ser o seu próprio patrão.

Portanto, a plataforma permite que o motorista interessado em ser colaborador na empresa controle seu próprio horário, já que não há obrigação quanto à frequência de corridas realizadas.

Ao final da corrida, como já acontece em outras plataformas, o passageiro e o motorista podem avaliar um ao outro, assim como indicar, nos comentários, como foi o trajeto.

Essa avaliação é publicada no perfil do motorista para que os demais passageiros, ao chamá-lo, possam ter boas recomendações.

Aliás, esse é um ponto importante da Lyft, assim como nos demais aplicativos desse setor.

Levando em conta que o serviço é informal e que o lucro acontece quanto mais você transporta passageiros, é comum, entre a maioria dos motoristas, a cordialidade e a prestação de serviço exemplar.

Essa boa relação, digamos assim, decorre da busca por ter boas experiências com os aplicativos.

Portanto, os usuários desse serviço utilizam alguns artifícios. Um deles é sempre procurar condutores bem classificados pelos passageiros.

Nesse sentido, é importante que o motorista esteja sempre com o veículo em boas condições para que a experiência do usuário seja tão boa ao ponto de continuar utilizando o aplicativo, não migrando para o concorrente.

Tenho quase certeza de que, agora, você está bastante curioso para saber se falta muito ainda para o aplicativo Lyft Brasil estar disponível para download.

Falarei sobre isso na próxima seção.

 

A Lyft Brasil já Está Disponível no País?

Conhecendo agora a Lyft, você deve estar já em busca do app em sua loja no smartphone, não é?

Pois saiba que, infelizmente, o aplicativo ainda não está disponível aqui no Brasil.

Entretanto, sendo a principal concorrente da Uber na América do Norte, a Lyft deseja, sim, ganhar novos mercados.

Especula-se, inclusive, que já estaria pensando em adquirir uma empresa do mesmo ramo estabelecida em outros continentes.

Além disso, de acordo com a Isto É, a companhia tem negócios em andamento aqui na América Latina, e o Brasil está entre os países nos quais a Lyft está inserida no mercado.

Portanto, em breve, você poderá também andar por aí em um veículo utilizando um bigode na cor rosa. Achou estranho?

Pois saiba que, para manter o seu caráter informal, alguns motoristas vinculados ao aplicativo utilizam um bigode na cor rosa bem chamativo para que os passageiros possam identificá-los assim que se aproximam.

É claro, alguns condutores optam por algo mais discreto e, ao longo dos anos, a empresa foi desenvolvendo outras maneiras de identificação pelas ruas, mas sempre mantendo o jeito irreverente.

Portanto, uma coisa é certa: quando a Lyft estiver disponível no Brasil, você, com certeza, perceberá ao ver veículos sinalizados com algum adereço ou acessório rosa pelas ruas de sua cidade.

O que nos resta, então, é aguardar a chegada do Lyft Brasil.

Enquanto isso, que tal saber um pouco a respeito da regulamentação dos aplicativos desse segmento aqui no Brasil?

Acompanhe o tópico seguinte.

 

Regulamentação dos Aplicativos de Transporte no Brasil

Talvez você esteja muito acostumado a utilizar o serviço de transporte por aplicativo, mas nunca tenha pensado, de fato, em como esse serviço é regularizado.

Aliás, você saberia responder se há regulamentações?

Pois bem, saiba que, apesar de informal, a atividade é regulamentada pela legislação brasileira, mais precisamente desde o início deste ano, quando a Câmara de Deputados aprovou o projeto de lei que recomendava a regulamentação do funcionamento desses aplicativos.

Com isso, o Projeto de Lei 5587/2016, que propôs a regulamentação desse serviço, foi aprovado, originando a Lei 13.640/2018, a qual alterou alguns pontos da Lei 12.587/2012, responsável por instituir as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

Com isso, a lei 12.587, de 2012, passou a apresentar o seguinte conceito sobre os transportes de aplicativos:

“Art. 4º. X – transporte remunerado privado individual de passageiros: serviço remunerado de transporte de passageiros, não aberto ao público, para a realização de viagens individualizadas ou compartilhadas solicitadas exclusivamente por usuários previamente cadastrados em aplicativos ou outras plataformas de comunicação em rede.”

A partir de então, ficou decidido que os municípios brasileiros deverão regulamentar as atividades dos aplicativos de transportes.

Com isso, compete às prefeituras a cobrança de tributos do serviço, assim como a exigência da contratação de seguro de Acidentes Pessoais a Passageiros (APP) e do Seguro Social (INSS), entre outras exigências.

Tudo isso para que os usuários do aplicativo (motoristas e passageiros) possam estar seguros durante os trajetos realizados por intermédio da plataforma.

Interessante, não é?

Ao saber disso, aposto que muitas pessoas estão ainda mais curiosas para conhecer e utilizar o aplicativo Lyft Brasil.

De qualquer modo, é bastante provável que você já utilize um deles, como o da 99, por exemplo.

A fim de melhorar a sua experiência como usuário, separei dicas para que você sempre possa fazer suas viagens em segurança.

Quer conferir quais são elas?

Então continue a leitura!

 

5 Dicas Para Usar o Aplicativo de Transporte com Segurança

Esteja atento à condução do motorista desde o início do trajeto

Mesmo com as regulamentações previstas em lei e as regras de segurança impostas pelas próprias empresas, não é incomum casos em que algum tipo de situação irresponsável ou desagradável acontece aos passageiros de aplicativos de transportes.

Isso porque, apesar das empresas realizarem uma triagem e de o motorista poder trabalhar na plataforma apenas após aprovação, não é possível que os aplicativos possam fiscalizar de maneira eficaz todas as corridas.

Por isso, todas as plataformas estimulam os usuários a ajudarem nesse processo, possibilitando ferramentas de avaliação.

Além disso, os aplicativos normalmente oferecem espaços para reclamação para que os passageiros possam relatar alguma imprudência cometida pelos motoristas, seja ao volante ou relacionada a outros fatores.

Portanto, é importante que você também esteja atento ao utilizar esse tipo de serviço.

Para isso, apresentarei 5 dicas para reforçar esse cuidado com a sua segurança.

1.   Sempre confira a identidade do motorista

Ao chamar o motorista, todos os aplicativos apresentam para você uma foto do condutor, assim como o número da placa e o modelo do veículo.

Antes de embarcar, sempre confira se as informações apresentadas correspondem.

Caso você desconfie, cancele a viagem, mesmo que o aplicativo informe que você deverá pagar uma taxa pelo cancelamento.

Depois, você poderá fazer a denúncia e explicar a situação. Normalmente, a resposta é positiva e o aplicativo cancela a cobrança da taxa.

2.   Esteja atento ao percurso

Antes mesmo de designar o motorista que irá realizar a sua corrida, o aplicativo indica para você o caminho que deverá ser realizado.

Portanto, enquanto estiver em viagem, demostre ao condutor que você sabe qual caminho deverá ser seguido, indicando mudanças no trajeto apenas se você se sentir realmente seguro com o colaborador.

3.   Sente-se no banco traseiro

Essa dica é sempre bastante indicada pelos órgãos de segurança, principalmente para as mulheres.

Isso porque, quando você senta no banco da frente, fica mais vulnerável em situações de violência, caso o motorista queira mobilizar você, por exemplo.

Se você perceber algum tipo de olhar suspeito ou que o motorista está encaminhando o assunto para áreas mais pessoais, de maneira incômoda, assim que vocês estiverem em uma rua movimentada, avise que você deseja terminar a corrida ali, mesmo ainda não estando no local ao qual você desejava chegar.

Não espere que o comportamento intimidador passe durante o trajeto, pois você poderá estar colocando a sua segurança em risco. Portanto, mantenha-se em alerta!

4.   Deixe claro que alguém sabe o seu trajeto

Assim que você entrar no carro, se possível, ligue para alguma pessoa.

Isso deixará, de certa forma, o motorista avisado de que alguém sabe sobre o caminho que vocês estão fazendo.

Você também poderá utilizar a ferramenta disponibilizada por alguns aplicativos que permite compartilhar a sua localização e status da viagem com os seus contatos.

Aliás, se você trabalha como motorista, saiba que também poderá dividir o seu trajeto com os seus familiares.

5.   Em caso de crime, denuncie!

Você já deve ter ouvido falar de crimes envolvendo motoristas de aplicativos de transportes. A maioria deles é contra mulheres.

Nesses casos, até mesmo pela novidade que o serviço ainda representa, uma das dificuldades dos órgãos de segurança é identificar esses infratores.

Isso acontece porque, muitas mulheres, infelizmente, acabam não denunciando os casos.

Mas saiba que a sua ajuda nesses casos é muito importante.

Caso você passe por alguma situação em que se sinta lesado(a), não deixe de procurar um órgão de segurança!

Conclusão

Você ficou ansioso para ter a Lyft no Brasil?

Neste artigo, você ficou sabendo como os aplicativos de transportes causaram transformações no trânsito de todos os países em que estão presentes, incluindo o Brasil.

Você teve acesso aos dados de uma pesquisa em que foi constatado que os jovens entre 18 e 34 anos estão entre o público principal do serviço, que tem tido preferência em relação aos táxis por conta do preço mais acessível e da capacidade de planejamento e acessibilidade.

Eu também apresentei para você o aplicativo Lyft, atualmente, principal concorrente da empresa Uber na América do Norte e que, em breve, deverá expandir seu campo de abrangência, havendo muitas possibilidades de vir para o Brasil.

Você também conheceu a Lei 13.640/2018, que passou a regulamentar o serviço de aplicativos de transportes no Brasil, passando o controle do serviço aos municípios.

Por fim, eu apresentei para você cinco dicas de como estar seguro ao utilizar os aplicativos de transporte.

Agora, eu quero saber a sua opinião. Você já conhecia o aplicativo Lyft? Tem costume de viajar com esse tipo de serviço ou ainda prefere utilizar táxis?

Deixe o seu comentário abaixo, dizendo o que achou do Lyft Brasil. Terei prazer em responder você!

Caso você tenha sido notificado por um órgão de trânsito e deseje entrar com recurso de multa de trânsito, minha equipe e eu podemos ajudar!

Envie e-mail para [email protected] ou ligue para o número 0800 6021 543.

Eu e minha equipe estamos aguardando o seu contato!